Análise de desempenho de métodos semiempíricos de previsão de capacidade de carga geotécnica aplicados a estacas pré-moldadas de concreto assentes em argila arenosa / Performance analysis of semiempirical bearing capacity prediction methods applied to precast concrete piles based on sandy clay

Armando Belato Pereira, Thiago Bomjardim Porto, Romero César Gomes, Raphael Lúcio Reis dos Santos, João Marcos Guimarães Rabelo

Abstract


Esta pesquisa apresenta um estudo acerca do desempenho de métodos semiempíricos com base em ensaios do tipo Standard Penetration Test (SPT) para a previsão de capacidade de carga geotécnica amplamente difundidos na prática da Engenharia de Fundações brasileira - Aoki e Velloso (1975, modificado), Décourt e Quaresma (1978, 1996) e Teixeira (1996) - aplicados à estacas pré-moldadas de concreto assentes em argila arenosa na região de Uberlândia-MG. Para a análise de desempenho tomou-se como valores de resistência de ponta, resistência lateral e de capacidade de carga geotécnica de referência aqueles mobilizados nos ensaios de carregamento dinâmico (“provas de carga dinâmicas”) realizados em dez (10) estacas e comparou-se tais resultados com os obtidos via métodos semiempíricos. De maneira geral, os métodos apresentaram bom desempenho com resultados relativamente consistentes tomando como referência aqueles obtidos via ensaios de carregamento dinâmico.


References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 13208: Estacas – ensaio de carregamento dinâmico. Rio de Janeiro: ABNT, 2007.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6122: Projeto e execução de fundações. Rio de Janeiro, 2019.

ALLEDI, C. T. D. B. Transferência de carga de estacas hélice contínua instrumentadas em profundidade. Orientador: Enivaldo Minette. 2004. 294 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Viçosa. Viçosa-MG, 2013.

ALLEDI, C.T.D. B. et al.. Estaca hélice continua instrumentada: previsão de carga de ruptura por métodos semi empíricos vs. prova de carga. Geotecnia (Lisboa), v. 135, p. 115-128, 2015.

AMANN, K. A. P. Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas. Orientador: Prof. Dr. Faiçal Massad. 2010. 430 f. Tese (Doutorado em Engenharia) – Universidade de São Paulo, Escola Politécnica. São Paulo-SP, 2010.

AMARAL, J. C.; BAGGIO, A. C. M. A estimativa e o controle da capacidade de carga de estacas pré-moldadas de concreto com o uso de provas de carga, diagramas de cravação e métodos estáticos na obra da Vila do PAN 2007. VI SEFE. 2008.

ANDRADE, R. F. Mapeamento geotécnico preliminar em escala de semi-detalhe (1:25.000) da área de expansão urbana de Uberlândia-MG. Orientador: Luiz Nihiyama. 2005. 135 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Faculdade de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia-MG, 2005.

AOKI, N.; VELLOSO, D. An aproximate method to estimate the bearing capacity of piles. In: Panamerican conference on soil mechanics and foundation engineering, 5., 1975, Buenos Aires. Proceedings... Buenos Aires. v. 1, p. 367-376, 1975.

AVELINO, J. D. Análise de desempenho de estacas de fundação em um terreno com presença de solos moles. Orientadores: Márcio de Sousa Soares de Almeida Paulo Eduardo Lima de Santa Maria. 2006. 130 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro-RJ, 2006.

BISQUERRA ALZINA, R.; CASTELLÁ SARRIERA, J.; MARTÍNEZ, F. Introdução à estatística: enfoque informático com o pacote estatístico SPSS. Porto Alegre: Artmed, 2004.

CABETTE, J. F. Análise dos métodos semi-empíricos utilizados para a estimativa da capacidade de carga de estacas pré-fabricadas com base em resultados de ensaios de carregamento dinâmico. Orientador: Fernando Antônio Medeiros Marinho. 2014. 160p. Dissertação (Mestrado) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo-SP, 2014.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N. Fundações por estacas: projeto geotécnico. 1 ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.

