A arte de brincar: Saberes e educação de crianças indígenas na Amazônia Tocantina– Pará – Brasil / The art of playing: Knowledge and education of indigenous children in the Tocantina Amazon– Pará - Brazil

Benedita Celeste de Moraes Pinto Pinto, Maria de Fátima Rodrigues Nunes, Andrea Silva Domingues

Abstract


O presente artigo objetiva identificar através de brincadeiras e brinquedos utilizados por crianças indígenas da região do Tocantins, no Pará, que saberes são transmitidos através dos modos de brincar e confeccionar brinquedos no cotidiano das aldeias Anambé, no município de Mojú e os Assuriní do Trocará, no município de Tucuruí. Metodologicamente, trabalhamos com a prática da historia oral na pesquisa de campo, através de entrevistas de história de vida e observação participante. A interpretação dos dados da pesquisa proporcionou a estas pesquisadoras compreender que a aquisição de saberes, aprendizados e conhecimentos das crianças indígenas se concretiza por intermédio de brinquedos e das suas múltiplas brincadeiras, executadas cotidianamente nos mais diversificados espaços, e que estas possuem simbologias de suma importância para tais crianças, visto que são impregnadas de valores, princípios, conhecimentos e saberes, pois é mediante brinquedos e brincadeiras que as crianças aprendem mergulhar, remar, plantar, cozinhar, lavar roupa, pescar, caçar, trançar cestos, fazer farinha, artesanatos, entro outros.

 


Keywords


Memória, Educação, Brincadeiras, Saberes, Crianças Indígenas.

References


BHABHA, H. K. O local da cultura. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

CANCLINI, N. G. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: EDUSP, 1998.

CRUZ, S. F. A criança Terena: o diálogo entre a educação indígena e a educação escolar na aldeia Buriti. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2009.

DOMINGUES, Andréa Silva. Cultura e Memória: A festa de Nossa Senhora do Rosário na cidade de Silvanópolis- MG. Pouso Alegre: UNIVAS, 2017.

DUTRA, M. A. Entre grafismos e oralidades: uma interpretação do imaginário da criança ribeirinha amazônica. Manaus: UFAM/ICHL, 2013.

FENELON, Déa Ribeiro, CRUZ, Heloisa de Faria, PEIXOTO, Maria do Rosário da Cunha. In: Muitas Memórias Outras Histórias. São Paulo: Olho d`Àgua, 2009.

FERNANDES, F. Aspecto da educação na sociedade Tupinambá. In: Leituras de Etnologias brasileiras. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1976.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 7. ed. Rio de Janeiro: DPEA, 2006.

NASCIMENTO, A. C. A cosmovisão e as representações das crianças Kaiowá/Guarani: o antes e o depois da escolarização. In: Reunião Brasileira de Antropologia, 25. Goiânia, 2006.

NUNES, Ângela Maria Machado Pereira. Brincando de ser criança: contribuições da etnologia indígena brasileira à antropologia da infância. (Doutorado em Antropologia). ISCTE e Universidade de São Paulo, 2003.

NUNES, Maria de Fátima Ribeiro. “Aprende Brincando”: a criança atuando entre o povo Assuriní do Trocará, Município de Tucuruí-PA. Cametá, 2016 (Dissertação de Mestrado em Educação e Cultura, PPGEDUC/UFPA-Cametá).

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História e História Cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

PIACENTINI, T. A. Imagens de infância: uma possível historiografia da infância. Revista Linhas, Florianópolis, v. 14, n. 26, p. 157-170, 2013.

PROCOPIO, M. C.C. A Festa do jacaré na Aldeia Indígena Assuriní Trocará: espaço Educativo e de Manifestação de Saberes, Belém, 2015 (Dissertação de Mestrado em Educação – UEPA, 2015).

RODRIGUES, Luzia Maria. A criança e o brincar. Mesquita, 2009.

ZANELLA, L. Aprendizagem: uma introdução. In: Psicologia e Educação, EDIPUCRS, 7 ed. Porto Alegre, RS, 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-416

Refbacks

  • There are currently no refbacks.