Utilização de diferentes alimentos na larvicultura do peixe ornamental amazônico Acará Severo / Use of different feeds in larviculture of the amazon ornamental fish Severum

Daniel Abreu Vasconcelos Campelo, Eliene dos Reis Rodrigues, Bruno Cesar Brito Dias, Arlindo dos Santos Pinheiro Junior, Luciene Diniz dos Santos, Marcos Ferreira Brabo, Lorena Batista de Moura, Galileu Crovatto Veras

Abstract


Objetivou-se com o presente estudo avaliar a utilização de diferentes alimentos para pós-larvas de acará severo. Foi realizado experimento em delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos: ração, artêmia, infusório, ração + artêmia e ração + infusório, e quatro repetições. Foram utilizadas 200 pós-larvas de acará severo (Heros severus) distribuídas em 20 aquários de 1 L (10 pós-larvas aquário-1). Os diferentes alimentos foram ofertados às pós-larvas quatro vezes ao dia, até a saciedade aparente, por um período de 15 dias. Ao final do período experimental os peixes foram contados, pesados e medidos, para determinação dos parâmetros de desempenho produtivo e variáveis morfométricas. Os peixes alimentados com ração, artêmia e ração + artêmia apresentaram taxa de sobrevivência significativamente superior. As pós-larvas que receberam apenas artêmia apresentaram os maiores valores de peso final e ganho de peso, porém, o fornecimento de artêmia e ração + artêmia proporcionaram os melhores valores de ganho de comprimento, taxas de crescimento específico e uniformidade. Para todas as variáveis morfométricas, os peixes que receberam artêmia e ração + artêmia apresentaram os maiores valores. Em função do alto custo do fornecimento de artêmia, é recomendado o fornecimento de ração + artêmia nos primeiros dias de alimentação do acará severo.


Keywords


alimentação; artêmia; infusório; piscicultura ornamental.

References


ALHO, C.J.R. 2010 Integração entre biodiversidade e aplicação de pesquisa científica resultando em manejo para uso sustentável e conservação. Revista Uniara, 13(1): 125-134.

ALISHAHI, M.; KARAMIFAR, M.; MESBAH, M.; ZAREI, M. 2014 Hemato-immunological responses of Heros severus fed diets supplemented with different levels of Dunaliella salina. Fish Physiology and Biochemistry, 40(1): 57-65.

ALVARADO-CASTILLO, J.D. 2010 Substituição precoce do alimento vivo por alimento inerte na larvicultura de acará bandeira (Pterophyllum scalare), Jaboticabal, São Paulo, Brasil. 57f. (Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual Paulista). Disponível em: Acesso em: 12 set. 2017.

AOAC. Association of Official Analytical Chemists. Official methods of analysis of AOAC International. 17th ed. Gaithersburg, v.2. 2000.

ARAÚJO, J.G.; SANTOS, M.A.S.; REBELLO, F.K.; ISAAC, V.J. 2017 Cadeia comercial de peixes ornamentais do Rio Xingu, Pará, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, 43(2): 297-307.

DIEMER, O.; NEU, D.H.; SARY, C.; FEIDEN, A.; BOSCOLO, W.R.; SIGNOR, A.A. 2010 Manejo alimentar na larvicultura do mandi-pintado (Pimelodus britskii). Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, 11(3): 903-908.

EL-SEBAIE, H.E., MAHMOUD, N.H., MAHMOUD, H.I., AND SAAD, Y.M. 2014. Biological performance of Pterophyllum scalare larvae fed on artemia and artificial diet. World Journal of Fish and Marine Sciences, 6(3): 289-294.

FABREGAT, T.E.H.P.; WOSNIAK, B.; TAKATA, R.; MIRANDA FILHO, K.C.; FERNANDES, J.B.K.; PORTELLA, M.C. 2017 Larvicultura do betta em água levemente salinizada. Boletim do Instituto de Pesca, 43(2): 164-171.

FARIA, P.M.C.; CREPALDI, D.V.; TEIXEIRA, E.A.; RIBEIRO, L.P.; SOUZA, A.B.; CARVALHO, D.C.; MELO, D.C.; SALIBA, E.O.S. 2006 Criação, manejo e reprodução do peixe Beta splendens (Regan 1910). Revista Brasileira de Reprodução Animal, 30(3-4): 134-149.

FAVERO, J.M.; POMPEU, P.S.; PRADO-VALLADARES, A.C. 2010 Biologia reprodutiva de Heros efasciatus Heckel, 1840 (Pisces, Cichlidae) na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã-AM, visando seu manejo sustentável. Acta Amazônica, 40(2): 373-380.

FURUYA, V.R.B.; HAYASHI, C.; FURUYA, W.M.; SOARES, C.M.; GALDIOLI, E.M. 1999 Influência de plâncton, dieta artificial e sua combinação sobre o crescimento e sobrevivência de larvas de curimbatá (Prochilodus lineatus). Acta Scientiarum, 21(1): 699-703.

GISBERT, E.; MERINO, G.; MUGUET, J.B.; BUSH, D.; PIEDRAHITA, R.H.; CONKLIN, D.E.; 2002 Morphological development and allometric growth patterns in hatchery-reared California halibut larvae. Journal of Fish Biology, 61(5): 1217-1229.

