Terapia aquática promove a melhora da força muscular respiratória em idosas portadoras de baixa densidade mineral óssea / Aquatic therapy promotes improved respiratory muscular strength in older people with low bone mineral density

Henrique Copetti Müller, Michel Severo Alves, André Felipe Santos da Silva, Adriana Schmidt Pasqualoto, Luiz Fernando Rodrigues Junior, Carla Mirelle Giotto Mai, Diane Duarte Hartmann, Jaqueline De Fátima Biazus

Abstract


Ao longo do envelhecimento é comum ocorrerem alterações fisiológicas, como a diminuição da capacidade respiratória e a redução de massa óssea (osteoporose). A perda de massa óssea nas vertebras acarreta alterações posturais e essas geram mudanças na posição de repouso dos músculos respiratórios e diminuição na mobilidade torácica. Para o tratamento e aumento da densidade óssea, a terapia aquática é um meio seguro de tratamento, pois permite o desenvolvimento de exercícios de maneira segura aos pacientes. Objetivo: verificar se exercícios no meio aquático influenciam na capacidade respiratória de mulheres com osteoporose. Metodologia: Pesquisa quantitativa, quase experimental com pré e pós teste, sem grupo controle. Amostra: 17 mulheres, idade entre 60 a 80 anos. As participantes realizaram 2 sessões semanais, durante 50 minutos, totalizando 18 semanas. A análise estatística foi realizada no programa SPSS versão 15.0. Resultados: PImax: pré e pós intervenção respectivamente: 34,63cmH2O; 48,72cmH2O e PEmax: pré e pós intervenção de: 51,22cmH2O; 68,27cmH2O. Conclusão: Foi verificada que a terapia aquática influencia significativamente na melhora da capacidade respiratória em idosas com baixa DMO.


Keywords


Função Respiratória, Idoso, Osteoporose, Terapia Aquática.

References


BIANCHI, Larissa Renata Oliveira. Envelhecimento morfofuncional: diferença entre os gêneros. Arquivos do Museu Dinâmico Interdisciplinar, v. 18, n. 2, p. 33-46, 2015.

BRASIL - Ministério da Saúde. Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Brasília, 2007.

CAMPION, M. R. Hidroterapia – princípios e prática, Sao Paulo: ed. Manole, 2000.

DA CUNHA, Tamara Martins et al. Força muscular respiratória em idosas hipertensas fisicamente ativas e sedentárias. In: Anais 4º CONGRESSO INTERNACIONAL DO ENVELHECIMENTO HUMANO, N.1, 2015

DE LARA, D. P. et al. Avaliação da força muscular respiratória em idosos de um centro de convivência em Cuiabá/MT). Connection line, n. 11, 2014.

FECHINE, B. R. A.; TROMPIERI, N. O. O processo de envelhecimento: As principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. Revista Científica Internacional. v.1, n.7, p. 106-194, 2012.

FONTES, T. M. A.; ARAUJO, L. B.; SOARES, P. R. G. Osteoporose no climatério I: epidemiologia, definição, rastreio e diagnostico. Femina, v.40, n.2, 2012.

FORGIARINI Jr, L. A. et al. Avaliação da Forca muscular respiratória e da Função Pulmonar em Pacientes com Insuficiência Cardíaca. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. v. 89, n. 1, p. 36-41, 2007.

GORZONI, M. L.; RUSSO, M. R. Envelhecimento respiratório. Tratado de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 340-343, 2002.

GRANITO, R. N. et al. Efeitos de um programa de atividade física na postura hipercifótica torácica, na dorsalgia e na qualidade de vida de mulheres com osteoporose. Braz. J. Phys. Ther.(Impr.), v. 8, n. 3, p. 231-237, 2004.

IDE, M.R. Estudo comparativo dos efeitos de um protocolo de cinesioterapia respiratório desenvolvido em dois diferentes meios aquáticos e terrestres, na função respiratória de idosos. Dissertação (Mestrado em Fisiopatologia Experimental) Faculdade de Medicina da USP, São Paulo, 2004.

IDE, Maiza Ritomy et al. Exercícios respiratórios na expansibilidade torácica de idosos: exercícios aquáticos e solo. Fisioter Mov, v. 20, n. 2, p. 33-40, 2007.

MAI, C. G., et al. Fisioterapia aquática como prevenção de quedas na terceira idade: revisão de literatura. Cinergis, v. 14, n.1, p.25-28, Jan/Mar, 2013.

NIEHUES Jr, Gonzáles I, Lemos RR, Haas P. Pilates Method for Lung Function and Functional Capacity in Obese Adults. Altern Ther Health Med. 2015 Sep-Oct;21(5):73-80.

PIMENTEL, R. C. R.; FAGANELLO, F. R.; NAVEGA, M. T. Comparação da cifose torácica e capacidade funcional de mulheres idosas com e sem osteoporose. Fisioter. Pesq. v.18, n.1, p. 43-7, 2011.

RENNÓ, A. C.M. et al. Correlações entre grau de cifose torácica, função pulmonar e qualidade de vida em mulheres com osteoporose. Fisioterapia e Pesquisa, v. 11, n. 1, p. 24-31, 2004.

RUIVO, Susana et al. Efeito do envelhecimento cronológico na função pulmonar. Comparação da função respiratória entre adultos e idosos saudáveis. Revista Portuguesa de Pneumologia, v. 15, n. 4, p. 629-653, 2009.

SALICIO, M. A. et al. Função Respiratória em Idosos Praticantes e nao Praticantes de Hidroterapia. UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde. v.17, n.2, p.107-112, 2015.

SANTOS, L. J.; SANTOS, C. I.; HOFMANN, M. M. Forca muscular respiratória em idosos submetidos a duas modalidades de treinamento. RBCEH, v. 8, n. 1, p. 29-37, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-249

Refbacks

  • There are currently no refbacks.