Saberes docentes e avaliação de alunos surdos / Teaching knowledge and evaluation of deaf students

Adriana Moreira de Souza Corrêa, Egle Katarinne Souza da Silva

Abstract


O ato de avaliar o aluno é considerado um desafio docente, tendo em vista as inúmeras percepções pedagógicas inerentes a esse processo, e quando este remete à avaliação de pessoas com deficiência na escola regular, os desafios pedagógicos e sociais são mais acentuados. Compreendemos que para avaliar o aluno surdo, o professor necessita além da formação acadêmica direcionada para uso e apropriação da Língua Brasileira de Sinais-Libras, ter uma percepção construída a partir da vivência na coletividade e, suas expectativas desenvolvidas sobre a surdez para delineação de suas ações educacionais. Diante dessa perspectiva, nos questionamos: quais os saberes que devem ser desenvolvidos pelo docente para avaliar o surdo? Para responder a tal indagação, desenvolvemos esta pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa com o objetivo de compreender os saberes, presentes na literatura, que favorecem o uso de práticas diferenciadas de avaliação de surdos. Identificamos que os diferentes saberes (experienciais, sociais e pragmáticos) e várias fontes de saberes (do conteúdo disciplinar, dos recursos e materiais, da educação formal e da prática) precisam ser consideradas na formação inicial e continuada do docente, de modo que ele possa selecionar recursos que favoreçam a avaliação do surdo de maneira mais equânime.


Keywords


Avaliação de Surdos, Libras, Saberes docentes.

References


ALBUQUERQUE, Tiago Ramos de. O vídeo como ferramenta de avaliação da aprendizagem de libras na formação de professores. Dissertação – (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática), Centro Acadêmico do Agreste, Universidade Federal de Pernambuco, 121p, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/26619/1/DISSERTA%c3%87%c3%83O%20Thiago%20Ramos%20de%20Albuquerque.pdf Acesso em: 02 set. 2019.

ARAÚJO, Viviane Patrícia Colloca. O conceito de currículo oculto e a formação docente. Revista de Estudos Aplicados em Educação – REAe. V. 3, n. 6, jul/dez, 2018. Disponível em: http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_estudos_aplicados/article/view/5341/2589. Acesso em: 17 ago 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 18 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 24 jul. 2019.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5626.htm. Acesso em: 16 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.319, de 1 de setembro de 2010. Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm Acesso em: 02 set. 2019.

CORRÊA, Wallace Cayke Ribeiro. Avaliação e surdez: um olhar dos professores de matemática de alunos surdos. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências e Matemática. Universidade Federal de Goiás, 131p., 2018. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/bitstream/tede/9209/5/Disserta%c3%a7%c3%a3o%20-%20Wallace%20Cayke%20Ribeiro%20Corr%c3%aaa%20-%202018.pdf Acesso em: 02 set. 2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 50a. edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREITAS, Luiz Carlos de et al.. Avaliação Educacional: caminhando pela contramão. Petrópolis – RJ: Vozes, 2017.

LEMOS, Andrea Michiles; CHAVES, Ernando Pinheiro. A disciplina de Libras no ensino superior: da proposição à prática de ensino como segunda língua. In: Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino – ENDIPE, XVI, 2012, Anais... Campinas: UNICAMP, 2012. Disponível em: http://www.infoteca.inf.br/endipe/smarty/templates/arquivos_template/upload_arquivos/acervo/docs/2190c.pdf. Acesso em: 20 ago. 2019.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22a. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MANTOAN, Maria Teresa Égler. Educação Inclusiva: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Summus, 2015.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento. 11 ed. São Paulo: Hucitec, 2008.

SALVADOR, Ângelo Domingos. Métodos e técnicas de pesquisa bibliográfica. Porto Alegre: Sulina, 1986.

SANTOS, Vania Batista dos.; CAVALCANTE, Marlon Tardelly Morais. A formação profissional e os saberes docentes em perspectiva. In: SOUSA, Abraão Vitoriano; ROBERTO, Sara Vitoriano de Sousa; BATISTA, Maria Thais de Oliveira. (org.) Práticas Pedagógicas e Diversidade: múltiplos olhares. Fortaleza: Imprece, 2018.

SILVA, Maria José Lopes. Um aspecto da função ideológica da escola: o currículo oculto. Boletim Técnico do SENAC. v. 22, n. 2, maio/agosto 1996. Disponível em: https://www.oei.es/historico/na2003.htm. Acesso em: 17 ago. 2019.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e Formação Profissional. 5a. ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 2002.

TAVARES, Ilda Maria Santos.; CARVALHO, Tereza Simone dos Santos de. Inclusão escolar e a formação de professores para o ensino de libras (língua brasileira de sinais): do texto oficial ao contexto. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DE ALAGOAS, 5, Alagoas. Anais...Alagoas: UFAL, 2012. Disponível em: http://dmd2.webfactional.com/media/anais/INCLUSAO-ESCOLAR-E-AFORMACAO-DE-PROFESSORES-PARA-O-ENSINO-DE-LIBRAS-(LINGUABRASILEIRA-DE-INAIS.pdf. Acesso em: 07 set. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-129

Refbacks

  • There are currently no refbacks.