A gestão como característica da agricultura familiar / Management as a characteristic of family agriculture

Marlowa Zachow, Clério Plein

Abstract


A agricultura familiar tem se mostrado um pilar do desenvolvimento em vários países, e sobrevivido apesar de previsões em contrário. Através de uma revisão de literatura verificou-se os conceitos de desenvolvimento, de agricultura familiar e quais as ferramentas gerenciais podem ser utilizadas por essas propriedades. Verificou-se que o desenvolvimento busca equilíbrio entre fatores econômicos, sociais e culturais. A agricultura familiar requer que a gestão é feita por membros da família, e essa premissa está alinhada entre teoria e legislação brasileira. Algumas ferramentas que tratam de planejamento de produção, gestão de qualidade, gestão de custos, comercialização, gestão de recursos financeiros e gestão de outros recursos como a terra, mão de obra e outros imobilizados foram relacionadas como importantes para a gestão rural na agricultura familiar, para que a mesma sobreviva em meio ao mercado competitivo que está inserida.


Keywords


Gestão; Desenvolvimento; desenvolvimento rural; agricultura familiar

References


ABRAMOVAY, Ricardo. Paradigmas do capitalismo agrário em questão. 3. ed. São Paulo: Edusp, 2007.

ABRAMOVAY, Ricardo. O futuro das regiões rurais. 2. ed. Porto Alegre: Editora da FURGS, 2009.

BRASIL. Lei 11.326 de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11326.htm>. Acesso em 04 set. 2017.

CREPALDI, Sílvio Aparecido. Contabilidade Rural: Uma Abordagem Decisorial. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2012

DINIZ, José Flávio; SCARPELLI, Moacir. Gestão da Produção Rural no Agronegócio. In: BATALHA, Mário Otávio (Org.). Gestão Agroindustrial. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2001. cap.10.

FAVARETO, Arilson da Silva. Paradigmas do desenvolvimento rural em questão – do agrário ao territorial. 220 f. Tese (Doutorado em Ciência Ambiental)-Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

FURTADO, Celso. O mito do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

GIL, Antonio Carlos. Pesquisa em Economia. São Paulo: Atlas, 1988.

INCRA/FAO. Novo retrato da agricultura familiar: o Brasil descoberto. Projeto de cooperação Técnica INCRA/FAO, mar. 2000. Disponível em . Acesso em 04 set. 2017.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 1986.

LOURENZANI, Wagner Luiz. Capacitação gerencial de agricultores familiares: uma proposta metodológica de extensão rural. Organizações rurais e agroindustriais. v. 8, n. 3, p. 313-322. Lavras, 2006. Disponível em < http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/156>. Acesso em 06 set. 2017.

ONUBR. (2014). Agricultura familiar é vital para segurança alimentar e desenvolvimento sustentável globais, diz FAO. Disponível em < https://nacoesunidas.org/agricultura-familiar-e-vital-para-seguranca-alimentar-e-desenvolvimento-sustentavel-globais-diz-fao/>. Acesso em 04 set. 2017.

PORTAL BRASIL. (2015). Agricultura familiar produz 70% dos alimentos consumidos por brasileiro. Disponível em . Acesso em 04 set. 2017.

PLEIN, Clério. Os mercados da pobreza ou a pobreza dos mercados? As instituições no processo de mercantilização da agricultura familiar na Microrregião de Pitanga, Paraná. 266 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural)-Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

PLOEG, Jan Douwe van der et al. Rural development: from practices and policies towards theory. Socioligia Ruralis, v.40, n.4, October 2000, p. 391-408. Netherlands, 2000. Disponível em: . Acesso em 22 ago. 2017.

SACHS, Ignacy. Em busca de novas estratégias de desenvolvimento. Estudos Avançados. v.9, n.25. São Paulo: Edusp, 1995.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.

SCHNEIDER, Sérgio. A pluriatividade na agricultura familiar. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2003.

SCHNEIDER, Sérgio. A abordagem territorial do desenvolvimento rural e suas articulações externas. Sociologias. v.6, n.11. jan/jun. 2004, p. 88-125. Porto Alegre, 2004. Disponível em: . Acesso em 21 ago. 2017.

SCHNEIDER, Sérgio. A presença e as potencialidades da agricultura familiar na América Latina e no Caribe. Redes. v.21, n.3, p. 11-33, set/dez. 2016. Santa Cruz do Sul, 2016. Disponível em < https://online.unisc.br/seer/index.php/redes/article/view/8390 >. Acesso em 26 ago. 2017.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

UECKER, Gelson Luiz; UECKER, Adriane Diemer; BRAUN, Mirian Beatriz Schneider. A gestão dos pequenos empreendimentos rurais num ambiente competitivo global e de grandes estratégias. In: XLIII Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural – Anais... SOBER, 2005, Ribeirão Preto -SP, 2005. Disponível em < http://www.sober.org.br/palestra/2/429.pdf>. Acesso em 06 set. 2017.

VEIGA, José Eli. O desenvolvimento agrícola: uma visão histórica. São Paulo: Edusp, 1991.

VEIGA, José Eli. O Brasil Rural ainda não encontrou seu eixo de desenvolvimento. Estudos Avançados. v.15, n.43, setembro-dezembro 2001, p. 101-119. São Paulo, 2001. Disponível em:< https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/9826/0>. Acesso em 22 ago. 2017.

VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

VEIGA, José Eli da et al. O Brasil precisa de uma estratégia de desenvolvimento. Brasília: Convênio FIPE – IICA (MDA/CNDRS/NEAD), 2001. Disponível em: < www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_arquivos_64/arquivo_112.zip>. Acesso em 22 ago. 2017.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.