GUERREIRO, L.R.J.; DIAS, J.A.D.; FORNARI, D.C.; RIBEIRO, R.P.; ZANONI, M.A. 2011 Desempenho de pós larvas de cascudo preto (Rhinelepis aspera), alimentadas com naúplios de artemia e ração oferecida em saches. Semina: Ciências Agrárias, 32(2): 781-788.

HALMLIN, H.J.; KLING, L.J. 2001 The culture and early weaing of larval haddock (Melanogrammus aeglefinus) using a micropartculate diet. Aquaculture, 201(1): 61-72.

HAYASHI, C. 2014 Desenvolvimento inicial das larvas de dourado Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816); suplementados com plâncton, artêmia e rações, em cultivos experimentais. Fórum Ambiental da Alta Paulista, 10(3): 137-150.

JUNK, W.J.; SOARES, M.G.M.; BAYLEY, P.B. 2007 Freshwater fishes of the Amazon River basin: their biodiversity, fisheries, and habitats. Aquatic Ecosystem Health & Management, 10(2): 153-173.

KIM, J.; MASSEE, K.C.; HARDY, R.W. 1996 Adult Artemia as food for first feeding coho salmon (Oncorhynchus kisutch). Aquaculture, 144(1): 217-226.

LIMA, A.O. 2003 Aquicultura ornamental: O potencial de mercado para algumas espécies ornamentais: Formas de diversificação da produção na aquicultura brasileira. Revista Panorama da Aquicultura, 13(1): 23-29.

LUI, A.T.; SILVA, L.F.; DEPARIS, A.; BITTENCOURT, F.; BOSCOLO, W.R.; REIDEL, A. 2015 Manejo alimentar para larvas de pacu Piaractus mesopotamicus. Revista Acadêmica: Ciência Animal, 13(1): 153-158.

LUZ, R.K.; ZANBONI FILHO, E.Z. 2001 Utilização de diferentes dietas na primeira alimentação do mandi amarelo (Pimelodus maculatus, Lacépéde). Acta Scientiarum, 23(1): 483-489.

LUZ, R.K; ZANBONI FILHO, E.Z. 2002 Larvicultura do mandi amarelo (Pimelodus maculatus) em diferentes densidades de estocagem nos primeiros dias de vida. Revista Brasileira de Zootecnia, 31(2): 560-565.

MARTÍNEZ-MONTAÑO, E.; GONZÁLEZ-ÁLVAREZ, K.; LAZO, J.P.; AUDELO-NARANJO, J.M.; VÉLEZ-MEDEL, A. 2016 Morphological development and allometric growth of yellowtail kingfish Seriola lalandi V. larvae under culture conditions. Aquaculture Research, 47(4): 1277-1287.

MERIGOUX, S.; PONTON, D.; DE MERONA, B. 1998 Fish richness and species-habitat relationships in two coastal streams of French Guiana, South American. Environmental Biology of Fishes, 51(1): 25–39.

PEREIRA, S.L.; GONÇALVES JUNIOR, L.P.; AZEVEDO, R.V.; MATIELO, M.D.; SELVATICI, P.C.; AMORIM, I.R.; MENDONÇA, P.P. 2016 Diferentes estratégias alimentares na larvicultura do acará-bandeira. Acta Amazonica, 46(1): 91-98.

PIEDRAS, S.R.N.; POUEY, J.L.O.F. 2004 Alimentação de alevinos de peixe-rei (Odontesthes bonariensis) com dietas naturais e artificiais. Ciência Rural, 34(4): 1203-1206.

SAMPAIO, C.L.S.; NOTTINGHAM, M.C. 2008 Guia para identificação de peixes ornamentais brasileiros: espécies marinhas. Brasília: Ibama. 205p.

SANTOS, G.M.; FERREIRA, E.J.G.; VAL, A.L. 2010 Recursos pesqueiros e sustentabilidade na amazônica: fatos e perspectivas. Revista do Direito Ambiental da Amazônia, 8(1): 43-77.

SOARES, C.M.; HAYASHI, C.; GONÇALVES, G.S.; GALDIOLI, E.M.; BOSCOLO, W.R. 2000 Plâncton, Artemia sp, dieta artificial e suas combinações no desenvolvimento e sobrevivência do quinguio (Carassius auratus) durante a larvicultura. Acta Scientiarum, 22(1): 383-388.

TLUSTY, M. 2002 The benefits and risks of aquaculture production for the aquarium trade. Aquaculture, 205(3): 203-219.

TREECE, G.D. 2000 Artemia production for marine larval fish culture. Stoneville, Mississippi: Southern Regional Aquaculture Center. 8p.

VERAS, G.C.; BRABO, M.F.; DIAS, J.A.; ABE, H.A.; NUNES, Z.M.P.; MURGAS, L.D.S. 2016 The effect of photoperiod and feeding frequency on larval of the Amazonian ornamental fish Pyrrhulina brevis (Steindachner, 1876). Aquaculture Research, 47(3): 797-803.

VIDAL JR., M.V. 2003 Peixes ornamentais: reprodução em aquicultura. Revista Panorama da Aquicultura, 79(1): 22-27.

ZUANON, J.A.S.; SALARO, A.L.; FURUYA, W.M. 2011 Produção e nutrição de peixes ornamentais. Revista Brasileira de Zootecnia, 40(1): 165-174.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-321

Refbacks

  • There are currently no refbacks.