Avaliação multidimensional rápida aplicada em idosos de uma instituição de longa permanência em Tucuruí-PA / Quick multidimensional evaluation applied to elderly people from a long stay institution in Tucuruí-PA

Daniele Lima dos Anjos Reis, Patrick Nery Igreja, Maria Yasmin da Silva Moia, Carlos André de Souza Reis, Renata Campos de Sousa Borges, Tania de Sousa Pinheiro Medeiros, Kátia Simone Kietzer, Milena Coelho Fernandes Caldato

Abstract


Introdução: A cronicidade da doença é considerada uma das principais causas de morbimortalidade na terceira idade, comprometendo de forma significativa a qualidade de vida dos idosos. Paralelamente ao aumento da incidência de doenças crônicas, cresce também o número de idosos atendidos em Instituições de Longa Permanência (ILP). Este estudo objetivou realizar um rastreamento das alterações de saúde entre os idosos residentes em uma ILP em Tucuruí-PA, como sinais sugestivos de morbidades crônicas não diagnosticadas. Metodologia: Pesquisa de caráter quantitativo, delineamento transversal descritivo, conduzido no “Lar São Vicente de Paula”, em Tucuruí-PA, no ano de 2011. A amostra foi constituída por 13 idosos institucionalizados, e a coleta de dados ocorreu através de um formulário contendo questões relacionadas à Avaliação Multidimensional Rápida no Idoso. Resultados: Realizou-se, inicialmente, a caracterização do perfil dos idosos institucionalizados. Posteriormente, os demais dados obtidos foram distribuíram-se em 02 grupos relacionados aos domínios da Avaliação Multidimensional Rápida: Aspectos Físicos e Psicossociais. Quanto aos físicos: 54% dos idosos não referiram dificuldades visuais; para a “audição”, 62% conseguiu ouvir e responder ao questionamento feito; para “incontinência urinária”, 17% referiram perda urinária; quanto à “atividade sexual”, a maioria não possui vida sexual ativa; sobre a “nutrição”, 44% possuíam alterações (baixo peso e sobrepeso); 46% sofreram pelo menos 01 queda; 30% apresentaram-se com alguma incapacidade funcional para realização das atividades da vida diária (AVDs); 69% referiram visão escura/embaçada. Sobre os aspectos psicossociais, há os funcionamentos afetivo e cognitivo do idoso. Quanto ao primeiro, a maior parcela dos idosos afirmou ter relações interpessoais e nível de esperança de vida satisfatórios, e quanto ao segundo, houve redução da capacidade cognitiva (62%), em especial a de reter informações e de lembrá-las dentro de um curto espaço de tempo. Além disso, foi possível identificar as necessidades e intervenções cabíveis ao aperfeiçoamento das práticas de enfermagem na instituição. Conclusão: Evidencia-se que maior importância deve ser dada aos sinais e sintomas dos idosos e ao rastreamento de doenças crônicas, ainda não diagnosticadas, para que, se estabelecido o diagnóstico, seja realizado o devido tratamento e direcionamento dos cuidados de enfermagem, para promover a minimização de sequelas.


Keywords


Doença crônica. Envelhecimento. Saúde do idoso.

References


BRASIL. Ministério da Saúde. Cadernos de atenção básica – nº 19. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

DAVIM, R.M.B. Estudo com idosos de instituições asilares no município de Natal/RN: características socioeconômicas e de saúde. Rev. Latino-am Enfermagem, v. 12, n. 3. P. 518-524, maio-jun. 2004

DUARTE, Y.A.O; DIOGO, M.J. Atendimento domiciliar: um enfoque gerontológico. São Paulo: Editora Atheneu, 2005.

ELIOPOULOS, C. Enfermagem gerontológica. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

REIS, L.A. et al. Características sociodemográficas e de saúde de idosos de uma instituição do município de Jequié/BA. Revista Espaço para a Saúde, Londrina, v.9, n.2, p.39-46, jun.2008.

ROACH, S.S. Introdução à enfermagem gerontológica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

SILVA, J.V. (org). Saúde do idoso e a enfermagem: processo de envelhecimento sob múltiplos aspectos. São Paulo: Iátria, 2009.

SILVA, B.T.; SANTOS, S.S.C. Cuidados aos idosos institucionalizados – opiniões do sujeito coletivo enfermeiro para 2026. Acta Paul Enferm, Rio Grande, v.23, n. 6, p. 775-781, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-169

Refbacks

  • There are currently no refbacks.