Avaliação dos impactos econômico, social e ambiental do cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia no estado do Pará / Evaluation of the economic, social and environmental impacts of peppermint cultivation with live glyceride tutor in the state of Pará

Aldecy José Garcia de Moraes, Enilson Solano Albuquerque Silva, Everaldo Nascimento de Almeida, Antônio José Elias Amorim Menezes

Abstract


O artigo avalia os impactos econômico, social e ambiental da tecnologia denominada cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia (Gliricidia sepium L.) em áreas de pequenos e médios agricultores no estado do Pará. A tecnologia consiste do uso da gliricídia (tutor vivo) no plantio da pimenteira-do-reino como alternativa ao tutor de madeira (tutor morto). Utilizou-se o método do excedente econômico, especificamente, a redução do custo de implantação de um hectare, para a avaliação do impacto econômico, e a ferramenta Ambitec-Agro para avaliação dos impactos social e ambiental. Os resultados mostraram que a adoção dessa tecnologia gera impactos positivos nas dimensões econômica, social e ambiental. Na dimensão econômica ocorre uma redução no custo de implantação em torno de 27% quando se utiliza o tutor vivo comparativamente ao uso do tutor morto. Embora o benefício econômico tenha crescido nos últimos anos, ainda assim é muito pequeno. Na dimensão socioambiental, pelos índices alcançados, a tecnologia apresenta desempenho socioambiental positivo moderado. No contexto ambiental, o incentivo ao uso da tecnologia poderá favorecer a redução da pressão de exploração sobre as espécies florestais nativas ameaçadas de extinção e protegidas por lei. Mesmo com esses benefícios a área de adoção com a utilização do cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia ainda é incipiente, inferior a 1% da área total utilizada para o cultivo da pimenta-do-reino no estado do Pará. Nesse contexto, fica evidente a necessidade de intensificar ações de transferência de tecnologia e de assistência técnica e extensão rural a fim de potencializar sua adoção e os benefícios decorrentes.


Keywords


Avaliação de Impacto; Pimenta-do-Reino; Tutor Vivo; Gliricídia

References


AVILA, A. F. D.; MAGALHÃES, M. C.; VEDOVOTO, G. L.; IRIAS, L. J. M.; RODRIGUES, G. S. Impactos econômicos, sociais e ambientais dos investimentos na Embrapa. Revista de Política Agrícola, v. 14, n. 4, p. 86-101, out.dez. 2005.

AVILA, A. F. D.; RODRIGUES, G.S.; VEDOVOTO, G. L. Avaliação dos impactos de tecnologias geradas pela Embrapa: metodologia de referência. Embrapa Informação Tecnológica, Brasília, DF, 2008.

BONACELLI, M. B. M. Revista Brasileira de Inovação, Campinas (SP), 11, n. esp., p. 239-244, julho 2012. (Resenha). Livro Institutionalizing impact evaluation within the framework of a monitoring and evaluation system de Michael Bamberger (org.) Sponsored by the World Bank’s Independent Evaluation Group (IEG) and the Poverty Analysis, Monitoring and Impact Evaluation Thematic Group of the World Bank. 50 p., 2009 700 19th Street, N.W. Washington, DC 20431, U.S.A.

CAVALCANTI, A. R. Modelo conceitual para a transferência de tecnologia na Embrapa: um esboço. Embrapa-DPD. Brasília, 2015, 44p.

CIDICO. Centro Internacional de Información sobre Cultivos de Cobertura. El uso del madriado (Gliricidia sepium) como sombra en plantaciones de café (basado en la experiencia de caficultores de Copán, Honduras). In: NATARÉN, J.; FLORES, M. Noticias sobre cultivos de cobertura, n.08, 6p. 1995.

DRUMOND, M. A.; CARVALHO FILHO, O. M. de. Introdução e avaliação da Gliricidia sepium na região semi-árida do Nordeste brasileiro. In: QUEIROZ, M. A. de; GOEDERT, C. O.; RAMOS, S. R. R. (Ed.). Recursos genéticos e melhoramento de plantas para o Nordeste Brasileiro. Petrolina: Embrapa Semi-Árido; Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 1999.

FAO. Food and Agriculture of the United Nations. Statistical Databases. Disponível em:

Acesso em: 05 de dez. 2016.

