Influência de altos teores de microssílica nas propriedades do concreto no estado fresco e endurecido / Influence of high microsilica contents on the properties of fresh and hardened concrete

Pablo Virgolino Freitas, Daniel Pessanha de Queiroz, Ângela Maria Almeida Costa, Thiago Neres de Alencar, Jayron Alves Ribeiro Junior

Abstract


Nas últimas décadas o uso de materiais alternativos nos concretos tem se intensificado, motivado por questões ambientais, objetivando custo-benefício e resistência para o compósito; logo, a microssilica tem se mostrado promissora enquanto material. Diante desse contexto, a presente pesquisa buscou verificar as características do concreto com adições de altos teores de sílica ativa em substituição parcial ao cimento convencional para análises no estado fresco e endurecido. A proporções foram de 7,5% e 15% de sílica nas idades de 7 e 14 dias, também foi utilizado um traço de referência para comparações. Os resultados obtidos mostraram que no estado fresco os concretos com as substituições perderam trabalhabilidade em relação ao traço de referência, o tempo de início e fim de pega deu-se de forma mais rápida para o traço com 15% de sílica e o teor de ar incorporado variou inversamente proporcional ao teor de sílica dos traços. Para os resultados no estado endurecido nos primeiros 7 dias, obteve-se um baixo desempenho de resistência a compressão dos traços com adição mineral em relação ao de referência e melhores para a resistência a tração, apresentando incrementos de resistência superiores ao traço de referência aos 14 dias. Contudo, verificou-se que, para melhoria da trabalhabilidade se faz necessário o uso de modificadores de viscosidade, desde que isso se torne viável economicamente, haja vista as alterações no fator a/c.


Keywords


Sílica ativa; Aproveitamento de resíduos; Materiais sustentáveis.

References


DOS ANJOS, R. D.; ISMAEL, M. R.; RAMAL, JR F. T.; PANDOLFELLI, V. C. Adição de microssílica e a secagem de concretos refratários. Cerâmica, São Paulo, v. 50, n. 316, p. 331-335, out./dez. 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0366-69132004000400008

Medeiros, M. H. F. de, Raisdorfer, J. W., & Hoppe Filho, J. (2017). Influência da sílica ativa e do metacaulim na velocidade de carbonatação do concreto: relação com resistência, absorção e relação a/c. Ambiente Construído, Porto Alegre, v.17, n. 4, p. 125–139, out./dez. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212017000400189. Acesso em: 12 Nov. 2019.

GONÇALVES, L. B.; SILVA, H. A.; FELIX, E. J. P.; MACHADO, A. C. Análise da influência de adição de sílica ativa na resistência à compressão em concretos. Cadernos de Graduação, Maceió, 2016. V. 3, n. 3, p. 41 – 54. https://periodicos.set.edu.br/index.php/fitsexatas/article/view/3707. Acesso em: 14 Nov. 2019.

KIRCHHEIM, A. P.; SOUZA, R. B.; DAL MOLIN, D. C. C.; MONTEIRO, P. J. M. Álcalis incorporados ao aluminato tricálcico: efeitos na hidratação. Ambiente Construído, Porto Alegre, v.10, n. 1, p. 177–189, jan./mar. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-86212010000100011. Acesso em: 18 Dez. 2019.

OROZCO, M. M. D.; FREDERICO, F. H. Estimativa da quantidade de resíduos de construção civil gerados no município de Ji-Paraná/RO. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 6, 2015, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: IBEAS, 2015. p. 1-7. Disponível em: https://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2015/. Acesso em: 18 Nov.. 2019.

MEHTA, P. K.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. 4. ed. São Paulo, SP: Ibracon, 2008.

RODRÍGUEZ, E. D.; BERNAL, S.; Mejía de Gutiérrez, R.; PUERTAS, F. Hormigón alternativo basado en escorias activadas alcalinamente. Materiales de Construcción, [s.l.], v. 58, n. 291, p. 53-67, jul./set. 2008. Disponível em: http://materconstrucc.revistas.csic.es/index.php/materconstrucc/article/view/104/143. Acesso em 12 Nov. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-042

Refbacks

  • There are currently no refbacks.