Borramentos de fronteiras da pós-modernidade metaforizados nos fazeres coreográficos de merce Cunningham/ Post-modernity borders borders metaphorized in mere Cunningham's choreographic making

Fernando Davidovitsch, Marcelo Moacyr Ramos

Abstract


A pós-modernidade é um momento histórico marcado pela insustentabilidade de linhas de fronteiras. Este acontecimento, em muito derivado do fenômeno da globalização, se incide em instâncias diversas, como os modos de entendimento sobre cultura, identidade, corpo, educação, conhecimento, arte, etc. Merce Cunningham, sendo sujeito deste período, colocou nos seus modos compositivos de dança meios de criação que rompiam com linhas divisórias predominantes desde os modelos paradigmáticos do balé clássico até a dança moderna. Propôs atravessamentos de fronteiras que transformaram, por exemplo, as relações entre artista e espectador, coreógrafo/diretor e bailarinos, e entre linguagens de artes distintas. Compreende-se aqui este tipo de ação como um procedimento metafórico de Cunningham (RENGEL, 2007). Metáfora não está sendo compreendida como recurso poético linguístico-literário, mas como um elemento que faz parte de uma ação cognitiva de qualquer indivíduo (LAKOFF e JOHNSON, 2002), que se constrói através da experiência do corpo.  Nas ações do procedimento metafórico, mesmo onde pareça não haver metáforas, elas estão ali atuando e ativas. Desta maneira, a proposta aqui é levantar a discussão sobre como estes atravessamentos de fronteiras nos fazeres coreográficos de Cunningham acontecem via procedimento metafórico deste sujeito criador do período da pós-modernidade

Keywords


Merce Cunningham. Pós-modernidade. Metáfora. Fronteiras.

References


AMORIM, Gícia e QUEIROZ Bergson. Merce Cunningham: Pensamento e técnica. In: SOTER, Silvia; PEREIRA, Roberto (Orgs.). Lições de Dança 2. Rio de Janeiro: Editora UniverCidade, 2000.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas. São Paulo: Editora da USP, 2011. Tradução: Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão.

CONNOR, Steven. Cultura Pós-Moderna: Introdução às teorias do contemporâneo. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

COUTINHO, Laura Pacheco. Dança, performance e artes visuais: imagens e discursos do corpo. 2011. Dissertação (Mestrado em Dança) – Programa de Pós-Graduação em Dança, Universidade Federal da Bahia, Bahia, 2011.

GIL, José. Movimento Total: O Corpo e a Dança. São Paulo: Iluminuras, 2004.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. Tradução: Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro.

HARVEY, David. Condição Pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1993.

LAKOFF, George e JOHNSON, Mark. Metáforas da vida cotidiana. São Paulo: Educ, 2002. Tradução: Mara Sophia Zanotto.

LANGENDONCK, Rosana Van. Merce Cunningham: Dança Cósmica: Acaso, tempo, espaço. São Paulo, Edição do Autor, 2004.

LESSCHAEVE, Jacqueline. O dançarino e a dança: Merce Cunningham: conversas com Jacqueline Lessachaeve. Rio de Janeiro: Cobogó, 2014. Tradução: Julia Sobral Campos

MIRANDA, Regina. Dança e tecnologia. In: SOTER, Silvia; PEREIRA, Roberto (Orgs.). Lições de Dança 2. Rio de Janeiro: Editora UniverCidade, 2000.

RENGEL, Lenira. Corponectividade: comunicação por procedimento metafórico nas mídias e na educação. 2007. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2007a.

______. Metáfora é carne. In: DORA, Sigrid (Org.). Húmus 2. Caxias do Sul: Lorigraf, 2007b.

______. Corpo e dança como lugares de corponectividade metafórica. In: RAVEN, Margarida Gandara; LOPES, Mônica de Souza (Orgs.). Revista científica/ FAP 4. Vol 4, no. 1. Paraná, 2009. Disponível em: Acesso em: 15 Ago. 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-165

Refbacks

  • There are currently no refbacks.