Análise microbiológica de queijo curado ralado comercializado no mercado do porto no município de Cuiabá-MT / Microbiological analysis of grated cured cheese commercialized in the port market in the municipality of Cuiabá-MT

Jackeline Nerone Leite, Thaís de Souza Oliveira, Isabela Mendes Pacheco Narita, Marilu Lanzarin, Daniel Oster Ritter

Abstract


A exposição em condições inadequadas, pode comprometer a qualidade de produtos comercializados em feiras livres, principalmente os de origem animal, como é o caso dos queijos feitos com leite de vaca. Sabendo-se dos riscos de contaminação microbiana desses alimentos e do perigo à saúde humana, o presente trabalho objetivou avaliar a qualidade microbiológica de amostras de queijo curado ralado comercializado no mercado do porto no município de Cuiabá-MT. Foram coletadas no mercado do porto, três amostras de queijo curado ralado e as análises microbiológicas seguiram a metodologia de Silva et al. (2017). Comparando os resultados obtidos com a RDC/ANVISA n°12/2001, identificou-se valores inaceitáveis para coliformes a 45°C (Q1 e Q2), estafilococos coagulase positivo (Q1 e Q2) e ausência de Salmonella nas três amostras. Conclui-se que das três amostras analisadas, duas delas (Q1 e Q2) apresentam inconformidades com os padrões preconizados pela legislação e que se faz necessária uma fiscalização mais efetiva para garantia da segurança alimentar.


Keywords


Feiras-livres, Condições higiênico-sanitárias, Coliformes, Alimentos contaminados.

References


ALMEIDA, M. D.; PENA, P. G. L. Feira livre e risco de contaminação alimentar: Estudo de abordagem etnográfica em Santo Amaro, Bahia. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 35, n. 1, p. 110–127, 2011.

ARRUDA, M. L. T.; NICOLAU, E. S.; REIS, A. P.; ARAÚJO, A. S.; MESQUITA, A. J. Ocorrência de Staphylococcus coagulase positiva em queijos Minas tipos frescal e padrão comercializados nas feiras-livres de Goiânia-GO. Revista Instituto Adolfo Lutz, v. 66, n. 3, p. 292–298, 2007.

BATISTA, E. L.; SILVA, A. P.; SIMÕES, B. M.; MOURA, S. da S.; LEMOS, R. S. Aspectos higiênico e socioeconômico dos feirantes de uma feira localizada em um município do Pará. Anais do V Congresso de Educação em Saúde da Amazônia (COESA), Universidade Federal do Pará. 2016.

BRANT, L. M. F.; FONSECA, L. M.; SILVA, M. C. C. Avaliação da qualidade microbiológica do queijo-de-minas artesanal do Serro-MG. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v. 59, n. 6, p. 1570–1574, 2007.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portaria nº 357 de 04 de setembro de 1997. Regulamento Técnico para Fixação de Identidade e Qualidade de Queijo Ralado. Brasília, DF, 1997.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução RDC n° 12, de 02 de janeiro de 2001. Aprova regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União, Brasília, 2001.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Decreto nº 9.013, de 29 de março de 2017. Regulamenta a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal, que disciplina a fiscalização e a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal. Brasília, DF, 2017.

CARDOSO, R. C. V.; SOUZA, E. V. A.; SANTOS, P. Q. Unidades de alimentação e nutrição nos campi da Universidade Federal da Bahia: um estudo sob a perspectiva do alimento seguro. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n. 5, p. 669-680, 2005.

CORREIA, M.; RONCADA, M. J. Características microscópicas de queijos prato, mussarela e mineiro comercializados em feiras livres da Cidade de São Paulo. Rev. Saúde Pública, v. 31, n. 3, 1997.

FERREIRA, G. B.; OLIVEIRA, A. C. S. de; MARSON, J. M.; TERRA, A. P. S. Pesquisa de Staphylococcus aureus em queijos tipo “Minas Frescal” comercializados na região do Triângulo Mineiro. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 34, n. 3, p. 575–589, 2010.

FRANCO, B. D. G. M.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos alimentos. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2003.

FRANK, J. F.; CHRISTEN, G. L.; BULLERMAN, L. B. Tests for groups of microorganisms. In: MARSHALL, R. T. Standard methods for the examination of dairy products. Washington: American Public Health Association, 2005.

JASTER, H.; CAMPOS, A. C. L. P. de; AUER, L. B.; LOS, F. G. B.; SALEM, R. D. S.; ESMERINO, L. A.; NOGUEIRA, A.; DEMIATE, I. M. Quality evaluation of parmesan-type cheese: a chemometric approach. Food Sci. Technol, Campinas, 34(1): 181-188, 2014.

