Espectroscopia óptica no infravermelho próximo (NIRS) / Optical spectroscopy in the near infrared (NIRS)

Kamylla Caroline Santos, Paulo Freitas Gomes, Gustavo Henrique Marques Araujo, Maisa Ribeiro, Keila Márcia Ferreira de Macêdo, Glauco Lima Rodrigues, Gisella Maria Lustoza Serafim, Bárbara de Lima Lucas

Abstract


Esse estudo reuniu os resultados experimentais disponíveis na literatura após a aplicação da espectroscopia óptica do infravermelho próximo - NIRS - a fim de verificar o que a literatura descreve como parâmetros associados à atividade tecidual durante o exercício intenso. O levantamento bibliográfico foi realizado entre os meses de setembro 2015 a Janeiro 2016, nas bases de dados da (Pub Med, Scielo, Lilacs) e abrangeu publicações de 1980 a 2015. Dentre as publicações identificadas, foram selecionados 11 artigos que tratam diretamente sobre o tema pesquisado. A partir da pesquisa, verificou-se que os processos fisiológicos associados ao controle do aparelho locomotor pelo sistema neural, durante a adaptação muscular ao exercício e à fadiga, ainda não estão completamente descritos na literatura. Sendo assim, esta revisão abordará a aplicabilidade e eficácia da espectroscopia do infravermelho próximo (NIRS) como metodologia para análise da função tecidual.

Espectroscopia óptica no infravermelho próximo (NIRS)

/

Optical spectroscopy in the near infrared (NIRS)


Keywords


espectroscopia do infravermelho; músculo; córtex cerebral.

References


SILVA-JUNIOR, F L. et al. Provável reserva neurofisiológica na execução de exercícios aeróbios máximos. R. Bras. Ci. e Mov, v.22, n.1, p. 168-174, 2014.

DE BLASI, R. A. et al. Cerebral and muscle oxygen saturation measurement by frequency-domain near-infra-red spectrometer. Medical and Biological Engineering and Computing, v. 33, n. 2, p. 228-230, 1995.

LIMA, A.; BAKKER, J. Espectroscopia no infravermelho próximo para a monitorização da perfusão tecidual. Rev Bras Ter Intensiva, v.23, n. 3, p. 341-354, Julho 2011.

GAYDA, Mathieu et al. Muscle VO2 and forearm blood flow repeatability during venous and arterial occlusions in healthy and coronary heart disease subjects. Clinical hemorheology and microcirculation, v. 59, n. 2, p. 177-183, 2015.

HILL, A. V.; LUPTON, Hartley. Muscular exercise, lactic acid, and the supply and utilization of oxygen. QjM, n. 62, p. 135-171, 1923.

BOURDILLON, Nicolas et al. Interaction between hypoxia and training on NIRS signal during exercise: contribution of a mathematical model. Respiratory physiology & neurobiology, v. 169, n. 1, p. 50-61, 2009.

NIOKA, S. et al. Muscle deoxygenation in aerobic and anaerobic exercise. In:Oxygen Transport to Tissue XX. Springer US, 1998. p. 63-70.

MACLEOD, D. et al. Physiological determinants of climbing-specific finger endurance and sport rock climbing performance. Journal of sports sciences, v. 25, n. 12, p. 1433-1443, 2007.

MOORE, D.S., WHITE, J.S., HARBIN,B.A. Infrared sample preparation and interpretation using a knowledge system. Anal. Chi. Acta, v.294, p.85-94. 1994.

RACINAIS, Sebastien; BUCHHEIT, Martin; GIRARD, Olivier. Breakpoints in ventilation, cerebral and muscle oxygenation, and muscle activity during an incremental cycling exercise. Frontiers in Physiology, v. 5, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-113

Refbacks

  • There are currently no refbacks.