Parques urbanos em Teresina-PI O ócio criativo como função urbana / Urban parks in Teresina-PI Creative leisure as an urban function

Beatriz Natália Guedes Alcoforado Aguiar, Hilana Carolina Caldas Pereira Da Silva, Mariana Lima Vieira, Peterson Barros Almeida

Abstract


Em termos de reflexão quanto às reformas urbanísticas ao longo tempo, os parques e áreas verdes em geral evoluíram de uma condição de embelezamentos da elite para um elemento de planejamento urbano. Mediante as preocupações sanitaristas, destacou-se os parques urbanos como soluções técnicas de salubridade que beneficiasse a saúde física e mental da sociedade, ressaltando assim novos valores para os parques urbanos. A influência dos recursos hídricos compete à paisagem urbana refúgio para os momentos de lazer, apesar da maioria das vezes serem ignorados e degradados nas grandes cidades. Teresina, capital do Piauí, contempla de uma paisagem urbana privilegiada e dividida por dois rios urbanos, Poti e Parnaíba, cuja atualidade não a beneficia em sua essência. No entanto, a necessidade de espaços de lazer para o ócio criativo após incessantes horas de trabalho da sociedade, abre a oportunidade de potencializar os parques urbanos locais e regionais, principalmente às margens dos rios que embelezam a cidade. Objetiva-se, nesse estudo, compreender a relação da necessidade de lazer humana com parques regionais e locais nos projetos urbanísticos para a capital Teresina, a partir da análise das margens do rio Poti, espaço proposto para ser cenário de revitalização e ócio criativo na cidade. Para este estudo, propõe-se pesquisa bibliográfica e a análise de casos concretos. Coleta-se dados da densidade demográfica dos bairros e zonas da cidade, verificando-se assim, a importância de inserir os parques urbanos ao longo do Vale do rio Poti. Deste modo, pode-se reduzir as distâncias dos moradores a seus espaços de lazer e cultura, haja visto que os existentes privilegiavam apenas as áreas mais nobres da cidade. Além disso, abre-se espaço para o ócio criativo, agregando o sentimento de pertencimento ao lugar através da vivência e aspectos turísticos para a capital.


Keywords


Parque Urbano; Ócio Criativo; Função Urbana; Teresina; Lazer.

References


APOLIANA OLIVEIRA (Piauí). Portal de Notícias 180 Graus (Ed.). Secretaria divulga relatório: Veja a lista dos bairros considerados mais violentos de Teresina. 2019. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2019.

AQUINO, Cássio Adriano Braz; MARTINS, José Clerton de Oliveira. Ócio, lazer e tempo livre na sociedade do consumo e do trabalho. Rev. Mal-Estar Subj., Fortaleza, v.7, n.2, p.479-500, set. 2007. Disponível em Acessos em: 21 jun. 2019.

BARROS, Paulo. Parque Zoobotânico de Teresina ganha reforma e melhora acessibilidade. Acervo de imagens. 2014. Disponível em: Acesso em: 10 jul. 2019

BENEVOLO, Leonardo. História da cidade. 2.ed. São Paulo: Perspectiva, 1993.

Cuenca, Manuel Cabeza. (2003). Ocio humanista, dimensiones y manifestaciones actuales del ocio (Documentos de Estudios de Ocio, Num.16). Bilbao, España: Instituto de Estúdios de Ócio / Universidad de Deusto.

DE MASI, Domenico. (org) A economia do ócio. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2001.

FONTENELE, Elias. Acervo de imagem. In: FLORÊNCIO, Priscila. Frequentadores do Parque da Cidade reclamam da falta de Infraestrutura. Teresina: O Dia, 2015. Disponível em: Acesso em: 09 jul. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2010.

JACOBS, Jane (Ed.). Morte e vida de grandes cidades. 3. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. (2). Carlos S. Mendes Rosa.

MACHADO, Nívea Veras; SILVA, Wanderson Luís Sousa e MATOS, Karenina. Parque potycabana: da piscina de ondas à notório espaço de convergência social. 2015. Laboratório Urbano da Paisagem- LUPA/UFPI. Teresina, Piauí, Brasil. Disponível em: < http://quapa.fau.usp.br/wordpress/wp-content/uploads/2016/08/PARQUE-POTYCABANA-DA-PISCINA-DE-ONDAS-%C3%80-NOT%C3%93RIO-ESPA%C3%87O-DE.pdf> Acesso em: 12 jul. 2019.

MEDEIROS, Eugênio Mariano F. Requiescat in “Park”: O central Parkde Nova Iorque sob a ótica do cinema norte-americano. Tese ( Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – UFRN, 2014.

MORAIS, Janyffer Cavalcante de. Uma solução técnica, artística e sanitária: os parques urbanos e equipamentos sanitários nos projetos urbanísticos de saturnino de brito (Recife/PE, João Pessoa, PB, Natal/RN). 2017. 139f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

OLIVEIRA, Fábio Lemes de. O nascimento da ideia de parque urbano e do urbanismo modernos em São Paulo. Arquitextos, São Paulo, ano 10, n.120, Vitruvius, mai 2010. Disponível em: < http://www.vitruvius.com.br/revistas/readarquitextos/10.120/3433>. Acesso: 10 jul. 2019.

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS DORES. Arquivologia. Lançamento da Campanha da Fraternidade. 2014. Teresina-PI. Disponível em: Acesso em: 13 jul. 2019.

PARQUE NATURALÍSTICO MANGAL DAS GARÇAS. Governo do Estado do Pará. 2019. Disónível em: < http://www.mangaldasgarcas.com.br/nossos-espacos/> Acesso em: 12 jul. 2019.

PIAUÍ. Secretaria de Planejamento. Prefeitura de Teresina (Ed.). TERESINA EM BAIRROS. 2018. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2019.

SEMDEC – SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO. Atrativos Turísticos. 2019. Acervo de imagens da Prefeitura de Teresina. Disponível em: Acesso em: 13 jul. 2019.

SUZUKI, Shinya. Pontos turísticos de Nova York. Washington Square Park. 2019. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-076

Refbacks

  • There are currently no refbacks.