A teoria da atividade: reflexões para o ensino e formação de professores de matemática / Theory of activity: reflections for the teaching and training of mathematics teachers

Verônica Maria Lavor Silva de Melo, Bergson Rodrigo Siqueira de Melo, Geraldo de Oliveira Macêdo Júnior, Otávio Paulino Lavor, Maria Socorro Lucena Lima

Abstract


O presente artigo fazemos uma reflexão teórica sobre o ensino de Matemática como elemento norteador da ação docente, nessa perspectiva abordamos os pressupostos da Teoria da Atividade (TA), cujo desdobramento dessa teoria implica na Atividade Orientadora de Ensino (AOE). As tendências em Educação Matemática procuram identificar e mostrar práticas pedagógicas que possam facilitar e contribuir de forma significativa para o ensino e aprendizagem da referida ciência, nesse sentido tendo em vista que as teorias que dão suporte teórico para essa área do conhecimento têm como motivação principal e objetivo proporcionar uma melhor aprendizagem para os alunos e para os professores melhorar a abordagem no ensino e formalização de conceitos, e saberes matemáticos. Nessa perspectiva realizamos um estudo qualitativo bibliográfico, a partir dessa abordagem fazemos reflexões sobre o ensino de Matemática apoiado na TA. Como resultado da discussão compreendemos e refletimos que a TA pode melhorar o ensino e a aprendizagem da Matemática, pois essa é a finalidade de todas as Teorias que estão inseridas nessa perspectiva da Educação Matemática.


Keywords


Teoria da Atividade, Ensino de Matemática, Educação Matemática, AOE

References


CEDRO, Wellington Lima. O motivo e a atividade de aprendizagem do professor de matemática: uma perspectiva histórico-cultural. 2008. 242 f. Tese (Doutorado Acadêmico em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

DUARTE, N.; MARTINS, L. M. As contribuições de Aleksei Nikolaevich Leontiev para o entendimento da relação entre educação e cultura em tempos de relativismo pós-moderno. In: FERRO, O. M. R.; LOPES, Z. A. L. (Org.). Educação e cultura: lições históricas do universo pantaneiro. Campo Grande: Editora da UFMS, 2013. p. 49-74.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: Vigotskii, Lev Semenovich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 14ª edição – São Paulo: ícone, 2016.

MOURA, M. O de; ARAÚJO, E. S.; MORETTI, V. D.; PANOSSIAN, M. L.; RIBEIRO, F. D. Atividade Orientadora de Ensino: unidade entre ensino e aprendizagem. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 10, n° 29, p. 205 – 229, jan/abril, 2010.

_______. Atividade de ensino como ação formadora. In.: CASTRO, Amélia Domingues; CARVALHO, Anna Maria Pessoa de (Org.). Ensinar a ensinar: Didática para a Escola Fundamental e Média. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001. Cap. 8, p143-162.

_______. A atividade de ensino como unidade formadora. Bolema – Boletim de Educação Matemática, Rio Claro nº 12, p. 29-43, 1996.

MOURA, Manoel Oriosvado de. Atividade pedagógica na teoria histórico-cultural (org.) – 2ª ed. Campinas: Autores Associados, 2016.

MOURA, Manoel Oriosvaldo de (Org.). Educação Escolar e pesquisa na teoria histórico-cultural. São Paulo: Edições Loyola, 2017.

MINAYO, Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

VIGOTSKII, Lev Semenovich. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: Vigotskii, Lev Semenovich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 14ª edição – São Paulo: ícone, 2016.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬______. A formação social da mente. 5ª edição – São Paulo: Martins Fontes, 1994.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-153

Refbacks

  • There are currently no refbacks.