Cesta Básica de Ponta Grossa: Compreendendo o comportamento de compra nas redes supermercadistas / Care Package of Ponta Grossa: Understanding the buying behavior in supermarket chains

Vitória Aquino Vieira, Alexandre Roberto Lages, Renata Vidart Klafke, Marta Chaves Vasconcelos De Oliveira, Paulo Morilha Gomes

Abstract


O objetivo deste estudo foi investigar o comportamento de compra nos supermercados dos habitantes da cidade de Ponta Grossa no Paraná. Para atender ao objetivo proposto, foi realizada uma pesquisa de campo por aproximadamente 10 meses nos terminais de ônibus da cidade, onde pessoas aleatoriamente foram selecionadas para responder a questionários. Obteve- se, através dos questionários, um total de 2.126 respostas de indivíduos. A análise dos dados se deu por métodos estatísticos e com utilização do software dBASE do programa SAEG. Os resultados demonstraram que 5 redes supermercadistas dominam o mercado. As redes menores sobrevivem de compras mais pontuais. Confiança é um fator importante na hora de escolher o local de compra pelos consumidores, bem como “proximidade”. Este trabalho pode seguir como exemplo a outros municípios que queiram adotar tal investigação, pois é fundamental para a economia a compreensão do comportamento de preço dos produtos, bem como o de compra dos cidadãos.


Keywords


Cesta Básica; Consumo; Comportamento do Consumidor

References


Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA). Disponível em

. Acesso em 15/06/2016.

ALVES, Carlos Alberto; VAROTTO, Luís Fernando; NEVES GONÇALVES, Marcelo. Objetivos e métodos de preço no varejo: estudo na zona sul de São Paulo. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 52, n. 6, 2012.

Borden, N. H. (1964). The concept of the marketing mix. Journal of Advertising Research, 4(2), 2–7.

CERIBELI, H. B.; MERLO, E. M. Antecedentes Mais Relevantes da Satisfação dos Consumidores no Varejo Supermercadista. GESTÃO. Org: Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, v. 12, n. 2, 2014.

CRESCITELLI, Edson. Marketing de relacionamento: um estudo sobre as relações entre vendedores varejistas e fabricantes de eletrodomésticos. 2003. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003. Disponível em:

. Acesso em: 28 abr. 2018.

CRUZ, Cleide Ane Barbosa da; SILVA, Lângesson Lopes da. Marketing digital: marketing para o novo milênio. 2014.

FANDOS, J. C., Estrada, M., Monferrer, D., Callarisa, L. Estudio del proceso de fidelización del consumidor final. Revista Brasileira de Marketing, 2013.

GILIOLI, R. M., RONCATO, D. Comportamento do consumidor nova-pratense para compras em ambientes físicos ou virtuais. Revista de Gestão e Tecnologia, 2017.

GUIMARÃES, Rafael Cacela (2015). O setor supermercadista brasileiro: as diferenças regionais e o histórico crescimento diante de crises.

Hunt, S. D. (2018). Advancing marketing strategy in the marketing discipline and beyond: from promise, to neglect, to prominence, to fragment (to promise?). Journal of Marketing Management, 34(1–2), 16–51.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Disponível em:

. Data de acesso: 02/05/2018.

LEVY & WEITZ, 2011 apud LAZZARINI, João Carlos et al. Uma Análise da Definição do Sortimento nos Supermercados Brasileiros e sua Influência nas Vendas. Revista Brasileira de Marketing, v. 14, n. 4, 2015.

KATSIKEAS, C. S., Morgan, N. A., Leonidou, L. C., & Hult, G. T. M. Assessing Performance Outcomes in Marketing. Journal of Marketing, 80(2), 1–20, 2016

KUMAR, S. A study of the supermarket industry and its growing logistics capabilities. International Journal of Retail and Distribution Management, 36(3), 192–211, 2008

KUMAR, V., Jones, E., Venkatesan, R., & Leone, R. P. Is Market Orientation a Source of Sustainable Competitive Advantage or Simply the Cost of Competing? Journal of Marketing, 75(1), 16–30, 2011.

