Indicadores de sustentabilidade em canteiros de obras, segundo o PBQP-h / Sustainability indicators on construction sites, according to PBQP-h

Mariângela Monteiro Froufe, Luiz Carlos Brasil de Brito Mello, Carlos Alberto Pereira Soares

Abstract


Devido as atividades realizadas durante a obra, o setor da construção civil é um dos grandes responsáveis pelos problemas ambientais e consumo de recursos naturais. Monitorar e avaliar o consumo de energia, água e geração de resíduos nos canteiros de obras possibilita a identificação de falhas nos sistemas operacionais e uma gestão mais eficaz dos recursos durante a obra. O objetivo deste artigo é apresentar uma análise do consumo de energia, água e geração de resíduos nos canteiros de obra durante a construção de edificações gerando os indicadores de sustentabilidade de acordo com o PBQP-h. Inicialmente foi feita pesquisa bibliográfica apontando os fatores de consumo e sugestões para o controle e redução. Posteriormente, com base nos dados de consumos obtidos de 34 obras de construtoras certificadas e qualificadas no nível “A”, os dados foram analisados e calculadas as tendências de consumo por área de construção e prazo da obra. Os resultados obtidos indicam que os gastos se comportam linearmente durante a obra, as obras de médio porte têm um consumo maior do que aquelas de porte maior e que os resíduos não foram monitorados corretamente nas obras estudadas.


Keywords


Indicadores de sustentabilidade, Canteiro de obras, PBQP-h.

References


ABELPRE. Panorama dos resíduos sólidos no Brasil. 2017. 74p. Disponível em: . Acesso em: 03 nov.18.

ARAUJO, V. M. Práticas recomendadas para a gestão mais sustentável de canteiros de obras. São Paulo, 209p., 2009. Dissertação (Mestrado em Construção civil e Urbana) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo.

ARROTÉIA, A. V.; AMARAL, T. G. DO; MELHADO, S. B. Gestão de projetos e sua interface com o canteiro de obras sob a ótica da Preparação da Execução de Obras (PEO). Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 14, n. 4, 2014, p. 183-200

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14001: Sistemas de gestão ambiental – Requisitos com orientações para uso. Rio de Janeiro, 2015.

AZZI, M.; DUC, H.; HÁ, Q.P. Toward sustainable energy usage in the power generation and construction sectors—a case study of Australia. Automation in Construction, v. 59, p. 122–127, 2015.

BASSO, T. M.; NOGUEIRA, C. E. C.; SILVA, D. S. Eficiência energética na construção civil no Brasil. Acta Iguazu, Cascavel, v.4, n.1, p. 48-56, 2015.

BRANCO, M. T. C. As adaptações de uma construtora decorrentes da nova revisão do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do habitat: PBQP-H. 2013. 33p., 2013. TCC (trabalho de conclusão de curso). Administração de Empresas do UniCEUB – Centro Universitário de Brasília, Brasília.

CONTO, V.; OLIVEIRA, M. L.; RUPPENTHAL, J. E. Certificações ambientais: contribuição à sustentabilidade na construção civil no Brasil. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, Ano 12, v.4, p. 100-12, 2017.

DEGANI, C. M. Sistemas de Gestão Ambiental em empresas construtoras de edifícios. 263p., 2003. Dissertação (Mestrado em Engenharia civil) - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo.

FROUFE, M.M.; OLIVEIRA, C.H.V.R. Certificação GBC Brasil casa. In: SEROA, Ana; BARZELLAY, Bruno. Riscos urbanos decorrentes do aquecimento global. Ed. Autografia, Rio de Janeiro. v.3, 2018, p. 290-302.

GANGOLELLS, M.; CASALS, M.; GASSÓ, S.; FORCADA, N.; ROCA, X; FUERTES, A. A methodology for predicting the severity of environmental impact related to the construction process of residential buildings. Building and Environment, v. 44, n. 3, p. 558- 571, 2009.

HIPPERT, M. A. S.; RODRIGUES, R. M. Gestão de resíduos em canteiros de obras de pequeno porte. SIBRAGEC ELAGEC. São Paulo. Out.2015. p. 443-451

IEA - International Energy Agency. Energy efficiency: The global exchange for energy efficiency policies, data and analysis. Disponível em:. Acesso em: 02 out.2018.

