Métodos oficiais empregados para autenticidade, controle da qualidade e detecção de fraudes em leite cru refrigerado no Brasil/ Official methods used for authenticity, quality control and fraud detection in chilled raw milk in Brazil

Victor Hugo Cortez Dias, Emanoelli Aparecida Rodrigues dos Santos, Leonardo Ereno Tadielo, Jhennifer Arruda Schmiedt, Ângela Idalia Sovinski, Luciano dos Santos Bersot, Vinicius Cunha Barcellos

Abstract


O leite é de suma importância para a dieta humana, considerando que sua composição de macro e micronutrientes, ajuda no crescimento, desenvolvimento e manutenção de uma vida saudável. No entanto, devido ao alto número de fraudes envolvendo este produto, existe uma preocupação constante entre consumidores, técnicos e autoridades intrínsecas à área, em relação à sua qualidade e autenticidade. Diante do exposto, objetivou-se com esta revisão de literatura descrever o uso das metodologias oficiais de análises físico-químicas empregadas pela indústria laticinista para o controle da qualidade do leite cru refrigerado. A literatura elegida para este estudo foi coletada por meio de buscas no Google Acadêmico, na base de SCIELO (Scientific Electronic Library Online), em legislações e livros da área. Para isso, nas bases de dados os seguintes descritores foram empregados: “fraude no leite”, “fraude por água no leite” e “aguagem no leite”. De acordo com o acervo selecionado para este estudo foi possível evidenciar o uso das seguintes análises físico-químicas: prova do alizarol, acidez pelo método de Dornic; mensuração da densidade, crioscopia, porcentagem de gordura pelo Butirômetro de Gerber, sólidos totais (ST) e Extrato Seco Desengordurado (ESD).  A adoção de tais metodologias pela indústria de beneficiamento de leite dá suporte para a autenticidade da matéria-prima admitida, no entanto, métodos mais elaborados e conclusivos são necessários para detecção de fraudes por adição de conservantes, neutralizantes, reconstituintes e demais substâncias adicionadas ao leite cru de forma fraudulenta.


Keywords


adulteração de leite; análises físico-químicas; legislação; segurança de alimentos.

References


ABRANTES, Maria Rociene; CAMPÊLO, Carla da Silva; DA SILVA, Jean Berg Alves. Fraude em leite: Métodos de detecção e implicações para o consumidor. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v. 73, n. 3, p. 244-251, 2015.

ALMEIDA, Thamara Venâncio. Detecção de adulteração em leite: análises de rotina e espectroscopia de infravermelho. 2013. Universidade Federal de Goiás.

BELOTI, V. Leite: obtenção, inspeção e qualidade. Londrina: Editora Planta, 2015.

BRASIL, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Aprovado pelo Decreto n. 30.691 de 29 de março de 1952, alterado pelos Decretos n. 1.225 de 25 de junho de 1962, Decreto n.1236 de 02 de setembro de 1994, Decreto n.1812 de 08 de fevereiro de 1996, Decreto n.2244 de 04 de junho de 1997, Decreto n.9.013 de 29 de março de 2017, Decreto n.9069 de 31 de maio de 2017. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 01 jun. 2017.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Instrução Normativa nº62 de 29 de dezembro de 2011. Regulamento Técnico de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leite Cru Refrigerado, o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leite Pasteurizado e o Regulamento Técnico da Coleta de Leite Cru Refrigerado e seu Transporte a Granel. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 30 dez. 2011. Seção 1.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Instrução Normativa nº 68 de 12 de dezembro de 2006. Métodos Analíticos Oficiais Físico-Químicos, para Controle de Leite e Produtos Lácteos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 14 dez. 2006. Seção1, p. 8.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Instrução Normativa nº 76 de

de novembro de 2018. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, nov. 2018b.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa n. 77, de 26 de novembro de 2018. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 30 nov. 2018a.

CHAVES, Nancyleni Pinto et al. CONTROLE DE QUALIDADE EM UM LATICÍNIO NA CIDADE DE ITAPECURU-MIRIM, MARANHÃO: CARACTERIZAÇÃO DA QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA E AVALIAÇÃO DE RÓTULOS. Revista Brasileira de Tecnologia Agroindustrial, v. 9, n. 2, 2015.

MAREZE, Juliana et al. Detecção de adulterações do leite pasteurizado por meio de provas oficiais. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 36, n. 1Supl, p. 283-290, 2015.

WANDERLEY, Carolina Hood et al. Avaliação da sensibilidade de métodos analíticos para verificar fraude em leite fluido. Revista de Ciências da Vida, v. 33, n. 1/2, p. 54-63, 2013.

SILVA, J. B. A.; CARVALHO, S. D. M.; ABRANTES, M. R.; MENDES, C. G.; REBOUÇAS, G. G.; BANDEIRA, M. G. L.; ALVES, J. S. C. Qualidade de queijos comercializados na cidade de Recife-PE. Revista Veterinária e Zootecnia, v. 20, n. 2, Suplemento 1, p. 249-250, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-130

Refbacks

  • There are currently no refbacks.