MELO, A.C.M. de; ALVES, L.M.C.; COSTA, F.N. Avaliação da qualidade microbiológica do queijo tipo minas padrão comercializado na cidade de São Luis, MA. Arq. Inst. Biol., São Paulo, v.76, n.4, p.547-551, 2009.

NOGUEIRA, A. M. S.; MARIOTTI, S. F. R.; BUENO, S. M. Análises da qualidade microbiológica de queijo ralado comercializado em São José do Rio Preto – SP. Revista Científica UNILAGO, 2013.

NUNES, A. C. M.; PAIVA, J. do E.; CORTEZ, N. M. dos S.; NÓBREGA, I. C. da C.; SIMÕES, R. de O. Qualidade físico-química e microbiológica de queijos ralados comercializados em Recife-PE, Brasil. J. Bioen. Food Sci, 02 (1): 25-31, 2015.

NUNES, D. M.; FERREIRA, L. C. Aspectos higienicossanitários na comercialização de produtos alimentícios na feira livre da cidade de Januária - MG. Higiene Alimentar, v. 30, n. 256/257, p. 60–64, 2016.

PEDROSO, C. R.; SOUZA, J. B. de; KOVALSKI, T.; VIDAL, C. M. de S; MARTINS, K. G. Inativação de microrganismos indicadores de contaminação fecal por radiação ultravioleta e avaliação dos fenômenos de fotorreativação e recuperação no escuro. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 23, n. 5, p. 987–994, 2018.

PEREIRA, W. A. de S.; SILVA, J. F. B. da; VIEIRA, P. P. F. Gestão de qualidade: aplicabilidade de boas práticas de fabricação nas feiras livres e mercados públicos do município de João Pessoa. Applied Tourism, v. 1, n. 3, p. 41–52, 2016.

PERRY, K. S. P. Queijos: Aspectos químicos, bioquímicos e microbiológicos. Quim. Nova, v. 27, n. 2, 293-300, 2004.

PORFIRIO, M. C. P.; NOGUEIRA, L. S.; CORREIA, K. S.; MENEZES, L. M. Avaliação da qualidade microbiológica de queijo parmesão ralado comercializado em Itapetinga- BA. In: I SIMPECAL, 2018. UESB. Anais... Anais Digitais do 4ª SEALIM, 2018.

SALVADOR, M.; CAMASSOLA, M.; MOSCHEN, E. S.; ZANROSSO, A. V.: Avaliação da qualidade microbiológica de queijo prato e parmesão ralado. B.CEPPA, v. 19, n. 1, p. 65–74, 2001.

SANGALETTI, N., PORTO, E., BRAZACA, G.C.S., YAGASAKI, C. A, DALLA DEA, C. R., SILVA, M. V. Estudo da vida útil de Queijo Minas. Ciênc. Tecnol. Alimentos, Campinas, 29(2): 262-269, 2009.

SILVA, N. da; JUNQUEIRA, V. C. A.; SILVEIRA, N. F. A.; TANIWAKI, M. H.; GOMES, R. A. R.; OKAZAKI, M. M. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos e água. 5 ed. São Paulo: Blucher, 2017.

SILVESTRE, L. H. A.; RIBEIRO, A. E. M.; FREITAS, C. da S. Subsídios para a construção de um programa público de apoio à feira livre no vale do São Francisco, MG. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 13, n. 2, p. 186-200, 2011.

SOBRAL, D.; COSTA, R. G. B.; PAULA, J. C. J. de; TEODORO, V. A. M.; MOREIRA, G. de M. M.; PINTO, M. S. Principais defeitos em queijo minas artesanal: Uma revisão. Rev. Inst. Laticínios Cândido Tostes, Juiz de Fora, v. 72, n. 2, p. 108-120, 2017.

TEIDER JUNIOR, P. I.; RIBEIRO JÚNIOR, J. C.; OSSUGUI, E. H.; TAMANINI, R.; RIBEIRO, J.; Gislaine A. SANTOS, G. A.; ALFIERI, A. A.; BELOTI, V. Pseudomonas spp. and other psychrotrophic microorganisms in inspected and non-inspected Brazilian Minas Frescal cheese: proteolytic, lipolytic and AprX production potential. Pesq. Vet. Bras. 39(10):807-815, 2019.

WOLFSCHOON-POMBO, A. L. Índice de proteólise em alguns queijos brasileiros. Boletim do Leite e seus Derivados, v. 56, n. 61, p. 1-8, 1983.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-066

Refbacks

  • There are currently no refbacks.