Ações educativas em instituições de longa permanência para idosos: uma revisão narrativa da literatura / Educational actions in long stay institutions for the elderly: a narrative literature review

Jaqueline Maria Silva dos Santos, Lilian Christianne Rodrigues Barbosa Ribeiro, Raquel Ferreira Lopes

Abstract


Introdução: As ações educativas em espaços não escolares são fundamentais para a aprendizagem dos sujeitos nas mais diferenciadas áreas do conhecimento. Pensando nisso, o estado de saúde de idosos institucionalizados deve ser levado em consideração e é por meio da realização de promoção da saúde, como a Educação em Saúde que se pode orientar quanto as necessidades biopsicossociais para a prática do cuidado e o desenvolvimento do autocuidado. Objetivo: Analisar a contribuição das ações educativas em Instituições de Longa Permanência para Idosos. Metodologia: Estudo do tipo revisão narrativa da literatura, realizado através da Biblioteca Virtual em Saúde, com a busca de artigos nas bases de dados Lilacs, Scielo e Bdenf, entre os anos de 2010 a 2019. Utilizou-se os descritores: Aprendizagem, Educação em Saúde, Enfermagem, Idoso Fragilizado e Institucionalização, combinados com o operador boleano “AND”. A pesquisa ocorreu em agosto de 2019. Resultados: Foram encontrados 24 artigos e apenas 15 selecionados para a análise e discussão. Os estudos demonstraram que as ações educativas contribuem de forma preventiva com o comprometimento da equipe e adesão através da humanização e promoção da saúde. Considerações finais: As ações educativas são ferramentas para promover saúde em Instituições de Longa Permanência para Idosos, pois essa população se encontra em situação de vulnerabilidade, que engloba os aspectos biopsicossociais. Assim, o enfermeiro além de prestar assistência, pode desenvolver a função educativa, uma estratégia potente de disseminação de conhecimento, a fim de estimular o autocuidado, tornando o idoso corresponsável pela sua saúde, objetivando uma melhor qualidade de vida.

 


Keywords


Aprendizagem, Educação em Saúde, Enfermagem, Idoso Fragilizado, Institucionalização.

References


ALCANTARA, Adriana de Oliveira. Velhos institucionalizados e família: entre abafos e desabafos. 2003. 153p. Dissertação (mestrado)- Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/252871?locale=pt_BR.

ARAKAWA-BELAUNDE, Aline Megumi. et. al. Desenvolvimento e avaliação de um website sobre a Doença de Alzheimer e suas consequências para a comunicação. Audiol., Commun. Res., São Paulo, v. 23, e1956, 2018. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S231764312018000100328&lng=en&nrm=iso. Access on 23 july. 2019.

ALVES-SILVA, Júnia Denise; SCORSOLINI-COMIN, Fabio; SANTOS, Manoel Antônio dos. Idosos em instituições de longa permanência: desenvolvimento, condições de vida e saúde. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 26, n. 4, p. 820-830, Dec. 2013. Available from . access on 21 Aug. 2019.

BINOTTO, Maria Angélica; LENARDT, Maria Helena; RODRIGUEZ-MARTINEZ, María del Carmen. Physical frailty and gait speed in community elderly: a systematic review. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 52, e03392, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S008062342018000100810&lng=pt&nrm=iso. Acessos em: 06 de jul. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Informe técnico: campanha nacional de vacinação do idoso. Brasília, 2006. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html. Acessado em 06 jul. 2019.

_________ Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. PORTARIA Nº 2.528 DE 19 DE OUTUBRO DE 2006. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2019.

CAMARANO, Ana Amélia; KANSO, Solange. As instituições de longa permanência para idosos no Brasil. Rev. bras. estud. popul., São Paulo, v. 27, n. 1, p. 232-235, June 2010. Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010230982010000100014&lng=en&nrm=iso. Access on 06 July 2019.

CARVALHO, Vanessa Lôbo de. Perfil das instituições de longa permanência para idosos situadas em uma capital do Nordeste. Cad. saúde colet., Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, p. 184-191, June 2014. Available from: . Acessado em 06 de julho 2019.

