Estratégias de diferenciação por meio de inovação: um estudo de caso em uma pequena empresa / Differentiation strategies through innovation: a case study in a small company

Polyana d’Emery Alves, Alessandra Carla Ceolin

Abstract


O presente artigo retrata uma pequena empresa brasileira que tem em suas bases a inovação e a sustentabilidade, incorporadas desde a sua estrutura até seu produto final. A empresa Dobra Projetos Irados Ltda. nasceu em 2016 no intuito de deixar o mundo um lugar mais aberto, irreverente e do bem por meio da venda de carteiras de papel e de um propósito transformador massivo, amparado por um modelo de negócio baseado no design thinking e em metodologias ágeis, focado no customer experience, que permite uma constante melhoria de seus produtos a partir dos feedbacks dos consumidores. A empresa se diferencia dos concorrentes ao se posicionar no mercado como uma organização que não existe para vender produtos e sim para impactar o mundo de forma positiva, missão que se solidifica através da adoção de diversas práticas socioambientais para garantir o respeito as três dimensões da sustentabilidade: dimensão social, dimensão ambiental e dimensão econômica. Entre elas, a adoção da holocracia como estrutura de governança, que garante a não existência de uma hierarquia na organização e espelha outras políticas organizacionais como a igualdade de salários e de poder de decisão para todos os colaboradores por meio da gestão por círculos que permite uma releitura do organograma tradicional das empresas e incorpora papéis para os colaboradores, que são definidos a partir dos propósitos de cada círculo, empoderando os funcionários e pulverizando a responsabilidade e a autoridade. A organização também investe na logística reversa de seus produtos e na reutilização das embalagens, gerando vantagens competitivas a partir de recursos intangíveis como sua cultura e recursos tangíveis como seus produtos inovadores.


Keywords


Inovação; Estratégia; Micro e Pequenas Empresas; Gestão da Inovação; Inovação sustentável.

References


BARBIERI, J. C. Organizações inovadoras sustentáveis. In: BARBIERI, J. C; SIMANTOB, M. Organizações inovadoras sustentáveis: uma reflexão sobre o futuro das organizações. São Paulo, Atlas, 2007.

BARBIERI, J. C.; VASCONCELOS, I. F. G.; ANDREASSI, T.; VASCONCELOS, F. C. Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 50, n. 2, p. 146-154, abr./jun. 2010.

BARNEY, J.B; HESTERLY, W.S. Administração Estratégica e Vantagem Competitiva. São Paulo: Pearson, 2007.

BROWN, T. Design Thinking. Uma metodologia ponderosa para decretar o fim das velhas ideias. Tradução: Cristina Yamagami. Alta Books, 2017.

CARVALHO, H. G.; REIS, D. R.; CAVALCANTE, M. B. Gestão da inovação. Curitiba, PR: Aymará Educação, 136 p, 2011.

CHAPPLE, K.; KROLL, C. LESTER, W. T. MONTERO, S. Innovation in the green economy: an extension of the regional innovation system model? Economic Development Quarterly. V. 25, n. 1, p. 5-25, nov. 2010.

ERICKSON, F. Qualitative methods in research on teaching. In M. C. Wittrok, Handbook of research on teaching, p 119-161, New York, 1986.

FERNANDES, A. M.; BRUCHÊZ, A.; D’ÁVILA, A. A. F.; CASTILHOS, N. C.; OLEA, P. M. Metodologia de pesquisa de dissertações sobre inovação: Análise bibliométrica. Desafio Online, Campo Grande, v.6, n.1, Jan./Abr. 2018

GEPHART, B. Qualitative Research and the Academy of Management Journal. Academy of Management Journal, 47, p. 454–462. 2004.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

OSLO. Manual de Oslo: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3 ed. Tradução de Finep. Rio de Janeiro: OCDE; Eurostat; Finep, 2005. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2018.

OLIVEIRA, F. A. Schumpeter: a destruição criativa e a economia em movimento. Revista de História Econômica & Economia Regional Aplicada – Vol. 10 nº 16 Jan-Jun 2014.

PORTER, M. E. Competição: estratégias competitivas essenciais. Rio de Janeiro: Elsevier, 1999.

SANTOS, L. A. A.; SIMÕES, L.S.; BUCK, T. A. Inovação como estratégia para o desenvolvimento sustentável praticado pelas empresas. RISUS – Journal on Innovation and Sustainability, São Paulo, v. 4, n.3, p. 3-28, set/dez. 2013 - ISSN 2179-3565.

SCHUMPETER, J. A. Capitalismo, socialismo e democracia. (Editado por George Allen e Unwin Ltd., traduzido por Ruy Jungmann). — Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1961.

TIDD, J; BESSANT, J; PAVITT, K. Managing Innovation: integrating Technological, market and organizational change. 3. ed. London: John Wiley & Sons Ltd, 2005.

VAN DE KAMP, P. Holacracy - A Radical Approach to Organizational Design - Elements of the Software Development Process - Influences on Project Success and Failure., University of Amsterdam, pp. 13-26, 2014, doi:10.13140/2.1.3740.8645.

YIN, R.K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. Tradução: Daniel Grassi. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZILBER, M. A.; LEX, S.; MORAES, C. A.; PEREZ, G.; VIDAL, P. G.; CORRÊA, G. B. F. A Inovação e Seus Fatores Organizacionais Determinantes. In: ENANPAD 2005. Anais do XXIX ENANPAD. Brasília: ANPAD, 2005.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.