Avaliação da eficiência da remoção de nitrogênio e fósforo em lagoas de estabilização no tratamento de lixiviado e esgoto sanitário / Evaluation of the efficiency of nitrogen and phosphorus removal in stabilization ponds in the treatment of leachate and sanitary sewage

Aline Midori Amaral Fujioka, Eraldo Henriques de Carvalho, Samara Monayna Alves Vasconcelos Carrilho, Katia Haddad Bittar, Simone Costa Pfeiffer

Abstract


O excesso de nutrientes nas águas residuárias vem causando problemas nos ambientes aquáticos, devido à eutrofização dos corpos hídricos e toxicidade aos peixes e às algas. As lagoas de estabilização são bastante utilizadas no Brasil para o tratamento de águas residuárias, devido ao clima propício, à disponibilidade de área, ao fato dos custos de implantação e operação serem relativamente baixos e ao seu bom desempenho. Para o desenvolvimento do presente estudo, que teve como objetivo avaliar as concentrações médias do afluente bruto e tratado e sua eficiência de remoção em lagoas de estabilização no sistema de tratamento de lixiviado e esgoto sanitário, foram coletadas amostras do afluente bruto e tratado dos dois sistemas estudados. A eficiência de remoção de nitrogênio amoniacal no sistema de tratamento de lixiviado foi de 73% e a de fósforo total foi de 35%. Já no sistema de tratamento de esgoto sanitário a eficiência de remoção de nitrogênio amoniacal e fósforo total foram, respectivamente, de 43% e 45%. O estudo de caso verificou que a eficiência remoção de nitrogênio amoniacal do lixiviado foi maior do que o descrito na literatura, entretanto, o fósforo total do lixiviado, esgoto sanitário e o nitrogênio amoniacal do esgoto obtiveram percentuais na faixa descrita pela literatura.


Keywords


Remoção de Nutrientes, Lagoas de Estabilização, Tratamento de Esgoto Sanitário, Tratamento de Lixiviados.

References


APHA, AWWA Standard methods for the examination of water and wastewater. 19° ed. American Public Health Association/American Water Works Association/Water Environment Federations. New York. 2005.

FLECK, E. (2003). Sistema Integrado por filtro anaeróbio, filtro biológico de baixa taxa e banhado construído aplicado ao tratamento de lixiviado de aterro sanitário. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

GALLI, C.S., ABE, D. S. Disponibilidade, poluição e eutrofização das águas. Instituto Internacional de Ecologia, São Carlos, p.165-173.

MONTEGGIA, L. O. TESSELE, F. Remoção físico-química de algas e fósforo de efluentes de lagoas de alta taxa. Instituto de Pesquisas hidráulicas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2004.

PROSAB 5 – Nutrientes de esgoto sanitário: utilização e remoção. (Coordenadores: Francisco Suetônio Bastos Mota e Marcos Von Sperling), Fortaleza: ABES, 2009.

VON SPERLING, M. Lagoas de estabilização. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental (DESA) - Universidade Federal de Minas Gerais, v. 3, 1996.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-171

Refbacks

  • There are currently no refbacks.