Utilidades do Mulungu (Erythrina velutina Willd.) / Utilities of Mulungu (Erythrina velutina Willd.)

Raquel Soares da Silva, Cássio Laurentino Veloso, Amanda Cibele da Paz Sousa, Ranniele Luíza Ventura da Silva, Jailson de Oliveira, Denisson Lima do Nascimento, Fábio José Marques

Abstract


O mulungu (Erythrina velutina Willd.), é uma espécie nativa do Brasil utilizada para uso ornamental e paisagístico, e pelo largo emprego dos extratos de flores, cascas e de raízes na medicina popular. É encontrada principalmente em formações secundárias e matas abertas, apresentando crescimento rápido e facilidade de multiplicação, não podendo faltar nos reflorestamentos mistos destinados à restauração de áreas degradadas. O mulungu faz parte de um grupo de espécies importantes para recomposição da paisagem e para a conservação da biodiversidade. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi realizar uma revisão de literatura sobre a espécie Erythrina velutina Willd. e suas utilidades, a fim de esclarecer e enaltecer a importância desta planta com potencial medicinal.


Keywords


Erythrina Velutina, Fitoterápicos, Flores, Nativa.

References


AMORIM, J. Avaliação do extrato etanólico das flores de Erythrina mulungu benth. No tratamento da asma em um Modelo animal. 2017. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.

BITTAR, J. P. Erythrina verna. 2009. 6f. Monografia (Conclusão de curso em Fitoterapia) Unifesp, 2009.

CARVALHO, P. E. R.; Mulungu (Erythrina Velutina). Embrapa Florestas, Colombo, circular técnica 160, p. 1-8, Dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 Dez.

CORRÊA, M. P. Dicionário das plantas úteis do Brasil e das exóticas cultivadas. Brasil: Ministério da Agricultura. v. 5, p. 262, 1984.

FAGGION, S. A.; CUNHA, A. O. S.; FACHIM, H. A.; GAVIN, A. S.; DOS SANTOS, W. F.; PEREIRA, A. M. S.; BELEBONI, R.O. Anticonvulsant profile of the alkaloids (+)-erythravine and (+)-11-α-hydroxy-erythravine isolated from the flowers of Erythrina mulungu Mart ex Benth (Leguminosae–Papilionaceae). doi:10.1016/j.yebeh.2010.12.037, 2011.

KOLLMANN, L. J. C., FONTANA, A. P. & KRAUSE, S. 2007. Espécies vegetais com potencial ornamental do entorno da Reserva Biológica Augusto Ruschi. In L.A. Vieira & M.A. Assis (eds.). Planejando paisagens sustentáveis no corredor central da Mata Atlântica: uma experiência na região centro-serrana do Espírito Santo APROMAI, Santa Teresa, p. 21-55.

LORENZI, H. 2002. Árvores brasileiras: Manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Editora Plantarum, Nova Odessa, 368 p.

LORENZI, H; MATOS, F. F. A. Plantas Medicinais no Brasil. Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda. 2002.

ONUSIC, G. M; NOGUEIRA, R. L.; PEREIRA, A. M. S., VIANA, M.B. Effect of acute treatment with a water-alcohol extract of Erythrina mulungu on anxiety-related responses in rats. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 35, p.473-477, 2002.

ONUSIC, G. M.; NOGUEIRA, R. L.; PEREIRA, A. M. S.; FLAUSINO JUNIOR, O. A.; VIANA, M. B. Effects of Chronic Treatment with a Water–Alcohol Extract from Erythrina mulungu on Anxiety-Related Responses in Rats. Biological & Pharmaceutical Bulletin, v. 26, n. 11. p. 1538-1542, 2003.

PEREIRA, W. F.; MACHADO, M. Q. M. Estudo comparativo do efeito ansiolítico da Erythrina verna (mulungu) e o clonazepam (rivotril) em modelo animal de ansiedade. Horizonte Científico (Revista Eletrônica da Universidade Federal de Uberlândia), v. 1, n. 9, p. 315-333, 2008.

PINO-RODRIGUEZ, S. et al. Preliminary phytochemical screening and in vitro antiherpetic

activity of Erythrina fusca Lour. Acta Farmaceutica Bonaerense,v. 23(4), p. 453-458, 2004b.

REFLORA - Lista de espécies da flora do Brasil. Jardim botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: . Acesso em: 10 Dez.

a.

ROSA, S.G.T. & FERREIRA, A.G. 2001. Germinação de sementes de plantas medicinais lenhosas. Acta Botanica Brasilica, 15: 147-288.

VIDAURRE, G.B., SILVA, N.A., ROCHA, J.D.S. & BRITO, E.O. 2004. Produção de chapas de partículas de madeira de duas espécies nativas da Mata Atlântica e suas combinações. Ciência Florestal, 14(1): 235-242.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-297

Refbacks

  • There are currently no refbacks.