Biomassa de clones de batata submetidos a doses contrastantes de fósforo no solo / Biomass of potato clones subjected to contrasting doses of phosphorus in the soil

Darlene Sausen, Daniela Buzatti Cassanego, Ritieli Baptista Mambrin, Victória Martini Sasso, Gessieli Possebom, Bianca Knebel Del Frari, Jover da Silva Alves, Anderson Cesar Ramos Marques

Abstract


A batata (Solanum tuberosum L.) está entre as 10 principais culturas alimentares do mundo. Uma das principais variáveis que limita a ocorrência de alta produtividade de batata é a disponibilidade de macronutrientes como o fósforo, por atuar em diversos processos fisiológicos e ser constituinte de muitas estruturas. Umas das maneiras de conseguir boa produtividade associado a redução de custos com a aplicação de fertilizantes fosfatados, é a escolha de clones de batata com maior capacidade de adaptação às condições adversas de fertilidade. Este trabalho teve por objetivo avaliar o crescimento de dois clones de batata submetidos a duas doses de fósforo. Para tanto, foram avaliados os clones SMIC 148-A e SMINIA 793101-3 em casa de vegetação plantados em vasos com solo proveniente de campo nativo e duas doses de P (35 e 280 kg de P2O5 ha-1). Aos 70 dias após o plantio foi analisado o efeito do nível de fósforo do solo pela produção de massa seca de folhas, de hastes, de raízes e de tubérculos. Em uma condição de uso de 35 Kg de P2O5.ha-1 o clone SMIC 148-A mostrou-se mais adaptado, produzindo mais massa seca total. Quando o aporte nutricional não é restrito, como a aplicação 280 Kg de P2O5.ha-1, é recomendável o uso do SMINIA 793103-3 por esse clone responder, com maior produção de massa seca de folha, de haste e total da planta por Kg de fosfato aplicado ao solo.


Keywords


Cultivo fora do solo, Genótipos, Propagação vegetativa. Nutrição mineral, Solanum tuberosum L.

References


ALBERTSSON, 2018. Riktlinjer för gödsling och kalkning 2019. Jönköping, 107p.

BISOGNIN, D. A. et al. Produtividade e qualidade de tubérculos de clones de batata. Ciência e natura. v.30, p.43-56. 2008. Disponível em: . Acesso em: 06 de fev. 2020.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO – Conab. Boletim Hortigranjeiro. v. 6, n. 1, Brasília, jan. de 2020. ISSN 2446-5860.

COMISSÃO DE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO - RS/SC. Manual de adubação e calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 10. Ed. Porto Alegre, 2004.

EKELÖF, J. Potato yield and tuber set as affected by phosphorus fertilization. Master project in the Horticultural Science Programme, v. 2, 2007, 20 p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. – Rio de Janeiro: EMBRAPA-SPI, 2013. 306p. Disponível em: . Acesso em: 9 fev. 2020.

FERNANDES, A.M.; SORATTO, R.P. Eficiência de utilização de nutrientes por cultivares de batata. Bioscience Journal, v.29, p.91-100, 2013. Disponível em: . Acesso em: 2 fev. 2020.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v.35, p. 1039-1042, 2011.

FONTES, P. C. R.; ROCHA, F. A. T.; MARTINEZ, H. E. P. Produção de máxima eficiência econômica da batata em função da adubação fosfatada. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 15, n. 2, p. 104-107, 1997.

GODFRAY, H.C.J. et al. Food Security: The Challenge of Feeding 9 Billion People. Science, v.327, p.812-818, 2010. Disponível em: . Acesso em: 2 fev. 2020. doi: 10.1126/science.1185383.

GUSTAVSSO, K.; SÖDERSTRÖM, M. 2006. Fosfortillståndet I sydsvenska jordar. Rapport från växtodlings‐ och växtskyddsdagar i växsjö. Medelande från södra jordbruksförsöksdistriktet. N. 59

JARÉN, C. LÓPEZ, A.; ARAZURI, S. Advanced Analytical Techniques for Quality Evaluation of Potato and Its Products In: JASPREET SINGH, J.; KAU, L. (ed tec) Advances in Potato Chemistry and Technology. 2 ed. 2016, p.563-602.

LYNCH, J. P.; HO, M. D. Rhizoeconomics: carbon costs of phosphorus acquisition. Plant and soil. n. 269, p. 45-56, 2005.

MARTINS, J. D. L.; SORATTO, R. P.; FERNANDES, A. M.; DIAS, P. H. M. Phosphorus fertilization and soil texture affect potato yield. Revista Caatinga, v.31, n.3, p.541 – 550, 2018.

MARSCHNER, H. 2012. Mineral Nutrition of Higher Plants. Academic Press. 3 Ed. 672p.

PAREDE, J. A. T.; MOLENA, L. A.; GUERREIRO, L. M. M.; DELEO, J. P. B. Anuário 2019-2020: Retrospectiva 2019 & Perspectivas 2020 dos HF's. Revista Hortifruti. v.18, n.196, p.23-24, 2019.

PREZOTTI, L.C.; CARMO, C.A.S.; ANDRADE NETO, A.P.M. Nutrição mineral da batata. v.27, 44p.1986.

RAMA, M. V., NARASIMHAM, V. 2003. Potatoes and related crops/The Root Crop and its Uses. In: CABALLERO, B. (ed). Encyclopedia of Food Sciences and Nutrition. 2ed, 2003, p.4658-4666.

TAIZ, L.; ZEIGER, E.; MOLLER, I. M.; MURPHY, A. 2017. Plant Physiology. Editora Artmed, 6 ed. 888 p.

WEEKS, D. P. Gene Editing in Polyploid Crops: Wheat, Camelina, Canola, Potato, Cotton, Peanut, Sugar Cane, and Citrus. 2017. In: GIRALDO, J.; CIRUELA, F. (ed tec) Progress in Molecular Biology and Translational Science. v.149, 1ed, 2017. p.65-80.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-158

Refbacks

  • There are currently no refbacks.