ELIAS, C. S. R. et al. (2012) Quando chega o fim? Uma revisão narrative sobre terminalidade do período escolar para alunos deficientes mentais. SMAD: Revista Electrónica em Salud Mental, Alcohol y Drogas, (8)1, 48-53. Acessado em: 18 de Agosto 2019. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/49594.

FERREIRA-NUNES, Patrícia Moraes; PAPINI, Silvia Justina; CORRENTE, José Eduardo. Padrões alimentares e ingestão de nutrientes em idosos: análise com diferentes abordagens metodológicas. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 23, n. 12, p. 4085-4094, dez. 2018 Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232018001204085&lng=pt&nrm=iso. Acessado em 06 de julho 2019.

GOTTLIEB, Maria Gabriela Valle et al. Envelhecimento e longevidade no Rio Grande do Sul: um perfil histórico, étnico e de morbi-mortalidade dos idosos. Rev. bras. geriatr. gerontol. Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 365-380, June 2011. Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S180998232011000200016&lng=en&nrm=iso. Acessado em 06 de julho 2019.

ILHA, Silomar et. al. Gerontotecnologias utilizadas pelos familiares/cuidadores de idosos com alzheimer: contribuição ao cuidado complexo. Texto contexto - enferm. Florianópolis, v. 27, n. 4, e5210017, 2018. Disponível em . Acesso em: 18 ago. 2019.

MARQUES, Elisabete Coentrão, Marques, Renata Coentrão. Boas práticas na produção de sopa creme de cenoura em Instituição de Longa Permanência para Idosos em Niterói RJ. Higiene Alimentar - Vol.31 - nº 268/269 - maio/junho de 2017. Acessado em 06 de julho de 2019. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2017/07/837463/268-269-site-46-50.pdf.

MALLMANN, Danielli Gavião et. al. Educação em saúde como principal alternativa para promover a saúde do idoso. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 6, p. 1763-1772, June 2015. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015000601763&lng=en&nrm=iso. Access on 06 July 2019.

NALOM, Daniela Martinez Fayer. Ensino em saúde: aprendizagem a partir da prática profissional. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 24, n. 5, p. 1699-1708, May 2019. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232019000501699&lng=en&nrm=iso. Access on 03 July 2019. Epub May 30, 2019.

SILVA, Henrique Salmazo da. A educação como instrumento de mudança na prestação de cuidados para idosos. Educ. rev., Curitiba, v. 34, n. 67, p. 283-296, Feb. 2018. Available from . acesso on 17 Aug. 2019.

SILVA, Rosane Seeger da et. al. Condições de saúde de idosos institucionalizados: contribuições para ação interdisciplinar e promotora de saúde. Cad. Bras. Ter. Ocup. São Carlos, v. 27, n. 2, p. 345-356, June 2019. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S252689102019000200345&lng=en&nrm=iso. Access on 04 July 2019. Epub May 06, 2019.

SOUSA, Liliana; RIBEIRO, António Pedro. Prestar cuidados de enfermagem a pessoas idosas: experiências e impactos. Saúde soc., São Paulo, v. 22, n. 3, p. 866-877, Sept. 2013. Available from . access on 19 Aug. 2019.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Rachel de. Integrative review: what is it? How to do it? Einstein (São Paulo), São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102-106, Mar. 2010. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167945082010000100102&lng=en&nrm=iso. Access on 06 July 2019.

TORRES. DE MEDEIROS ALVES, Amanda Karolina et al. Ações desenvolvidas por cuidadores de idosos institucionalizados no Brasil. av. enferm. Bogotá, v. 36, n. 3, p. 273-282, Dec. 2018. Available from http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S012145002018000300273&lng=en&nrm=iso. Access on 06 July 2019.

VOSGERAU, D. S. A. R.; ROMANOWSKI, J. P. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista de Diálogo Educacional, (14)41, 165-189. (2014). Acessado em: 18 de agosto de 2019. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/2317.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-177

Refbacks

  • There are currently no refbacks.