LORENÇO, C. D. S., SETTE, R. S. Relacionamentos de marketing em empresas varejistas: aspectos positivos e negativos. Revista Brasileira de Marketing, 2013.

MADRUGA, R. P. Administração de marketing no mundo contemporâneo. Editora FGV, 2015.

MIOTTO, A. P., & Parente, J. G. Retail evolution model in emerging markets: Apparel store formats in Brazil. International Journal of Retail and Distribution Management, 43(3), 242–260, 2015.

NOWAK, G. J., Cameron, G. T., & Delorme, D. Beyond the world of packaged goods: Assessing the relevance of integrated marketing communications for retail and consumer service marketing. Journal of Marketing Communications, 2(3), 173–190, 1996.

NASCIMENTO, E. D. (2008). Espaço e desigualdades: mapeamento e análise da dinâmica de exclusão/inclusão social na cidade de Ponta Grossa (PR).

PAULA, V. A. F.; SILVA, A. L.; PIATO, E. L. Estratégia de marcas próprias no varejo supermercadista: um estudo comparativo entre Brasil e Inglaterra, 2013.

REARDON, T., & Hopkins, R. The supermarket revolution in developing countries: Policies to address emerging tensions among supermarkets, suppliers and traditional retailers. European Journal of Development Research, 18(4), 522–545, 2006.

RUST, R. T., Ambler, T., Carpenter, G. S., Kumar, V., & Srivastava, R. K. Measuring Marketing Productivity: Current Knowledge and Future Directions. Journal of Marketing, 68(4), 76–89, 2004.

SEGAL, M. N., & Giacobbe, R. W. Market Segmentation and Competitive Analysis for Supermarket Retailing. International Journal of Retail & Distribution Management, 22(1), 38–48, 1994.

SHAW, A. W. Some Problems in Market Distribution. The Quarterly Journal of Economics, 26(4), 703, 1912.

Pressey, A. D., & Mathews, B. P. (2000). Barriers to relationship marketing in consumer retailing. Journal of Services Marketing, 14(3), 272–285.

RISCHKE, Ramona et al. Supermarkets and food consumption patterns: the case of small towns in Kenya. Food Policy, v. 52, p. 9-21, 2015.

ROJO, Francisco José Grandis. Pesquisa: o comportamento do consumidor nos supermercados. Revista de Administração de Empresas, v. 38, n. 3, p. 16-24, 1998.

SANTOS, Edmario Oliveira. Economia comportamental e a decisão do consumidor: a contribuição da (s) racionalidade (s). 2016.

SENHORAS, E. M. O varejo supermercadista sob perspectiva. Revista Eletrônica de administração, v. 9, n. 3, 2003.

SOLOMON, M. R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. 11 ed. São Paulo: Bookman, 2016.

TOLILA, Paul. Cultura e economia: problemas, hipóteses, pistas — São Paulo: Iluminuras: Itaú Cultural, 2007.

VARADARAJAN, R. Strategic marketing, marketing strategy and market strategy. AMS Review, 5(3–4), 78–90, 2015.

VAROTTO, Luís Fernando. História do varejo. GV-executivo, v. 5, n. 1, 2006.

VAZ, Conrado Adolpho. Os 8Ps do marketing digital: o guia estratégico de marketing digital. São Paulo: Novatec, 2011.

WEERAWARDENA, J., & Mavondo, F. T. Capabilities, innovation and competitive advantage. Industrial Marketing Management, 40(8), 1220–1223, 2011.

YEH, Y. P. Market orientation and service innovation on customer perceived value: The case of supermarket retailers. Management Research Review, 39(4), 449–467, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-055

Refbacks

  • There are currently no refbacks.