Modelagem Hidrológica de larga escala com abordagem inercial/ Large scale Hydrological modeling with inerial approach

Hugo Koji Suekame, Luiz Felipe Sant’Anna Commar, Fábio Verissímo Gonçalves, Glauber Altrão Carvalho, Marcelo Campos, Rodrigo Bahia Pereira

Abstract


Compreender o comportamento hidrológico de bacias hidrográficas de grande escala é complexo além da constante falta de dados. Por outro lado, os modelos hidrológicos utilizam processos simples para representar os eventos do ciclo hidrológico de grandes áreas. Uma ferramenta que vem auxiliando o desenvolvimento de modelos hidrológicos em larga escala é o uso de SIG (Sistema de Informação Geográfica), uma ferramenta que auxilia na análise do solo e na cobertura de relevo, para que você possa entender melhor os processos das bacias de grande escala. Para tanto, foi aplicado o modelo MGB-IPH (modelo de Grandes Bacias desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Hidráulica da UFRGS) que é um modelo distribuído e possui abordagem utilizando informações sobre o modelo de elevação digital da área e duas formas de roteamento de fluxos, os cálculos modelo de Muskin-Cunge e o inercial. Este trabalho tem como objetivo comparar os resultados da simulação hidrológica do modelo Muskin-Cunge e Inercial no BAT (Bacia do Alto Taquari). Os resultados indicam que o modelo inercial tem desempenho semelhante ou superior ao modelo de Muskin-Cunge, nos casos em que há uma falta significativa de dados de fluxo observados, não se pode afirmar. Assim, concluiu-se a efetividade da calibração realizada, possibilitando o uso dos resultados obtidos para futuros estudos na região. Também foi entendido que os resultados podem ser melhorados por estudos subsequentes.

 


Keywords


Pantanal; Previsão de vazão; MGB-IPH

References


COLLISCHON, W. ALLASIA, D. SILVA, B. C. TUCCI, C. E. M. The MGB-IPH model for large-escale rainfall-runoff modelling. Hydrological Sciences Journal, 52:5. 2007, 878-895, DOI: 10.1623/hysj.52.5.878.

COLLISCHONN, W., TUCCI, C.E.M., 2001. Simulação Hidrológica de Grandes Bacias. Tese de Doutorado. Instituto de Pesquisas Hidráulicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (IPH-UFRGS), Porto Alegre, Brasil.

FAN F. M., BUARQUE D. C., PONTES, P.R.M., COLLISCHONN W. 2015a Um mapa de unidades de resposta hidrológica para a América do Sul. XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, Novembro de 2015, Brasília-DF. Anais do XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos. PAP019919.

FAN, F. M. PONTES, P. R. M. PAIVA, R. C. D. 2014b. Avaliação de um método de propagação de cheias em rios com aproximação inercial da equações de Saint-Venant. RBRH - Revista Brasileira de Recursos Hídricos – v, 19, n.4, p. 137 – 147.

FAN, F.M., FLEISCHMANN, A.S., COLLISCHONN, W., AMES, D.P., RIGO, D., 2015c. Large-scale analytical water quality model coupled with GIS for simulation of point sourced pollutant discharges. Environ. Model. Softw. v 64, p. 58 – 71. https://doi.org/10.1016/j.envsoft.2014.11.012.

GETIRANA, A. C. V. BONNET, M.-P. ROTUNNO FILHO, O. C. COLLISCHONN, W. GUYOT, J-L. SEYLER, F. MANSUR, W. J. 2010. Hydrological modelling and water balance of the Negro River basin: evaluation based on in situ and spatial altimetry data. Hydrol. Process. 24, 3219–3236. DOI: 10.1002/hyp.7747.

IBGE - EMBRAPA - Mapa de Solos do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2001.

JARDIM, P F.; FLEISCHMANN, A. S.; PELINSON, D.; OLIVEIRA, A. M.; SIQUEIRA, V. A.; FAN, F. M.; COLLISCHONN, W. Manual de Exemplo de Aplicação do Modelo MGB-IPH 2017 utilizando o IPH-Hydro Tools. Porto Alegre: Instituto de Pesquisas Hidráulicas, 2017. Disponível em: https://www.ufrgs.br/hge/mgb-iph/downloads/mgb-iph-2017/.

LOAGUE, K. GREEN, R. E. Statistical and graphical methods fo evaluating solute transport models: Overview and application. 1991. Journal of Contaminant Hydrology, 7 (1991) 51-73.

MELLER, A. BRAVO, J. M. COLLISCHONN, W. 2012. Assimilação de Dados de Vazão na Previsão de Cheias em Tempo Real com o Modelo Hidrológico MGB-IPH. RBRH - Revista Brasileira de Recursos Hídricos – v, 17, n.3, p. 209 – 224.

MELLO, C. R. VIOLA, M. R. NORTON, L. D. SILVA, A. M. WEIMAR, F. A. Development and application of a simple hydrologic model simulation for a Brazilian head water basin. Catena, v.75, p.235-247, 2008.

MORIASI, D. N. ARNOLD, J. G. VAN LIEW, M. W. BINGNER, R. L. HARMEL, R. D; VEITH, T. L. 2007. Model Evaluation Guidelines for Systematic Quantification of Accuracy in Watershed Simulations. ASABE - Vol. 50(3). P. 885−900. ISSN 0001−2351.

NASH J. E, SUTCLIFFE J. V. 1970. River flow forecasting through conceptual models, part I – a discussion of principles. Journal of Hydrology 10: 282–290. DOI: 10.1016/0022-1694(70)90255-6

PONTES, P. R. M. FAN, F. M. FLEISCHMANN, A. S. PAIVA, R. C. D. BUARQUE, D. C. SIQUEIRA, V. A. JARDIM, P, F. SORRIBAS, M. V. COLLISCHONN, W. MGB-IPH model for hydrological and hydraulic simulation of large floodplain river systems coupled with open source GIS. Environmental Modelling & Software 94 (2017) 1e20 http://dx.doi.org/10.1016/j.envsoft.2017.03.029

PONTES, P.R. M. COLLISCHONN, W. FAN, F. M. PAIVA, R. C. D. BUARQUE, D. C. 2015. Modelagem hidrológica e hidráulica de grande escala com propagação inercial de vazões. RBRH - Revista Brasileira de Recursos Hídricos – v, 20, n.4, p. 888 – 904.

WWF- BRASIL. UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO, FUNDAÇÃO TUIUIÚ. BRASÍLIA, 2017. Relatório técnico: Monitoramento da Cobertura Vegetal e Uso do Solo da Bacia do Alto Paraguai – 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-094

Refbacks

  • There are currently no refbacks.