Segurança do paciente: concepção e implantação da cultura de qualidade / Patient safety: design and implementation of quality culture

Adriana Avanzi Marques Pinto, Francielle Thays dos Santos

Abstract


A Segurança do Paciente tem como objetivo de reduzir o dano desnecessário no cuidado. Os avanços científicos-tecnológicos e o aumento das exigências levam as instituições de saúde cada vez mais se preocuparem em garantir a qualidade da assistência prestada. Foram criadas ações para promover a Segurança do Paciente, no Brasil, a partir da Resolução 36 de 25/07/13, que descreve seis metas: identificar corretamente o paciente; melhorar a comunicação entre os profissionais; assegurar cirurgia em local de intervenção; higienização das mãos; reduzir o risco de queda e lesão por pressão. Este estudo teve como objetivo conhecer a implantação e a concepção de segurança do paciente em um hospital do interior paulista, na visão dos enfermeiros gerentes e assistenciais. Trata-se de uma pesquisa de campo, de caráter exploratório, com abordagem qualitativa, realizada por meio da aplicação de um roteiro com questões abertas. Participaram do estudo 12 enfermeiros, sendo quatro gerentes e oito assistenciais, que apresentam  tempo de formação entre três e 21 anos; idade entre 39 e 56 anos; dez apresentam pós graduação nas áreas de administração hospitalar, saúde da família, centro cirúrgico, gestão, UTI, metodologia em pesquisa, nefrologia, UTI pediatra e enfermagem do trabalho. Nos resultados surgiram três categorias: Concepção de segurança do paciente relacionada a prevenção de danos e conforme proposto pelas metas de segurança, Percepção dos profissionais a respeito da cultura de segurança e Falta do aperfeiçoamento do processo de comunicação na cultura organizacional, o que mostra a importância de capacitação das equipes sobre o tema. Em contrapartida, se o cuidado não for realizado com qualidade, pode desencadear erros e comprometer a segurança do paciente. Assim, torna-se importante evitar danos e disseminar esse novo conceito.


Keywords


Segurança do Paciente; Cuidados de Enfermagem.

References


AGUIAR, F.C.; MENDES, V.L.P.S. Acreditação hospitalar a importância da comunicação e da informação para a segurança do paciente. Rev. baiana saúde pública, v. 40, s.1, p.2676, 2016.

ALVES, V. C. et al. Ações do protocolo de quedas: mapeamento com a classificação de intervenção de enfermagem. Rev .Latino-Am. Enfermagem, v. 25, n. 29, p.2986, 2017.

ANDRADE. L.E.L . et al. Cultura de segurança do paciente em três hospitais brasileiros com diferentes tipos de gestão. Ciência & saúde coletiva, v.23, n.1, p.161-172, 2018.

AZEVEDO, K. C. C. et al. Implantação do núcleo de segurança do paciente em um serviço de saúde. Rev. Enferm UFPE, v.10, n.12 p.4692-5, 2016.

BEZERRA. A. L. Q. et al. Análise de queixas e eventos adversos. Rev. Enferm. UERJ, v.17, n.4, p.467-72, 2009.

BRASIL. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Assistência segura: uma reflexão teórica aplicada à prática. BRASIL, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Documento de referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Fundação Oswaldo Cruz. Agência Nacional de Vigilância Sanitária Brasília: BRASIL, 2014.

CALDANA, G. et al. Rede Brasileira de enfermagem e segurança do paciente: Desafios e perspectivas. Texto Contexto enferm, v.24, n.3, p.906-11, 2015.

CAMARGO. T. et al. Cultura de Segurança do paciente em instituições de saúde: um estudo bibliométrico. Rev. Eletrônica trimestral de enfermeira. n.33, p.1695-6141, 2014.

CAVALCANTE, A. K. C. B. Cultura de segurança na percepção da enfermagem: revisão integrativa. Rev. Enferm UFPE, v.10, n.10, p.3890-7, 2016.

LEMOS, G.C. et. Al. A Cultura de Segurança do Paciente no Âmbito da Enfermagem: Reflexão teórica. Rev.enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. v.8, p.2600, 2018.

MELLO. L.R.G. et al. Compreendendo a Segurança do paciente. Rev. Enferm. V.8 n.8, p.2954-6, 2014.

MUNIZZ. A.P. et al. Avaliação da cultura de segurança do paciente em terapia intensiva na perspectiva da equipe de saúde. Contexto enferm. V.25. n.2, p.1610015, 2016.

NASCIMENTO, J.C.; DRAGANOV, P. B. História da qualidade em segurança do paciente. Hist. Enferm. Rev.eletrônica, v. 6, n. 2, p. 299-309, 2015.

NOGUEIRA, J.W.S .; RODRIGUES M.C.S. Comunicação efetiva no trabalho em equipe em saúde: desafio para segurança do paciente. Cogitare Enfermagem, v.20, n.3.p. 636-640, 2015.

OLIVEIRA, R. M. et al. Estratégia para promover segurança do paciente: da identificação dos riscos às práticas baseadas em evidências. Esc. Anna Nery , v. 18 n.1, p. 122-129, 2013.

REIS, G. A. X. et. al. Implantação das estratégias de segurança do paciente: Percepções de enfermeiros gestores. Contexto Enferm, n.26, v.2, p.2-9, 2017.

SANTOS, C. M. et. al. Indicadores de qualidade da assistência de enfermagem em centro cirúrgico: revisão integrativa da literatura, v.15, n.58. p.28-36, Jan-Mar, 2013.

SILVA, A. T. et al. Assistência de enfermagem e o enfoque da segurança do paciente no cenário brasileiro. Rev. Saúde debate, v.40, n.11, p.292-301, 2016.

SILVA, C. A. et al. A Segurança do Paciente em âmbito hospitalar: revisão integrativa da literatura. Text Cogitare Enferm, v.21, n.1, p. 2016.

TRES, D.P. et al. Qualidade da Assistência e Segurança do Paciente: Avaliação por indicadores. Rev.Ufpr.br/Cogitare Enferm, v.21, p.01-08, 2016




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n3-018

Refbacks

  • There are currently no refbacks.