Da teoria à prática: influência do PNAIC na prática pedagógica de professores alfabetizadores / From theory to practice: influence of PNAIC in practice pedagogical education teachers

Kariane Batistello

Abstract


Com o tema “DA TEORIA À PRÁTICA: influência do PNAIC na prática pedagógica de professores alfabetizadores”, a presente pesquisa visa perceber as influências do PNAIC na prática pedagógica dos professores alfabetizadores. Diante do exposto, os objetivos da pesquisa foi assim definido: Caracterizar as práticas pedagógicas dos professores participantes antes das formações disponibilizadas pelo PNAIC; Caracterizar as modificações na prática pedagógica dos professores, a partir da formação do PNAIC; Analisar a percepção dos professores em relação à formação recebida por meio do PNAIC; Que condições foram disponibilizadas aos professores para viabilizar a sua participação no PNAIC. Os sujeitos participantes foram professores da escola Núcleo de Ensino Fundamental, localizada no município de Nova Itaberaba-SC e da Escola de Educação Básica Coronel Lara Ribas localizada no município de Chapecó-SC.


Keywords


PNAIC. Alfabetização. Letramento. Formação de professores. Analfabetismo.

References


ABRAHÃO, Raquel C. Ruiz. A formação continuada de professores no programa Teia do Saber-Universidades: um olhar avaliativo. Campinas, 2006.

ALBUQUERQUE, Leonam Amitaf Ferreira Pinto. Repetência e Exclusão escolar: um relato de experiência em Escolas Públicas da Paraíba. 2016.

BERNARDELLI. Maria Odete Rodrigues. CAMARGO. Janira Siqueira. BRESSAN. Rosângela. A formação continuada de professores e a qualidade do processo ensino-

BORGES, Liana da Silva. A alfabetização de jovens adultos como movimento: um recorte na genealogia do MOVA. Porto Alegre: PUCRS. 2009.

BRASIL. Decreto nº 91.980, de 25 de Novembro de 1985.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Caderno de Apresentação. Brasília: MEC/SEB, 2015. Disponível em: acesso: 02 Set. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Toda criança aprendendo. Brasília-DF. 2003. Disponível em: Acesso: 13 Out. 2018.

CAVAGNARI. Luzia Borsato. NADAL. Beatriz Gomes. A rede nacional de formação continuada de professores da educação básica: trajetória de uma política educacional. UEPG/PR . SECAL/PR .2015.

CONDACK. Juliana do Nascimento Piske. ORTOLLAN. Máxima Graziella. Contribuições da metodologia do pacto para os professores da escola municipal Germano Lazaretti. 2016.

CUNHA, Luís Antônio. XAVIER, Libânia. Movimento Brasileiro de Alfabetização-MOBRAL. Disponível em: Acesso em: 24 Out. 2018.

CUNHA, Suzi Laura da; DELIZOICOV, Nadir Castilho. A concepção freireana sobre a formação continuada de professores: a EJA no município de Chapecó. 2014. 114 p. Dissertação (mestrado em educação) - Universidade Comunitária da Região de Chapecó, 2014.

DMITRUK, Hilda Beatriz (Org.). Cadernos metodológicos: diretrizes do trabalho científico. 8. ed. Chapecó: Argos, 2012.

FÁVERO, Osmar. Paulo Freire: Primeiros Tempos. Revista Em Aberto - INEP, v. 26. 2013. Disponível em: Acesso: 08 Set. 2018.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. SANTOS, Maria Lygia Cardoso Köpke. O Livro de Hilda (1902), a cartilha do método analítico, por João Köpke. 2014. Disponível em: Acesso em: 27 Jun. 2019.

FERRARO , Alceu Ravanello. Analfabetismo e níveis de letramento no Brasil: o que dizem os censos?. 2002.

FIGUEIREDO . João Baptista de Oliveira. PORTELLA. Eduardo Matos. Corrêa . Arlindo Lopes. BARBOSA. Sergio Marinho. RAMOS. Odaléa Cleide Alves. MOBRAL cultura e comunidade. Rio de Janeiro. 1979.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-266

Refbacks

  • There are currently no refbacks.