Produção de batata a partir de micropropagação e de minitubérculos sob níveis de fósforo em solução nutritiva/ Potato production from micropropagation and minitubers under phosphorus levels in nutrient solution

Darlene Sausen, Ritieli Baptista Mambrin, Daniela Buzatti Cassanego, Jover da Silva Alves, Aline Soares Pereira, Athos Odin Severo Dorneles, Katieli Bernardy, Raíssa Schwalbert

Abstract


A batata (Solanum tuberosum L.) figura entre as principais hortaliças comercializadas no Brasil. Um fornecimento balanceado de nutrientes para essa cultura pode proporcionar maior absorção de P pelas plantas e conferir aumento de produtividade. Os sistemas hidropônicos e semi hidropônicos têm-se mostrado uma alternativa viável de produção por proporcionam maior controle dos nutrientes utilizados, por aumentar a oferta de batata semente de elevada sanidade aos bataticultores e permitem a utilização tanto de plantas provenientes da micropropagação quanto de plantas provenientes de tubérculos como material propagativo. No entanto, pouco se sabe até o momento, se a origem do material propagativo interfere na produção da planta. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de massa seca total de plantas de batata provenientes de micropropagação e de minitubérculos cultivadas em solução nutritiva com baixo e alto nível de fósforo em sistema de cultivo semi hidropônico. Foram conduzidos dois experimentos em casa de vegetação com os genótipos SMIC 148-A, SMINIA 793103-3 e as cultivares Asterix e Atlantic crescidos em solução nutritiva com baixo (2,32 mg P L-1) e alto (23,2 mg P L-1) níveis de P em cultivo semi hidropônico usando areia como substrato. Em baixo nível de P não é possível selecionar genótipos de batata quanto a produção de massa seca total independente da origem propagativa das plantas. A resposta da aplicação de P na massa seca total dos genótipos de batata foi definida pela origem propagativa das plantas.


Keywords


Cultivo fora solo; Hidroponia; Nutrição mineral; Propagação; Solanum tuberosum L..

References


BALEMI, T. Screening for genotypic variation in potato for phosphorus efficiency. International Research Journal of Plant Science, v.2, p.233-243, 2011.

BANDINELLI, M. G. et al. Concentração dos sais e da sacarose do meio MS na multiplicação in vitro e na aclimatização de batata. Horticultura Brasileira, v.31, p.242-247, 2013. Disponível em: Acesso em: 19 jan. 2020. doi: 10.1590/s0102-05362013000200011.

BISOGNIN, D. A. DELLAI, J. Shoot growth restriction in dry matter partitioning and minituber production of potato plants. Ciência Rural. v.45, p.1917-1924, 2015. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20130393 > Acessado em 4 de fev. 2020. doi: 10.1590/0103-8478cr20130393.

BISOGNIN, D. A. et al. Rooting potential of mini-cuttings for the production of potato plantlets. American Journal of Plant Sciences, v. 6, p. 366-371, 2015.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Boletim Hortigranjeiro. Brasília. v.5, n.12, 2019. 72p.

FERNANDES, A. M.; SORATTO, R. P.; SOUZA, E. F. C.; JOB, A. L. G. Nutrient Uptake and Removal by Potato Cultivars as Affected by Phosphate Fertilization of Soils with Different Levels of Phosphorus Availability. Revista Brasileira de Ciências do Solo. v.41, p.1-23, 2017.

FOX, R. H. Selection for phosphorus efficiency in corn. Communications in Soil Science and Plant Analysis. v.9, p.13-37, 1978. Disponível em: Acesso em: 19 jan. 2020. doi: 10.1080/00103627809366784.

GRANT, C. A. A importância do fósforo no desenvolvimento inicial da planta. Informações Agronômicas. n.95, 2001. 16p.

MARTINS, J. D. L.; SORATTO, R. P.; FERNANDES, A. M.; DIAS, P. H. M. Phosphorus fertilization and soil texture affect potato yield. Revista Caatinga, v.31, n.3, p.541 – 550, 2018.

MURASHIGE, T.; SKOOG, F. A revised medium for rapid growth and bioassays with tobacco tissue culture. Physiologia Plantarum. v.15, p.473-497, 1962.

SCOTT, A. J.; KNOTT, M. A cluster analysis method for grouping means in the analysis of variance. Biometrics. v.30, p.507-512, 1974. Disponível em: Acesso em: 19 jan. 2020. doi: 10.2307/2529204.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-097

Refbacks

  • There are currently no refbacks.