Racismo e dominação: a formação das relações raciais no Brasil / Racism and domination: the formation of racial relations in Brazil

Fabiane Barbosa Ferraz, Eduardo Henrique Lopes Figueiredo

Abstract


A presente investigação tem por objeto a formação das relações raciais no Brasil, a partir da noção de dominação social. Para tanto a investigação se valerá da conjuntura ideológica, cultural e científica do racismo, a tradução das teorias raciais importadas no contexto brasileiro, a sua originalidade e a sua influência no discurso jurídico. Refletir o contexto de suposto “enfraquecimento” da escravidão, refletir o binômio cativeiro e liberdade, à luz da visão da mestiçagem como um problema, ora como solução para a formação da sociedade brasileira. Por fim, refletir à luz do contexto do mito da democracia racial, os estudos sobre o papel do mestiço e da mestiçagem na formação da identidade nacional brasileira.


Keywords


Raça. Miscigenação. Mestiçagem. Democracia Racial. Identidade nacional.

References


ALMEIDA, Silvio. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte. Letramento. 2018

AZEVEDO, Elciene. O direito dos escravos. Lutas jurídicas e abolicionismo na província de São Paulo. Campinas. Unicamp. 2010

BERTÚLIO, Dora Lucia de Lima. Direito e relações raciais. Uma introdução crítica ao racismo. Dissertação de mestrado. UFSC.1989.

BESERRA, Bernadete de L.R. Racismo e educação no Brasil [recurso eletrônico]. Recife. Universidade de Pernambuco.2018.

BOBBIO, Norberto. Dicionário de política. Norberto Bobbio, Nicola Matteucci e Gianfranco Paquino; trad. Carmem C. Varriale et al; vol.1. Universidade de Brasília. 1998.

GOULD, Stephen Jay. A falsa medida do homem. trad. Valter Lellis Siqueira. São Paulo: Martins Fontes. 1991.

GRINBERG, Keila. O racismo de Louis Agassiz. 2009. Revista Ciência Hoje. Junho de 2018. Ed. n. 344. Disponível em: . Acesso em 09 de fev.2018.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Racismo e Antiracismo no Brasil. 3. ed. Editora 34. São Paulo. 2009.

KURY, Lorelai B. A sereia amazônica dos Agassiz: zoologia e racismo na Viagem do Brasil. Rev. Bras. Hist. Vol. 21 nº. 41. São Paulo. 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882001000200009>.

MAIO, Marcos Chor. O projeto Unesco e a agenda das ciências sociais no Brasil dos anos 40 e 50. Revista Brasileira Ci. Soc. Vol. 14, n 41. São Paulo. 1999. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69091999000300009>.

NOGUEIRA, Luiz Fernando Veloso. Expectativa de vida e mortalidade dos escravos. Uma análise da freguesia do Divino Espírito Santo do Lamim-MG (1859-1888) Disponível em: < http://www.historica.arquivoestado.sp.gov.br/materias/anteriores/edicao51/materia01/>

REIS, João José Reis. Identidade e Diversidade étnicas nas Irmandades Negras no Tempo da Escravidão. Tempo. Rio de Janeiro, vol.2, nº.3, 1996, p-7-33.

ROCHA, Simone. A educação como projeto de melhoramento racial: uma análise do art. 138 da constituição de 1934. Revista Eletrônica de Educação, UFSCAR. 2018. Disponível em: < http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/2116/668>

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças. Cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo. Companhia das Letras.

SILVEIRA, Renato. Os selvagens e a massa. Papel do racismo científico na montagem da hegemonia ocidental. Afro-Ásia, 23. 1999. p- 87-144.

SKIDMORE, Thomas E. Preto no branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. Trad. Raul de Sá Barbosa. Rio de Janeiro. Paz e Terra. 1976.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-027

Refbacks

  • There are currently no refbacks.