Instrumentos de gestão ambiental: o plano de manejo como possibilidade estratégica de materialização do zoneamento ecológico econômico / Environmental management instruments: the management plan as a strategic possibility for materialization of economic economic zoning

Sara Francisca Correa Dias Ramos, Aquiles Vasconcelos Simões, Roble Carlos Tenório Moraes, Evelyn Lopes Freires

Abstract


O presente trabalho é fruto das apreensões teórico-metodológicas construídas no âmbito do curso formativo de Instrumento de Gestão Ambiental (2018), realizado no Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Local, do Núcleo de Meio Ambiente (NUMA) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Este artigo foi construído a partir de uma revisão bibliográfica e documental, com intuito de refletir sobre o Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) tendo o Plano de Manejo da RESEX Ipaú-Anilzinho como objeto de aproximação mediativo. O foco da discussão gira em torno do Plano de Manejo não instituído na reserva e as respectivas apreensões sobre instrumentos de gestão ambiental. Como notas conclusivas apresentaram-se as possibilidades de reverter algumas problemáticas da RESEX com a consolidação do ZEE para aprovação do plano de manejo.


Keywords


Gestão Ambiental; RESEX Ipaú-Anilzinho; Zoneamento Ecológico Econômico;Plano de Manejo

References


AZEVEDO, Rosa; CASTRO, Edna. Práticas Agroextrativas de Grupos Negros do Trombetas. Papers do Naea, Belém, v. 1, n. 093, p.1-19, maio 1998. ISSN 15169111.

ACSELRAD, H. As práticas espaciais e o campo dos conflitos ambientais. In:ACSELRAD, H. (org.). Conflitos ambientais no Brasil. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2004, p.13-36.

AMARAL, JOÃO J. F. Como fazer uma pesquisa bibliográfica. Fortaleza / CE: 2007. Disponível em:http://200.17.137.109:8081/xiscanoe/courses1/mentoring/tutoring/Como%20fazer%20pesquisa%20bibliografica.pdf. Acesso em: 11 dez. 2018.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? São Paulo: Cortez, 2009.

BAERT, Patrick. Algumas limitações das explicações da escolha racional na Ciência Política e na Sociologia. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 12, n. 35, Oct. 1997. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2018.

BARROS, M. V. A. Zoneamento Ecológico Econômico como Ferramenta de Planejamento Ambiental: referências a PNMA Política Nacional de Meio Ambiente e seus instrumentos. Revista de Produção Acadêmica-Científica, Manaus, v.2, n°1. 2015.

BRASIL. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Ministério do Meio Ambiente (Org.). Plano de Manejo Participativo da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho. Baião/PA: DIUSP/ICMBio, 2008. 95 p. Não Publicado.

______.Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Brasília DF, 2000. (Lei Federal n. 9985, de 18 de julho de 2000).

______. Governo Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. (1988) São Paulo: Saraiva, 2007.

COSTA, A. P. (2014). Políticas públicas e desenvolvimento nas RESEX Verde para Sempre e Arióca Pruanã-Pará.(Tese de Doutorado). NAEA/PPGDSTU, Belém, 2014.

CUNHA, Luis H. "Da 'tragédia dos comuns' à Ecologia Política: perspectivas analíticas para o manejo comunitário dos recursos naturais". Raízes, vol. 23, n° 01 e 02, 2004, p. 10-26.

GURUPI, Luciano. Conceito de hegemonia em Gramsci. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1978.

HARDIN, Garrett. A tragédia dos comuns. Disponível em: . Acesso: 16 dez 2018.

MORAES, R. C. T. As Possibilidades da Inserção da Educação Ambiental em Unidades de Conservação: o caso da Reserva Extrativista “Ipaú-Anilzinho” na Amazônia Tocantina. Belém, 2016. 158 f. (Dissertação de Mestrado ). Universidade Federal do Pará. 2016.

PIZZANI, Luciana et al. A arte da pesquisa bibliográfica na busca do conhecimento. RDBCI: Campinas, SP, v. 10, n. 2, p. 53-66, jul. 2012. Disponível em: DOI:. Acesso em: 06 dez. 2018.

POMPEU, E. C. Pensando com a educação crítica para crítica da educação ambiental na Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho. Belém, 2017. 113 f. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Pará. 2017.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: Primeiras aproximações. 11 ed. Campinas, SP: Autores Associados. 2011.

SILVA, J. B.; SIMONIAN, L. T.; COSTA, A. P.; BATISTA, I. M. S. Sustentabilidade Institucional em Reservas Extrativistas na Amazônia Brasileira.Papers do NAEA (UFPA), v. 1, p. 1-20, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-272

Refbacks

  • There are currently no refbacks.