As políticas públicas de produção de energia na fronteira da América Latina: Análise do impacto das políticas públicas de produção e distribuição energética nas relações do Brasil com Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela / Public energy production policies on the Latin American border: Analysis of the impact of public policies for energy production and distribution on Brazil's relations with Argentina, Bolivia, Paraguay, Uruguay and Venezuela

Rachel Ferreira Oakes, Hemerson Luiz Pase

Abstract


O presente artigo tem como objetivo analisar em que medida ocorrem os acordos comerciais energéticos internacionais, bi e multilaterais, entre Brasil e Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela; analisar se estes são efetivamente condutores de políticas públicas energéticas e qual o papel dessas políticas em viabilizar a integração energética entre estes países. A análise das políticas adotadas entre as negociações pretende destacar o papel crucial do Brasil neste processo de integração energética entre os países envolvidos. As hipóteses desenvolvidas neste artigo é que há dois níveis de acordos bi ou multinacionais: um nível mais geral, onde os esforços cooperativos são planejados em áreas variadas, incluindo a produção energética. O outro nível de análise está baseado na exploração de potenciais energéticos, que implica em cooperação, para fins de sobrepassar conflitos políticos sensíveis. Através destas duas hipóteses, pode-se questionar dois pontos a respeito desses acordos bi ou multinacionais: a) Quais são os atuais estados dessa produção energética, bem como o estado de consumo dos países? E b) Qual a relação entre o crescimento econômico dos países que comercializam insumos energéticos do Brasil e a sua integração?


Keywords


Acordos, Energia, Políticas Públicas, Integração Regional, Cooperação Energética, Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Venezuela

References


ABC, Agência Brasileira de Cooperação. Manual Cooperação Sul-Sul. Disponível em: http://www.abc.gov.br/SobreAbc/Direcao/CGPD. Acesso em 02 junho de 2017.

ALMEIDA, Paulo Roberto de. Integração Regional: Uma introdução. 1º ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

BARBOSA, Gabriela Gonçalves. Recursos Naturais Renováveis e Produção de Energia. Política Hoje, Recife, v. 23, p.193-215, abr. 2016.

BATALLA, Isabel Clemente. Relación binacional Uruguay-Brasil en el tercer milênio (2005-2014). Disponível em:

http://aucip.org.uy/docs/v_congreso/ArticulospresentadosenVcongresoAucip/AT17- PoliticaInternacional/IsabelClemente_relacionbinacional.Acesso em 08 de junho 2017.

Brasil, S.I. ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico. 1998. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2019.

BRIGAGÃO, Clóvis; FERNANDES, Fernanda, organizadores; Diplomacia Brasileira Para A Paz, Prefácio de Marco Aurélio Garcia – Brasília, FUNAG, 2012.

CASTRO., Nivalde J. de. Seminário internacional do setor de energia elétrica. 5. ed. Rio de Janeiro: Fundação Alexandre de Gusmão, 2010. 312 p.

CERVO, Amado; RAPOPORT, Mario. História Do Cone Sul. 2. ed. Rio de Janeiro: Revan, 1998.

CERVO, Amado. Inserção Internacional. São Paulo: Saraiva, 2008 (parte III)

DALGAARD, Klaus Guimarães. The Energy Statecraft of Brazil: The Rise and Fall Of Brazil’s Ethanol Diplomacy. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2017.

ELETROBRÁS, Assessoria de Comunicação da Eletrobras. Eletrobras e UTE assinam memorando sobre eólicas no Uruguai. Disponível em: http://www.eletrobras.gov.br/.Acesso em 08 de junho de 2017.

ELETROBRÁS. Eletrobrás no Mundo:Balanços e Perspectivas, 2014. Disponível em: http://www.eletrobras.com/elb/services/DocumentManagement/FileDownload.EZTSv c.asp?DocumentID=%7BB888B9B1-4764-4824-AFD3-DDCA255. Acesso em 01 de julho de 2017.

FEDERASUR. Nota de Imprensa, 2011.Acordos entre Brasil e Uruguai. Disponível em: http://federasur.org.br/2011/05/31/acordos-entre-brasil-e-uruguai/. Acesso em 01 de julho de 2017.

FRANÇA, Carlos Alberto Franco. Integração Elétrica Brasil-Bolívia. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2015.

GONÇALVES, Carlos Walter Porto. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006, p. 134.

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. Desafios Brasileiros na Era dos Gigantes. Contraponto, 2006 (cap. 12).

ITAMARATY. Relações Bilaterais: Uruguai, Abril/2010, 2010, Temas Políticos e Relações Internacionais. Disponível em: http://www.itamaraty.gov.br/temas/temaspoliticos-e-relacoes-bilaterais/america-do-sul/uruguai/pdf.> Acesso em 18 de junho de 2017.

LIMA, Maria Regina Soares de. The Political Economy of Brazilian Foreign Policy: Nuclear Energy, Trade and Itaipu. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2012.

MIGNOLO, Walter D.. The Idea Of Latin America. Oxford: Blackwell Publishing, 2005.

MOREIRA, Luiz Felipe Viel; QUINTEIROS, Marcela Cristina; SILVA, André Luiz Reis da. As Relações Internacionais da América Latina. Petrópolis: Editora Vozes, 2010.

PASE, Hemerson; BAQUERO, Marcello. Desenvolvimento Hidrelétrico: qualidade de vida e capital social no Sul do Brasil. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2013. 240 p.

PASE, Hemerson Luis; BAQUERO, Marcello. Estado, Democracia e Hidreletricidade no Brasil. Pelotas: Editora UFPel, 2012. 184 p.

PASE, H.; MORAES, F. Perspectivas sobre os acordos entre Brasil e Uruguai sobre Energia Renovável. 2019.

PIMENTEL, Embaixador José Vicente de Sá et al. A América do Sul e a Integração Regional. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2012. 252 p.

ROCHA, Humberto da; PASE, Hemerson; LOCATELLI, Carlos. Políticas Públicas e Hidrelétricas no Sul do Brasil. Pelotas: Editora UFPel, 2014. 193 p.

SEITENFUSS, Ricardo. Manual das Organizações Internacionais. 6. Ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2016.

SIMÕES, Antônio José Ferreira. Integração: sonho e realidade na América do Sul. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2011.

SOUSA, José Meireles de. Integração e Blocos Econômicos. In: SOUSA, José Meireles de. Fundamentos Do Comércio Internacional. S.i: Saraiva, 2009. p. 240.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-310

Refbacks

  • There are currently no refbacks.