As possibilidades da utilização de técnicas de autorregulação da aprendizagem por alunos de graduação / As possibilities of use of self-regulatory learning techniques by graduate students

Ana Katarina Dias de Oliveira, Alinne Rafaella Jerônimo Benevides Luz, Kalyane Kelly Duarte de Oliveira

Abstract


Nesse trabalho destaca-se a utilização da autorregulação da aprendizagem como forma de propiciar ao estudante a participação ativa, autonomia e responsabilidade por seu processo de aprendizagem. Tendo como objetivo investigar a relação entre a utilização da autorregulação da aprendizagem e o desempenho acadêmico de estudantes universitários. A temática foi pensada a partir da questão norteadora “Em que medida a técnica de autorregulação da aprendizagem pode auxiliar no desempenho acadêmico dos estudantes de graduação?” A metodologia consiste numa revisão integrativa de trabalhos publicados entre 2009 a 2019 nas bases de dados Scielo e na ScienceDirect. Como descritores foram utilizadas as expressões: Autorregulação da aprendizagem (Self-regulation of learning, Autorregulación del aprendizaje), Estratégias de aprendizagem (Learning estrategies, Estrategias de aprendizaje) e Ensino de graduação (Theaching of graduation, Enseñanza de graduación). Os critérios de seleção dos artigos foram estar publicados em língua portuguesa, inglesa ou espanhola, terem sido publicados a partir de 2009 e estar indexado numa das bases de dados citadas acima. Foram encontrados 37 artigos e selecionados 17 artigos que tratavam exclusivamente do tema. Os demais foram excluídos por não estarem de acordo com os critérios mencionados acima. Todos os trabalhos mostraram a eficácia da autorregulação para a melhora do desempenho acadêmico, alguns focaram nas melhores estratégias para se atingir esse objetivo, destacando-se a necessidade de se trabalhar aspectos motivacionais, e as influências socioambientais. Pode-se concluir que a autorregulação da aprendizagem tem relação direta com a melhora na eficácia da aprendizagem e no rendimento acadêmico, mas ainda há alguns desafios a serem vencidos para a popularização da sua aplicabilidade.


Keywords


Autorregulação da aprendizagem, Estratégias de aprendizagem, Ensino de graduação.

References


BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BANDURA, Albert. A teoria da evolução social cognitiva. In: BANDURA,Albert; AZZI, Roberta Gurgel.; POLYDORO, Soely. (Org.) Teoria social cognitiva: conceitos básicos. Porto Alegre: Artmed, Cap.1, p.15-41, 2008.

______. Social foundations of thought and action: a social cognitive theory. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 1986.

BASSO, Fabiane Puntel; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Atividades de Ensino que Desenvolvem a Autorregulação da Aprendizagem . Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 43, n. 2, p. 495-512, abr. - jun. 2018.

BOL, Linda; GARNER, Joanna. Challenges in Supporting Self-Regulation in Distance Education Environments. Journal Computer High Education, New York, v. 23, p. 104-123, 2011.

BONDARENKO, Irina. The role of positive emotions and type of feedback in self-regulation of learning goals achievement: experimental research. Procedia - Social and Behavioral Sciences. n. 237, p. 405 – 411, 2017. Elsevier. Disponível em: www.sciencedirect.com. Acesso em: 10 de junho de 2019.

COSNEFROY, Laurent. L’Apprentissage Autorégulé: entre cognition et motivation – déontologie et identité. Grenoble: Presses Universidade de Grenoble, 2013.

FELDMAN, Lya et al. Relaciones entre estrés académico, apoyo social, salud mental y rendimiento académico en estudiantes universitarios venezolanos.Univ. Psychol. v.7, n.3, p. 739-752, 2008.

GALVÃO, Afonso; CÂMARA, Jacira; JORDÃO, Michelle. Estratégias de aprendizagem: reflexões sobre universitários. R. bras. Est. pedag, Brasília, v. 93, n. 235, p. 627-644, set./dez. 2012)

GANDA, Danielle Ribeiro; BORUCHOVITCH, Evely. A autorregulação da aprendizagem: principais conceitos e modelos teóricos. Psic. da Ed., São Paulo. v. 46, n. 1 p. 71 – 80 jan – jun. 2018.

GÜRYAY, Berna.The Relationship between Learning Modalities and Perceived Selfregulation Levels. Procedia - Social and Behavioral Sciences n. 232, p. 389 – 395, 2016. Elsevier. Disponível em: www.sciencedirect.com. Acesso em: 10 de junho de 2019.

HACKER, Douglas; BOL, Linda; BAHBAHANI, Kamilla. Explaining Calibration in Classroom Contexts: the effects of incentives, reflection, and attributional style. Metacognition and Learning, New York, v. 3, p. 101-121, 2008.

LAVASANI, Masoud Gholamali et al. The effect of Self-regulation Learning Strategies Training on the Academic Motivacion and Self efficacy. Procedia - Social and Behavioral Sciences. n. 29, p. 627 – 632, 2011.

MAGALHÃES, Cleidilene Ramos. A autorregulação da aprendizagem em Programa Institucional de Acolhimento e Suporte ao aluno universitário: os professores como parceiros. Cadernos de Educação - FaE/PPGE/UFPel. Pelotas. n.42, p. 143 - 167, maio/junho/julho/agosto, 2012.

