Efeito da modalidade de ensino presencial comparado á utilização de software educacional no conhecimento de acadêmicos de enfermagem / Effect of presentual teaching modality compared to the use of educational software in knowledge of nursing academics

Joaffson Felipe Costa Dos Santos, Monyka Brito Lima dos Santos, Sildália da Silva de Assunção Lima, Gilcivania Lustoza Santos, Elinete Nogueira de Jesus, Kassia Pinho da Cunha, Anamelia Menezes de Gouveia, Paulo Sérgio da Paz Silva Filho, Rafael Everton Assunção Ribeiro da Costa, Francisco Braz Milanez Oliveira

Abstract


O processo de ensino aprendizagem possui um vasto acervo de estratégias metodológicas, mais ao longo dos tempos sofreu uma defasagem com a transição dos tempos antigos para o tempo moderno, e para acompanhar tal evolução foi se adequando com as tecnologias que se originam a todo o momento. Objetivo comparar o efeito da modalidade de ensino presencial e o uso de software educacional no conhecimento, atitudes e práticas de acadêmicos de enfermagem sobre procedimentos técnicos. O estudo se tratará de uma pesquisa de natureza básica, de abordagem quantitativa e delineamento experimental de grupo controle pós-teste.  Quanto a avaliação da aplicação POP, foi constatado que todos os entrevistados (100%) relataram que as informações são coerentes e estão coerentes, que estão adequadas e atingem o conhecimento com precisão, além de serem adequadas aos acadêmicos, ilustra os procedimentos das práxis de enfermagem, tem itens que são relevantes, é coerente, apresenta-se, permite gerar conhecimento. Quanto a análise do conhecimento sobre os procedimentos técnicos em enfermagem por meio do uso de dispositivos móveis, os alunos apesentaram maiores acertos no grupo tecnologia de informação quando comparados ao grupo que utilizou metodologia tradicional nas questões sobre sondagem vesical de alivio e demora, Quando investigados sobre o conhecimento acerca do preparo e administração de medicamentos, observou-se que o grupo de alunos que utilizaram tecnologias de informação apresentou maior conhecimento em quantidade de acertos quando comparados aos alunos que absorveram conhecimento via método tradicional de ensino (aula expositiva).


Keywords


Ensino; tecnologia; ensino-aprendizagem.

References


MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. (Ed.). Novas tecnologias e mediações pedagógicas. 13. ed. São Paulo: Papirus, 2007.

TARDIF. M. Saberes docentes e formação profissional. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

UNESCO. Policy Guidelines for Mobile Learning. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0021/002196/219641E.pdf. Acesso em: 27 de março 2018.

OLIVEIRA, C. de. TIC’s na Educação: A utilização das tecnologias da informação e comunicação na aprendizagem do aluno. Pedagogia em Ação, v. 7, n. 1, Dez. 2015. ISSN 2175-7003. Disponível em:< https://goo.gl/Bk1Mez>. Acesso em: 11 maio. 2018.

VAILLANT, D.; MARCELO, C. Ensinando a ensinar. As quatro etapas de uma

aprendizagem. Curitiba: Editora da Universidades Tecnológica Federal do Paraná, 2012.

COSTA, V.M.F et al. Educação a distância x educação presencial: como os alunos percebem as diferentes características. ESUD – XI Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância Florianópolis/SC. 2014.

LEACOCK, T. L., & NESBIT, J. C. (2007). A Framework for Evaluating the Quality of Multimedia Learning Resources. Educational Technology & Society, 10 (2), 44-59.

VIGOLO, V. Desenvolvimento de uma plataforma wireless para prescrição medica e verificação de sinais vitais baseado em PDA. 2009. 103 (Dissertação). Departamento de Engenharia Elétrica, Universidade Federal De Engenharia Elétrica, Florianópolis – SC.

PEREIRA, Francisco Gilberto Fernandes et al . Construção de um aplicativo digital para o ensino de sinais vitais. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 37, n. 2, e59015, 2016 . Available from . access on 28 Oct. 2019. Epub June 23, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.02.59015.

TIBES, Chris Mayara dos Santos. Aplicativo móvel para prevenção e classificação de úlceras por pressão. Dissertação (mestrado em ciências da saúde) Universidade Federal de São Carlos, 118f. 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-395

Refbacks

  • There are currently no refbacks.