Avaliação dos indicadores biológicos do solo em plantios de palma de óleo, no Município de Santa Bárbara do Pará/ Evaluation of the biological indicators of the soil of palm oil plantations in the Municipality of Santa Bárbara do Pará

Auriane Consolação da Silva Gonçalves, Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo, Manoel Tavares de Paula, Rosecélia Moreira da Silva Castro, Orivan Maria Marques Teixeira, Pedro Moreira de Sousa Junior, Maricely Janette Uria Toro

Abstract


A qualidade do solo é um dos principais fatores que afetam o plantio da palma de óleo (Elaeis guineenses Jacq.), refletindo, na qualidade e quantidade de óleo obtido. Os indicadores biológicos são considerados os atributos mais sensíveis à dinâmica do solo. Este estudo teve como objetivo a avaliação do efeito de plantios de palma de óleo, em sequência cronológica, sobre os indicadores biológicos do solo, em função da sazonalidade. Foram avaliados plantios de palma de óleo de 5, 17 e 25 anos, e floresta secundária de 23 anos. Para a maioria das variáveis estudadas, foi observada diferença significativa entre as épocas de coleta. O carbono da biomassa microbiana, Cmic (286,71 µg/g) e o nitrogênio da biomassa microbiana, Nmic (32,72 µg/g) no plantio de 5 anos foram maiores do que nos de 17 e 25 anos, no período seco. A respiração basal (RB) também foi maior no plantio de 5 anos, indicando a maior atividade biológica do plantio de menor idade. O cociente metabólico (qCO2) foi menor no cultivo de 25 anos (2,84 e 10,62 (µg/µg/h)x10-4, no período seco e chuvoso, respectivamente) do que nos demais cultivos, ressaltando a maior estabilidade deste plantio. Em comparação à vegetação florestal, o cultivo de palma de óleo provocou perdas mínimas nos atributos avaliados, sendo, portanto, considerado de reduzido impacto ambiental.


Keywords


Elaeis guineensis Jacq., carbono microbiano, nitrogênio microbiano, atividade microbiana.

References


ALVES, T.D.S. et al. Biomassa e atividade microbiana de solo sob vegetação nativa e diferentes sistemas de manejos. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 33, n. 2, 2011.

ANDERSON, T.H.; DOMSCH, K.H. The metabolic quotient for CO2 (qCO2) as a specific activity parameter to assess the effects of environment conditions, such as pH, on the microbial biomass of forest soils. Soil Biology and Biochemistry, v. 25, p. 393-395, 1993.

ARTUR, A.G. et al. Variabilidade espacial dos atributos químicos do solo, associada ao microrrelevo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 18, n. 2, p. 141-149, 2014.

BORGES, A.J. et al. A cultura da palma de óleo (Elaeis guineenses Jacq.) no Brasil e no mundo: aspectos agronômicos e tecnológicos - uma revisão. Revista Liberato, Novo Hamburgo, v. 17, n. 27, p. 01-118, 2016.

BROOKES, P.C. et al. Chloroform fumigation and the release of soil nitrogen: a rapid direct extraction method to measure microbial biomass nitrogen in soil. Soil Biology and Biochemistry. v. 17, p. 837-842, 1985.

GORHAN, A.M.; ZARIN, D.J. Seasonal changes C:N ratios and mineralization in Young secondary forests in Eastern Amazonia. In: LBA MEETING. Atlanta, 2001.

ISLABÃO, G.O. et al. Carbono da biomassa e atividade microbiana em solos cultivados com morango no município de Turuçu/RS. Disponível em: . Acesso em 02 novembro de 2016.

JAKELAITIS, A. et al. Qualidade da camada superficial de solo sob mata, pastagens e áreas cultivadas. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 38, p. 118 - 127, 2008.

JENKINSON, D.S.; POWLSON, D.S. The effects of biocidal treatments on metabolism in soil-I. Fumigation with chloroform. Soil Biology and Biochemistry. v. 8 p.167-177, 1976.

JENKINSON, D.S.; LADD, J.N. Microbial biomass in soil: Measurement and turnover. In: PAUL, E.A.; LADD, J.M. Soil Biochemistry. 5.ed. NewYork, M Decker. p.415-471. 1981.

