A cor nas superfícies arquitetônicas patrimoniais: O caso da Igreja de N. Sa da Conceição dos Pardos de Laranjeiras SE/BR / Color in heritage architectural surfaces: The case of the Church of N. Sª da Conceição dos Pardos in Laranjeiras SE/BR

Eder Donizeti da Silva, Adriana Dantas Nogueira

Abstract


Entre as questões a serem tratadas na conservação e restauro dos bens patrimoniais se insere o estudo da cor em superfícies arquiteturais, ou seja, a identificação/análise dos pigmentos e cromatismos presentes nas camadas de pinturas das edificações históricas. Estes pigmentos e cromatismos podem ser encontrados nas superfícies das paredes internas e externas, bem como nos altares, retábulos, esculturas arquiteturais, janelas e portas, em pinturas nos forros de igrejas, etc., ficando comumente conhecidas ao longo da história da arquitetura como pinturas murais. Este estudo tem como intenção desenvolver, a partir da Tecnologia da Conservação e Restauro, a análise das características dos pigmentos e cromatismos presentes nas camadas de superfícies arquitetônicas de edificações históricas, no caso, a cor das pinturas murais das paredes central e laterais do altar principal e do forro do altar principal pintado sobre madeira da Igreja de N. Sa da Conceição dos Homens Pardos, na Cidade de Laranjeiras, Estado de Sergipe, com o intuído de conhecer a produção das cores antigas a base de cal com aditivos minerais, além de sementes e outros elementos que materializam o saber fazer local e a identidade pictórica do século XVIII e XIX em Sergipe.


Keywords


Arquitetura, Tecnologia, Cor

References


AGUIAR, José. Cor e Cidade Histórica – Estudos cromáticos e conservação do património Porto: 1ª Ed., Editado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, 2002.

BARROS, Júlio Cesar Victoria; BARROS, Alzira Costa Rodrigues; MARDEN, Sanzio. Restauração do patrimônio Histórico: uma proposta para a formação de agentes difusores. São Paulo: SENAI-SP, 2013.

BEZERRA, Ana Luísa Furkim; NAPPI, Sergio Castelo Branco. Identificação das cores em fachadas de edificações históricas. Revista V.5 n. 1, 2012.

CAMPOS, Maria de F. H. Revisão à Escola Baiana de Pintura: um estudo sobre o pintor José Teófilo de Jesus. In: Cultura Visual, n. 13, maio/2010, Salvador: EDUFBA, p. 25-37.

CRUZ, Antônio João. Os materiais usados em pintura em Portugal no início do século XVIII, segundo Rafael Bluteau. Artis. Revista do Instituto de História da Arte da faculdade de Letras de Lisboa. 7-8, 2009. p. 385-405.

FRASER, Tom. O Guia Completo da Cor. São Paulo: Editora SENAC, 2007.

GASPAR, Maria Dulce. A arte rupestre no Brasil. Jorge Zahar Ed.: Rio de Janeiro, 2003.

KARASCH, Mary C. A Vida dos Escravos no Rio de Janeiro (1808-1850). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

LARANJEIRAS: sua história, sua cultura, sua gente. Prefeitura Municipal de Laranjeiras/SEMEC, 2000.

MELLO, V. M.; SUAREZ, P. A. Z. As Formulações de Tintas Expressivas Através da História. Brasília: UNB. Revista Virtual de Química, V. 4, n. 1, 2012.

NASCIMENTO, José Anderson. Sergipe e seus Monumentos. Aracaju: Gráfica J. Andrade, 1981.

OLIVEIRA, Philadelfo Jonathas de. Registros de fatos históricos de Laranjeiras. Aracaju: Casa Avila, 1942.

PASTOUREAU, Michel. Dicionário das Cores do Nosso Tempo – Simbólica e Sociedade. Lisboa: Editorial Estampa, Março 1997.

PESSIS, A. M. Imagens da pré-história: Parque Nacional Serra da Capivara, FUMDHAM/Petrobrás: São Paulo, 2003.

PINHAL, Ângela Maria Alves. COR ∩ ARQUITETURA. Coimbra, junho de 2008 (prova final de licenciatura em Arquitetura).

RAMOS, Maria do Céu. (coord.). As Casas Pintadas em Évora. Évora: Fundação Eugénio de Almeida, 2014.

URLAND, Andrea; BORRELLI, Ernesto. Colour: specification and measurement. Roma: Iccrom, 1999. 24 p. (ARC Laboratory Handbook). Disponível em: . Acesso em: 30 Jan. 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-122

Refbacks

  • There are currently no refbacks.