DÉCOURT, L.; ALBIERO, J. H.; CINTRA, J. C. A. Análise e projeto de fundações profundas. In: HACHICH, W. et al.. (Edit.). Fundações: teoria e prática. 2 ed. São Paulo: Editora PINI, 1996. p. 265-327.

DÉCOURT , L.; QUARESMA, A. R. Capacidade de carga de estacas a partir de valores de SPT. 6º Congresso Brasileiro de Mecânica dos solos e Engenharia de Fundações, Rio de Janeiro. Anais..., v. 1, pp 45-53, 1978.

DEVORE, J. L. Probabilidade e estatística: para engenharia e ciências. São Paulo: Thomson Pioneira, 2006. 706 p.

FALCONI, F. F.; CORRÊA, C. N.; PEREZ JUNIOR, W. Estacas metálicas – comparação entre provas de carga estática, ensaios dinâmicos e métodos de cálculo de capacidade de carga. VI SEFE - Seminário de Engenharia de Fundações Especiais e Geotecnia. 2008.

GELESOV, Y. T. Previsão da capacidade de carga de estacas escavadas em solo arenoso da região de Araquari-SC. Orientador: George de Paula Bernardes. 2015. 86 f. Trabalho de Graduação em Engenharia Civil – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá. Guaratinguetá-SP, 2015.

MESQUITA, T. UFU - Campus Glória e Sta Mônica. Portfólio Corporativo, 2019. Disponível em: < https://www.thiagomesquita.com.br/portfolio/corporativo/111097-fotos-de-arquitetura-uberlandia-ufu-campus-gloria-e-sta-monica>. Acesso em: 02 set. 2019.

NIENOV, F. A. Comportamento à compressão de estacas escavadas de pequeno diâmetro em solo sedimentar na região de Santa Maria. Orientador: Rinaldo Jose Barbosa Pinheiro. 2006. 63 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Santa Maria-RS, 2006.

PEREIRA, A. B. Metodologia semiempírica de cálculo de capacidade de carga geotécnica de estacas com base em dados de SPT extrapolados via krigagem e ensaios de carregamento dinâmico. Orientador: Romero César Gomes. Tese (Doutorado em Geotecnia) – Universidade Federal de Ouro Preto, Programa de Pós-Graduação em Geotecnia. Ouro Preto-MG. 2020, a. No prelo.

PEREIRA, A. B.; PORTO, T. B.; GOMES, R. C. The use of geostatistics for SPT spectrum inference for foundation engineering application. Revista da Escola de Minas. 2020, b. No prelo.

PÉREZ, N. B. M. Análise de transferência de carga em estacas escavadas em solo da região de Campinas/SP. Orientador: Paulo José Rocha de Albuquerque. 2014. 205 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo. Campinas-SP, 2014.

SCHNAID, F.; ODEBRECHT, E. Ensaios de campo e suas aplicações à Engenharia de Fundações. 2 ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2012.

SILVA, L. I. Avaliação dos métodos de previsão e controle de capacidade de carga em estacas tipo perfil metálico ¨H¨. Orientador: Silvio Romero de Melo Ferreira. 2013. 218 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Recife-PE, 2013.

TEIXEIRA, A. H. Projeto e execução de fundações. In: SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DE FUNDAÇÕES ESPECIAIS E GEOTECNIA, 3. Anais... São Paulo, 1996. v.1. p. 33-50.

VELLOSO, D. A.; LOPES, F. R. Fundações: critérios de projeto, investigação do subsolo, fundações superficiais, fundações profundas. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.

VELLOSO, H. V. Análise de desempenho dos métodos de capacidade de carga semi-empíricos e avaliação da probabilidade de ruína de uma fundação em estacas hélice contínua. Orientador: Crysthian Purcino Bernardes Azevedo. 2019. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Ouro Preto, Programa de Pós-Graduação em Geotecnia. Ouro Preto-MG, 2019.

VIANNA, A. P. F. Análise de provas de carga estática em estacas pré-moldadas cravadas na cidade de Curitiba e região metropolitana. Orientador: José Carlos Ângelo Cintra. 2000. Dissertação (Mestrado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo. São Carlos-SP, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-049

Refbacks

  • There are currently no refbacks.