Envelhecer no olhar da pessoa idosa: uma análise a partir do software IRAMUTEQ / Aging in the elderly person’s: an analysis from the IRAMUTEQ software

Emília Pio da Silva, Simone Caldas Tavares Mafra, Adriana Fausto da Silva Rodrigues, Vanessa Aparecida Barros

Abstract


O entendimento do processo de envelhecer precisa ser estudado a partir da própria pessoa idosa que o vivencia. Desse modo, o objetivo deste estudo foi compreender o fenômeno do envelhecer a partir da percepção e das experiências da pessoa idosa. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória, para a qual foi utilizado o método do estudo de caso. A amostra da pesquisa foi constituída por 40 idosos participantes de grupo de terceira idade em Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Utilizou-se a entrevista como método de pesquisa, sendo que essas foram analisadas pelo software IRAMUTEQ. Os resultados evidenciaram que as palavras mais citadas pelos idosos para explicar o significado da velhice foram “não; ficar; bom; Deus; gente; viver”. Essas palavras permitiram significar o envelhecimento dentro de aspectos positivos e negativos. Ao final, foi possível concluir que o processo de envelhecer não é único, mas relativo e subjetivo; e dependente do percurso e curso de vida dos sujeitos para viver essa etapa da vida.


Keywords


Envelhecimento, Significado, Nuvem de palavras

References


ALMEIDA, A. V. et al. A feminização da velhice: em foco as características socioeconômicas, pessoais e familiares das idosas e po risco social. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 115 – 131, jan./jun. 2015. Disponível em: < http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/viewFile/19830/13313>. Acesso em: 27 jun. 2018.

ASSIS, V. F. G.; MARTIN, D. Falas sobre a velhice: entre o perceber e o ser idoso. Revista Terceira Idade, São Paulo, v. 21, n. 48, p.54-65, Jul. 2010. Disponível em: https://www.sescsp.org.br/online/artigo/compartilhar/6404_FALAS+SOBRE+A+VELHICE+ENTRE+O+PERCEBER+E+O+SER+IDOSO. Acessado em: 27 jun. 2018.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. IRAMUTEQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas Psicologia, Ribeirão Preto, v. 21, n.2, p.513-518, dez. 2013. Disponível em: . Acessado em: 27 nov. 2017.

DALFOVO, M. S.; LANA, R. A.; SILVEIRA, A. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v.2, n.4, p.01- 13, Sem II. 2008 ISSN 1980-7031. Disponível em: . Acessado em: 27 nov. 2017.

FALLER, J. W.; TESTON, E. F.; MARCON, S. S. A velhice na percepção de idosos de diferentes nacionalidades. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, Jan-Mar; v. 24, n.1, p.128-37, 2015. Disponível em: . Acessado em: 08 de nov. de 2017.

FELIPE, T. W. S. S.; SOUSA, S. M. N.. A construção da categoria velhice e seus significados. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP. Macapá, v.7, n. 2, p. 19-33, jul.-dez. 2014. Disponível em: ttps://periodicos.unifap.br/index.php/pracs/article/view/1384. Acessado em 31 de out. 2017.

FERREIRA. O. G. L. Envelhecimento ativo e sua relação com independência funcional. Revista Texto e Contexto de Enfermagem, Florianópolis, v. 21, n. 3, p. 513 – 518, jul – set. 2012. Disponível em: < https://www.ufrgs.br/gpat/wp-content/uploads/2013/03/2ENVELHECIMENTOATIVOESUARELA%C3%87%C3%83O-COM-A-INDEPEND%C3%8ANCIA.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2018.

FERNANDES, M. G. M.; GARCIA, L. G. O Sentido da Velhice para Homens e Mulheres Idosos. Saúde Sociedade. São Paulo, v.19, n.4, p.771-783, 2010. ISSN: 1984-0470. Disponível em: . Acessado em: 08 de nov. 2017.

FREITAS, M. C; QUEIROZ, T.A.; SOUSA, J.A.V. O significado da velhice e da experiência de envelhecer para os idosos. Revista Escola de Enfermagem [online]. USP 2010. v. 44, n. 2, p.407-412. Disponível em . Acessado em: 28 de nov. de 2017.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 220 p.

HARRIS, P. L.; PROTTI, G. G. Velhice e envelhecimento: experiências de idosos em unidades de terapia intensiva. ARQUIVOS MÉDICOS DOS HOSPITAIS E DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA SANTA CASA DE SÃO PAULO. 2016; v.61, p.8-12. Disponível em: . Acessado em: 30 de out. de 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira: 2015 / IBGE, Coordenação de População e Indicadores Sociais. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. 137p.

KAMI, M.T.M. et al. Trabalho no consultório na rua: uso do software IRAMUTEQ no apoio à pesquisa qualitativa. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, vº. 20, nº. 3, Jul-Set 2016.Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141481452016000300213&script=sci_abstract&tlng=pt. Acessado em: 11 de dez. 2017.

KANT, I. Crítica da razão pura. Tradução de Manuela Pinto dos Santos; Alexandre Fradique Morujão. 5º Ed. Estado: Editora, 2001. 694 p.

LEITE, Â. R. L.; ARAÚJO, M. S. S. Significados da velhice para quem envelhece (u). Temporalis, Brasília (DF), v. 17, n. 33, p. 193-210 jan./jun. 2017. Disponível em: . Acessado em: 28 nov. 2017.

MAFRA, S. C. T.; et. al. Políticas públicas e o processo de envelhecimento: o caso de Viçosa, Minas Gerais. In: BIFANO, A. C. S.; TEIXEIRA, T. S. Políticas públicas e sua efetivação local. Viçosa: UNIEDHS, 2014. p. 177 – 199.

MENESES, D.L.P. et al. A dupla face da velhice: o olhar de idosos sobre o processo de envelhecimento. Revista Enfermagem em Foco, v. 4, n. 1, p. 15-18, 2013. Disponível em: http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/articl

e/view/495. Acessado em: 31 de out. de 2017.

OLIVEIRA, R.M.de; ALVES, V.P. A qualidade de vida dos idosos a partir da influência da religiosidade e da espiritualidade: cuidados prestados aos idosos institucionalizados em Caetité (BA). Revista Kairós Gerontologia, São Paulo, v. 17, n. 3, p.305-327, 2014. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/23208/16770. Acessado em: 05 de jan. de 2017.

PERES, M. A. C. Velhice e analfabetismo, uma relação paradoxal: a exclusão educacional em contextos rurais da região Nordeste. Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 26, n. 3, p. 631-662, 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2018.

SILVA, E. P. et. al. Envelhecimento e risco social: uma abordagem conceitual. In: SILVA, E. P.; MAFRA, S. C. T. Envelhecimento no Brasil: o retrato da diversidade. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2015. p. 11 – 18.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.