MARINI, Janete Aparecida da Silva; BORUCHOVITCH, Evely. Self-Regulated Learning in Students of Pedagogy. Paidéia. v. 24, n. 59, p. 323-330, sep. – dec. 2014.

MARTINS, Rosana Maria Mohallem; SANTOS, Acácia Aparecida Angeli dos. Estratégias de aprendizagem e autoeficácia acadêmica em universitários ingressantes: estudo correlacional.

Psicologia Escolar e Educacional. v. 23. P 01 -08. 2018.

MONGE-LÓPEZ, David; BONILLA, Roger; AGUILAR-FREYAN,Wendy. El Inventario de Estrategias de Autorregulación: traducción al español, características psicométricas preliminares y su relación con variables sociodemográficas en una muestra de estudiantes universitários. Avances en Psicología Latinoamericana. Bogotá. v. 35, p. 61-78, 2017.

OLIVEIRA, Letícia Horn; STEIN, Lilian Milnitsky. A autorregulação, avaliação e promoção da aprendizagem por meio da prática de recuperação da memória. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo. v. 22, n. 1, Jan. – Abr. p. 55-62, 2018.

PANADERO Ernesto; ALONSO-TAPIA Jesús. How do students self-regulate? Review of Zimmerman’s cyclical model of self-regulated learning. Anales de Psicologia. v. 30, n. 2, p. 450-462, maio, 2014.

POLYDORO, Soely Aparecida Jorge, et al. Promoção da autorregulação da aprendizagem na universidade: percepção do impacto de uma disciplina eletiva. Rev. educ. PUC - Campinas. v. 20. n, 3. p.201-213, set - dez. 2015.

PRANK, Amanda; FRISON, Lourdes Maria Brabagnolon. Potencialização da aprendizagem autorregulada de bolsistas do PIBID do curso de licenciatura em matemática através de oficinas pedagógicas. Bolema, Rio Claro, v.29, n.51, p. 223-240, abr., 2015.

ROSÁRIO et al. Promover as competências de estudo na Universidade: Projecto “Cartas do Gervásio ao seu umbigo”. Psicologia e Educação, vol. 4, n.2, p. 57-69, 2005.

ROSÁRIO, Pedro; NÚÑEZ, José Carlos; GONZÁLEZ-PIENDA, Júlio António. Comprometer-se com o estudar na universidade: “Cartas do Gervásio ao seu umbigo”. Coimbra: Edições Almedina, 2006.

ROSÁRIO, Pedro et al. Programas de promoção da autorregulação ao longo da escolaridade: Estórias ferramentas como motor da aprendizagem. In: SIMÃO, Ana Maria Veiga. Autorregulação da aprendizagem e narrativas autobiográficas: epistemologia e práticas. Rio Grande do Sul: EDUFRN, EDUNEB, EDIPUCRS, p. 179 -207, 2012.

SALGADO, Fernanda Andrade de Freitas; POLYDORO Soely Aparecida Jorge; ROSÁRIO Pedro. Programa de Promoção da Autorregulação da Aprendizagem de Ingressantes da Educação Superior. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 23, n. 4, p. 667-679, out.- dez, 2018.

SAMPAIO, Rita Karina Nobre; POLYDORO, Soely Aparecida Jorge; ROSÁRIO, Pedro Sales Luís de Fonseca. Autorregulação da aprendizagem e a procrastinação acadêmica em estudantes universitários. Cadernos de Educação. Pelotas. n 42, p. 119 – 142. maio/junho/julho/agosto, 2012.

SIMÃO, Ana Margarida da Veiga; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo. Autorregulação da aprendizagem: abordagens teóricas e desafios para as práticas em contextos educativos. Cadernos de Educação - FaE/PPGE/UFPel. Pelotas. n.45, p. 02 – 20, jul. – ago. 2013.

SOUZA. Liliane Ferreira Neves Inglez. Estratégias de aprendizagem e fatores motivacionais relacionados. Educar, Ed. UFPR: Curitiba, n. 36, p. 95-107, 2010.

UNESCO. Declaração Mundial sobre a Educação Superior no século XXI: visão e ação. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000140457. Acesso em: 23.06.2019.

ZIMMERMAN, Barry. J.; MOYLAN, Adam. R. Self-regulation: where metacognition and motivation intersect. In D. J. Hacker, J. Dunlosky, A. C. Graesser. Handbook of Metacognition in Education. Nova York: Routledge. 2009. p. 299-315.

ZIMMERMAN, Barry J. A social cognitive view of self-regulated academic learning. Journal of Educational Psychology, v.81, n.3, p.329-339, 1989.

______ . From cognitive modeling to self-regulation: a social cognitive career path. Educational Psychology. n. 48, p. 135-147. 2013.

______. Self-regulating academic learning and achievement: The emergence of a social cognitive perspective. Educational Psychology Review, v.2, n.2, p.173-

, 1990.

______. Dimensions of academic self-regulation: A conceptual framework for education. In: Schunk, D.H.; Zimmerman, B.J. (Ed.). Self-regulation of learning and

performance: Issues and educational applications. Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates, 1994. p. 3-21.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-050

Refbacks

  • There are currently no refbacks.