MAIA, P. R. et al. Reciclagem de nutrientes da palha de sorgo e atributos biológicos do solo na Amazônia oriental. Ciência e Agrotecnologia, v. 36, n. 05, p. 518-527, 2012.

MATTOS, M.L.T. et al. Atividade de microrganismos do solo em diferentes períodos de cultivo do arroz irrigado. Circular Técnica, Pelotas, v. 126, n. 1, p. 1-5, 2011.

MELZ, E.M.; TIAGO, P.V. Propriedades físico-químicas e microbiológicas do

solo de um Parque em Tangará da Serra, MT, uma área de transição entre Amazônia e Cerrado. Acta Amazonica. v. 39, n 04, p. 829-834, 2009.

MENDES, I.C. et al. Biological functioning of brazilian cerrado soils under different vegetation types. Plant and Soil, v.359, p. 183-195, 2012.

ROSCOE, R.; et al. Dinâmica da matéria orgânica do solo em sistemas Conservacionistas: modelagem matemática e métodos auxiliares. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste, 2006.

SANTIAGO, W.R. et al. Nitrogênio mineral e microbiano do solo em sistemas agroflorestais com palma de óleo na Amazônia oriental. Acta Amazonica. v. 43, p.395-406, 2013.

SILVA, E.E. et al. Determinação do nitrogênio da biomassa do solo (BMS-N). Comunicado Técnico. Embrapa. Seropédica, RJ. 2007.

SILVA, C.J. et al. Contribuição de folhas na formação da serapilheira e no retorno de nutrientes em floresta de transição no norte de Mato Grosso. Acta Amazonica, v. 33. p. 591-600, 2009.

SILVA, C.A.D. et al. Interferência da incorporação de matéria orgânica no solo no controle da podridão negra da mandioca, causada por Scytalidium lignicola. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 29, n. 6, p.1823-1831, 2013a.

SILVA, J.M. et al. Mineralização de vermicompostos estimada pela respiração microbiana. Revista Verde, Pombal, PB, v. 8, n. 4, p. 132-135, 2013b.

SILVA, C.M. et al. Variação temporal do efluxo de CO2 do solo em sistemas agroflorestais com palma de óleo na Amazônia Oriental. Acta Amazonica, v. 46. p. 1– 12, 2016.

SPARLING, G.P.; WEST, A.W. A direct extraction method to estimate soil microbial C: Calibration in situ using microbial respiration and 14C labeled sells. Soil Biology and Biochemistry. v.20, p.337-343, 1988.

SPARLING, G.P. Ratio of microbial biomass carbon to soil organic carbon as a sensitive indicator of changes in soil organic matter. Australian Journal Soil Research, v.30, p.195-207, 1992.

TATE, K.R. et al. A direct extraction method to estimate soil microbial C: Effects of experimental variables and some different calibration procedures. Soil Biology and Biochemistry. v.20, p.329-335, 1988.

TÓTOLA, M.R.; CHAER, G.M. Microrganismos e processos microbiológicos como indicadores da qualidade do solo. In: ALVAREZ V., V.H.; SCHAEFER, C.E.G.R.; BARROS, N.F.; MELLO, J.W.V.; COSTA, L.M., eds. Tópicos em ciência do solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p.195-276, 2002.

VASCONCELOS, L.G.T.R. et al. Carbono, nitrogênio e atividade da biomassa microbiana de um solo sob vegetação secundária de diferentes idades na Amazônia oriental. Revista Ciências Agrárias. Belém, v. 44, p. 49-63, 2005.

VITOUSEK, P.M. et al. Terrestrial phosphorus limitation: mechanisms, implications, and nitrogen - phosphorus interactions. Ecological Applications, v. 20. p. 5–15, 2010.

WALKLEY, A.; BLACK, I.A. An examination of the Degtjareff method for determining soil organic matter, and proposed modification of the chromic acid titration method. Soil Science, Baltimore, v.37, p.29-38, 1934.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-118

Refbacks

  • There are currently no refbacks.