KALUARACHCHI, R. K. D. G. Analysis of Construction Waste Generation and Its Effect in a Construction Site. World Academy of Science, Engineering and Technology International Journal of Architectural and Environmental Engineering, v.12, n., 2018, p. 508-511

KATAOKA, D.; FREITAS, M.R. Gestão de água em canteiro de obras: estudo de caso no município de Guaratinguetá – SP. 2017. 1º Simpósio Brasileiro de Tecnologia da Informação e Comunicação na Construção. Fortaleza – Ceará, Nov.2017, p. 368-375

LIMA, R.S; LIMA, R.R.R. Resíduos Sólidos. Série de Cadernos Técnicos da Agenda Parlamentar. 2016. 36p. Paraná. Disponível em: Acesso em: 05 nov.18

MARQUES, C. T.; GOMES, B. M. F.; BRANDLI, L. L. Consumo de água e energia em canteiros de obra: um estudo de caso do diagnóstico a ações visando à sustentabilidade. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 4, 2017, p. 79-90

NAPOMUCENO, S. C. B.; PAZ, D. H. F. Desenvolvimento de um programa de gestão da água pro canteiro de obras de uma instituição de ensino. 2016. VII Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, Campina Grande/PB, Nov.2016.

NASCIMENTO, P.; JESUS, L. A. N. Avaliação da sustentabilidade em canteiros de obras: um estudo na Grande Vitória - ES. Revista de Engenharia Civil IMED, v.3, n.2, jul./dez. 2016, p. 54-70

OLIVEIRA, J. A. C.; SPOSTO, R. M.; BLUMENSCHEIN, R. N. Ferramenta para avaliação da sustentabilidade ambiental na fase de execução de edifícios no Distrito Federal. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, v.7, n., abr-jun/2012, p. 11-21

PADILHA, J. K. S.; MEIRA, A. R. O cliente no contexto do Sistema de Gestão da Qualidade: estudo de caso em uma construtora paraibana. Revista Principia, n. 30. João Pessoa, Set.2016, p. 1-16

PESSARELLO, R.G. Estudo exploratório quanto ao consumo de água na produção de obra de edifícios: avaliação e fatores influenciadores. 114 p., 2008. Monografia (MBA em Tecnologia e Gestão na Produção de Edifícios) – Escola Politécnica, Univ.de São Paulo, São Paulo.

RODRÍGUEZ, G.; ALEGRE, F. J.; MARTÍNEZ, G. Evaluation of environmental management resources (ISO 14001) at civil engineering construction worksites: a case study of the community of Madrid, Journal of Environmental Management, v. 92, n. 7, 2011, p. 1858-1866

SALGADO, M. S.; CHATELET, A.; FERNANDEZ, P. Produção de edificações sustentáveis: desafios e alternativas. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 12, n. 4, 2012, p. 81-99

SCHMIDT, J. S., & OSEBOLD, R. Environmental management systems as a driver for sustainability: state of implementation, benefits and barriers in German construction companies. Journal of Civil Engineering and Management, v.23, n.1, 2017, p. 150-162

SIAC – Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil, SiAC, Regimento Geral. 14, jun 2018. Disponível em: . Acesso em: 05 set.2018

SIENGE. Sustentabilidade na Construção Civil: Eficiência energética como diferencial para Construtoras. 08, mar 2017. Disponível em < https://www.sienge.com.br/blog/sustentabilidade-na-cosntrucao-civil-eficiencia-energetica-como-diferencial-para-construtoras/>. Acesso em: 02/10/18.

SILVA, V. G. Indicadores de sustentabilidade de edifícios: estado da arte e desafios para desenvolvimento no Brasil. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 7, n. 1, 2007, p. 47-66

SILVA, R. R.; RONAN Y. T. V. Gestão da água em canteiros de obas de construção civil. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA CESUMAR – UNICESUMAR. Maringá, Anais Eletrônico, Paraná: VIII EPCC, 2013.

SILVA, O. H.; UMADA, M. K.; POLASTRI, P.; ALGELIS NETO, G.; ANGELIS, B. L. D.; MIOTTO, J. L. Etapas do gerenciamento de resíduos da construção civil. REGET/UFSM. Ed. Especial GIAU-UEM, Maringá – PR Santa Maria, v. 19, 2015, p. 39 – 48

SPADOTTO, A.; NORA, D. D.; TURELLA, E. C. L.; WERGENES, T. N.; BARBISAN, A. O. Impactos ambientais causados pela Construção civil. Unoesc & Ciência – ACSA, Joaçaba, v. 2, n. 2, jul./dez. 2011, p. 173-180

SPEZZIO, A.; SODRE, B.; FLÁVIO, I.; SANTOS, Y. Gestão da demanda de água. Seminários - Consumo de água em canteiro de obras. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental – PHA, 14p., 2015

THOMAS, N. I. R.; COSTA, D. B. Adoption of environmental practices on construction sites. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 4, 2017, p. 9-24

TIBAUT, A.; ZAZULA, D. Sustainable management of construction site big visual data. Sustainability Science, v. 13, 2018, P. 1311–1322




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-044

Refbacks

  • There are currently no refbacks.