Impactos socioambientais gerados pela explotação de bentonita no Distrito do Pradoso – Vitória da Conquista, BA / Socio-environmental impacts generated by the exploitation of bentonite in the Pradoso District - Vitória da Conquista, BA

Gabriela dos Santos Plácido Silveira, Meirilane Rodrigues Maia, Vilmar Joaquim dos Santos

Abstract


Os recursos minerais são de extrema importância para o desenvolvimento de uma sociedade, principalmente, quando se considera aspectos econômicos e de sobrevivência associados à sua explotação. Por essa razão, a exploração desses recursos vem crescendo significativamente em todo país. No entanto, essa atividade gera impactos de diferentes magnitudes no ambiente em que está inserida. Esse processo ocorre em escalas diferentes, conforme o mineral que é explotado e seu beneficiamento, podendo ainda, causar danos irreversíveis de curto, médio e longo prazo. Em geral os impactos mais recorrentes estão relacionados ao meio físico, relativos à retirada da vegetação, danos em cursos d’água e solo, modificação da topografia e suspensão de particulados. Existem alguns impactos como os visuais que é relativo a percepção do indivíduo, e a poluição sonora e vibrações que não deixam resíduos. Tais impactos se estendem ao meio social, causando diversos desconfortos provocando pelo desequilíbrio no ambiente. Ademais, essas atividades podem trazer benefícios aos locais onde se instalam, quando atrelados a geração de empregos diretos e indiretos, aumentando a circulação de capital na área onde ocorre a atividade. Diante disso o artigo tem o objetivo de analisar os impactos socioambientais gerados pela explotação mineral de Bentonita no distrito do Pradoso em Vitória da Conquista- Bahia, visto que é a maior mineradora do município e as atividades minerais normalmente são práticas danosas, incorrendo em alterações e transformações nas paisagens, ainda que possam trazer alguns benefícios para a população local. A pesquisa se fundamenta nos seguintes autores: Bitar (1987), Enriquéz (2007),  Kopezinnski (2000), que discutem sobre os impactos e implicações oriundos da mineraçãos.Os procedimentos metodológicos foram: 1) levantamento bibliográfico e discussão teórica; 2) trabalho de campo com aplicação de questionários, além de registros fotográficos; e 3) Sistematização de informações. Como resultado foi possível observar que a explotação de Bentonita no distrito do Pradoso, ocasiona impactos, no meio físico e social. No meio físico foi notável o desmatamento área de lavra e em seu entorno, alterações nos corpos d’agua bem como surgimento de uma pequena barragem na área de explotação, além do lançamento de particulados, poluição sonora gerada pelos maquinários e transporte do produto e poluição visual consequência do desmatamento, deposito de minerais e estéreis e dos próprios particulados que são lançados na paisagem local. Destarte há benefícios para o distrito, como a geração de empregos diretos e indiretos, que passaram a ter oferta após a implantação do empreendimento minerário, além das ações sociais realizadas pela mineradora e melhoria no transporte. Conclui-se que as alterações ambientais são inevitáveis, ainda que a empresa respeite todos os parâmetros legais, no entanto a população em certo ponto se beneficia com o empreendimento, o que não ameniza os danos que foram acarretados pela empresa.


Keywords


Explotação mineral, impactos socioambientais, Bentonita

References


ANDRADE, Manuel Correia de. Mineração e Meio ambiente. Encontro Nacional de Estudos sobre Meio Ambiente. Florianópolis. Anais… Florianópolis: Ed. da UFSC, 1989. v3, p. 40-49 p.

BARRETO, Maria Laura. Mineração e Desenvolvimento Sustentável: Desafios para o Brasil. Rio de Janeiro: CETEM/MCT, 2001, 225 p.

BITAR, Omar Yazbek. Avaliação da recuperação de áreas degradadas por mineração na Região Metropolitana de São Paulo. Tese de doutorando. Universidade de São Paulo, Escola Politécnica, Departamento de Engenharia de Minas. São Paulo: 1998, 185p.

DUTRA, Ricardo. Mineração – Atividades e responsabilidades. São Paulo: Edições APEMI, 2007, 1 a 17 p. http://www.apemi.eng.br/mineracao-atividades-e-responsabilidades.pdf Acesso 10 de janeiro de 2019.

ENRIQUEZ, Maria Amélia. Mineração: Maldição ou Dádiva? Os dilemas do desenvolvimento sustentável a partir de uma base mineira. São Paulo: Signus Editora, 2008, 449 p.

KOPEZINNSKI, Isaac. Mineração x Meio Ambiente: Considerações Legais, Principais Impactos Ambientais e seus processos Modificadores. Porto Alegre: Ed. Universidade / UFRGC, 2000,130 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-271

Refbacks

  • There are currently no refbacks.