Desenvolvimento de dispositivo de sustentação e movimentação para a cabeça de crianças com paralisia cerebral espástica / Development of a Head Support and Movement Device for Children with Spastic Cerebral Palsy

Douglas Wagner, Guilherme Gusen da Silva, Fábio Ricardo de Oliveira de Souza, Gabriel Soares Ledur Alves, José de Souza

Abstract


Este artigo apresenta o desenvolvimento de um dispositivo eletromecânico que auxilia a sustentação e a movimentação da cabeça de pessoas com Paralisia Cerebral espástica. A Paralisia Cerebral (PC) espástica é uma condição que atinge o controle motor, causando perda parcial dos movimentos devido à rigidez e espasticidade muscular. Pelo fato de não conseguir manter a posição anatômica, a cabeça acaba recaindo sobre o peito, fazendo com que os músculos posteriores passem muito tempo estendidos, o que pode gerar cansaço e contraturas. Essa condição afeta muitos indivíduos, sendo a grande maioria crianças, as quais necessitam de acompanhamento especial e suporte desde o nascimento. Por meio do desenvolvimento desse dispositivo, é possível solucionar problemas diários enfrentados por essas pessoas, como dificuldade de deglutição devido à posição da cabeça e restrições de atividades básicas escolares e recreativas. A estrutura foi projetada e simulada em um software de CAD 3D, com o intuito de fabricação em uma impressora 3D. Como matéria-prima, selecionou-se o plástico ABS, pois suporta as tensões geradas durante a utilização do dispositivo e não é nocivo ao corpo humano. O protótipo possui servos motores contínuos e de ângulo, encarregados da movimentação da cabeça, programados pela placa Arduino Uno. O suporte executa movimentos de flexão, extensão e rotação, que são comandados pelo cuidador do usuário a fim de minimizar acidentes. Acredita-se que o dispositivo também ajudará na fisioterapia e, com o seu uso, haverá redução nas dores musculares e aumento da qualidade de vida do indivíduo.

Keywords


Tecnologia assistiva, Paralisia Cerebral espástica, Dispositivo eletromecânico

References


ACRILONITRILA, butadieno estireno (ABS). Adiplast Aditivos e Termoplásticos Ltda. 18 jul. 2018. Disponível em: . Acesso em: 18 jul. 2018.

AMARAL, Francisco Armond do. Ergonomia. Universidade Estadual do Maranhão. S.d. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2018.

ARDUINO. What is Arduino?. 2018. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2018.

FELICE, Thais Duarte; ISHIZUKA, Raphaela Oliveira Ramos; AMARILHA, Jacques Denis. Eletroestimulação e Crioterapia para espasticidade em pacientes acometidos por Acidente Vascular Cerebral. Revista Neurociências, Dourados, n, p. 77-84, 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2018.

FLOYD, R. T. Manual de Cinesiologia Estrutural. 16 ed. Barueri, SP: Manole, 2011.

FRAZÃO, Arthur. O que é paralisia cerebral e seus tipos. Tua Saúde. 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 jan. 2018.

GARCIA, Gabriel. Inclinar pescoço para olhar celular afeta coluna, diz estudo. Exame. 24 nov. 2014. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2018.

GIATTI, Fernando. Flexão do pescoço-Reflexão biométrica. Linked in. 31 de out. 2017. Disponível em: . Acesso em: 23 de abr. 2018

HAY, James G. e REID, J. Gavin. As Bases Anatômicas e Mecânicas do Movimento Humano. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, 1985.

HEADPOD. Headpod keeps your head up. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2018.

MARINO, Lucia. Gestão da qualidade e gestão do conhecimento: fatores-chave para produtividade e competitividade empresarial. In: XIII SIMPEP, Novembro, 2006, Bauru. Anais[...] Bauru, 2006.

MELO, Joseana Vinhote; FERREIRA, Juliana da Silva; JUSTA, Marcelo Augusto Oliveira da. Modelagem e simulação com o Arena para reduzir filas em um restaurante self service. Gestão Industrial, vol. 13, no. 2, p. 145–159, 2017.

MOURA, Luciano Raizer. Gestão do relacionamento com fornecedores: Análise da eficácia de programa para desenvolvimento e quyalificação de fornecedores para grandes empresas. São Paulo , 2009. Tese (Engenharia de Produção) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2009.

ÖREN, Tuncer. Future of Modelling and Simulation: Some Development Areas. In: SUMMER COMPUTER SIMULATION CONFERENCE. 2002, San Diego, Anais[...]. San Diego, 2002.

SCARP, Luiz Paulo da Cruz; TORRES, Álvaro Augusto Viana Braga; SILVA, Alexandre Navarro da. SIMULAÇÃO COMO FERRAMENTA DE TOMADA DE DECISÃO DO PROCESSO DE ATENDIMENTO EM EMPRESA DE VAREJO. RACE, v. 12, n. 2, p. 395-430, 2013.

SILVA, A.K.; BOTTER, R.C. Method for assessing and selecting discrete event simulation software applied to the analysis of logistic systems. Journal of Simulation. vol.3, no.2, p.95-106, 2009.

SILVA, Tiago Galdino Borges da; SILVA, Vitor Hugo Nepomuceno; SILVA, Carlos Rodrigues da. Teoria das filas: um estudo de caso no setor de supermercados. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO. 2016, Natal, Anais[...]. Natal, 2016.

SOARES, Maísa Nascimento et al. Estudo de simulação para a minimização das filas em uma agência dos Correios do município de Viçosa. In: IV SIMPÓSIO ACADÊMICO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. 2008, Viçosa, Anais[...]. Viçosa, 2008.

VISINTIN, Filippo; PORCELLI, Isabella; GHINI, Andrea. Applying discrete event simulation to the design of a service delivery system in the aerospace industry: a case study. In: IFAC SYMPOSIUM ON INFORMATION CONTROL PROBLEMS IN MANUFACTURING, 14. 2012, Bucharest, Anais[...]. Bucharest, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-039

Refbacks

  • There are currently no refbacks.