FILGUEIRAS, G. C.; HOMMA, A. K. O.; SANTOS, M. A. S. Conjuntura do mercado da pimenta-do-reino no Brasil e no mundo. In: Workshop da pimenta-do-reino no Pará. Belém, PA. Situação atual e alternativa para a produção sustentável. Belém, PA: Embrapa Amazônia

Oriental, 2009. Disponível em:

Acesso em: 13 de mar. 2017.

FRANCO, A. A., CAMPELLO, E. F. C. 2001. Utilização de leguminosas em cercas e moirões vivos e na recuperação de áreas degradadas. In: Minas Leite 3º, Juiz de Fora. Sustentabilidade de Sistemas de Produção de Leite a Pasto e em Confinamento, Embrapa Gado de Leite, v. 1, p. 109-126.

ISHIZUKA, Y.; CONCEIÇÃO, H. E. O. da; DUARTE, M. de L. R. Cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2003. 27 p. (Embrapa Amazônia Oriental. Documentos, 182).

MEDEIROS, C. B.; RODRIGUES, I. A.; BUSCHINELLI, C.C. de A.; RODRIGUES, G.S.

Avaliação de serviços ambientais em unidades de produção familiar participantes do Programa Proambiente no estado do Pará. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2007. 74 p. (Embrapa Meio Ambiente. Documentos, 68).

MENEZES, A. J. E. A.; HOMMA, A. K. O.; ISHISUKA, Y.; KODAMA, N. R.; KODAMA, E. E. Gliricídia como tutor vivo para pimenteira-do-reino. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2013a. 33p. (Embrapa Amazônia Oriental. Documentos, 393).

MENEZES, A. J. E. A.; HOMMA, A. K. O.; ISHISUKA, Y.; KODAMA, N. R.; KODAMA, E. E. Tutor vivo de gliricídia (Gliricídia sepium L.) para pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.): preservando recursos florestais com produção para o estado do Pará. Amazônia: Ci & Desenv., Belém, v. 8, n. 16, jan./jun. 2013b.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE – MMA. Portaria IBAMA Nº 37-N, de 03 de abril de 1992. Lista Oficial da Flora Ameaçada de Extinção. Disponível em: . Acesso em: 30 de mar. 2017.

MORAES, A. J. G. de; SILVA, E. S. A. (Coord.). Relatório de avaliação dos impactos das tecnologias geradas pela Embrapa: Cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia - 2016. Embrapa Amazônia Oriental: Belém, PA, 2016, 19p. (Documento Institucional).

PRODUÇÃO AGRÍCOLA MUNICIPAL 2016: culturas temporárias e permanentes. Rio de Janeiro: IBGE, 2016. Disponível em: Acesso em: 05 de dez. 2017.

RODRIGUES, G.S.; BUSCHINELLI, C.C.A.; AVILA, A. F. D. An Environmental Impact Assessment System for Agricultural Research and Development II: Institutional Learning Experience at Embrapa. Jornal of Technology, Management & Innovation, v. 5, n. 4, p. 38-56, 2010.

SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE - SEMAS. Lei Estadual No. 6462 de 04 de julho de 2002. Dispõe sobre a Política Estadual de Florestas e demais

Formas de Vegetação e dá outras providências. Disponível em . Acesso em: 31 de mar. 2017.

SILVA, E. S. A; MORAES, A. J. G. de; ALMEIDA, E. N. de; SOUZA, P. L. R. de. Avaliação dos impactos econômico, social e ambiental da tecnologia trio da produtividade na cultura da mandioca no estado do Pará. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 54., 2016, Maceió, Alagoas: Desenvolvimento, território e biodiversidade: anais eletrônicos. [S.l.]: SOBER, 2016. Disponível em: . Acesso em: 05 de dez. 2016.

VEDOVOTO, G. L.; MARQUES, D. V.; SOUZA, M. O. de; AVILA, A. F. D.; RIBEIRO, L. F. M. Avaliação multidimensional dos impactos de inovações tecnológicas: o caso da Embrapa. In: CONGRESSO ABIPTI: OS DESNÍVEIS REGIONAIS E A INOVAÇÃO NO BRASIL: os desafios para as instituições de pesquisa tecnológica, 2008, Campina Grande,

PB. [Anais...] Campina Grande, PB, 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 de dez. 2016.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.