Aplicação da metodologia da problematização na disciplina de diversidade, cidadania e direitos / Application of problem methodology in the discipline of diversity, citizenship and rights

Jadir Gonçalves Rodrigues, Elton Anderson dos S. Castro, Sonia Bessa

Abstract


No contexto educacional brasileiro, os debates acerca da crise nos processos de ensino-aprendizagem e da necessidade de mudanças na educação básica, vêm associados à premência de modificações na formação inicial de professores. No enfrentamento dos desafios, está se desenvolvendo a compreensão de que as intervenções que tornam possível a inovação nos cursos de formação envolvem a busca de novas abordagens curriculares e propostas de metodologias ativas. A metodologia da problematização possibilita a participação ativa do estudante na construção significativa do conhecimento. O princípio elementar da metodologia da problematização se baseia no desenvolvimento da capacidade de enfrentar problemas e na proposição / estruturação de soluções viáveis. Constitui-se em um método de resolução de problemas que estimula o raciocínio, a exploração lógica dos dados e a generalização, priorizando o desenvolvimento de habilidades intelectuais dos discentes e docentes evolvidos nesse processo. O presente relato constitui parte de uma pesquisa de natureza qualitativa descritiva com o objetivo de apresentar vivencias da metodologia de problematização em disciplinas do Ensino Superior. Participaram 90 estudantes do primeiro e sétimo períodos dos cursos de História, Letras e Pedagogia do Campus Formosa da Universidade Estadual de Goiás (UEG) – Campus Formosa. A pesquisa tem sido desenvolvida com o suporte dos pressupostos teóricos metodológicos desenvolvidos pela professora Neusi Berbel. Foi organizada uma sequência de atividades inspiradas nos princípios da metodologia da problematização e na sua transposição para o cotidiano dos discentes dos períodos iniciais e finais dos cursos de Licenciatura em História, Letras e Pedagogia do Campus Formosa (UEG). Os discentes depararam-se com uma proposta de ensino-aprendizagem reflexivo e desafiador em contatos diretos com sua realidade concreta, privilegiando a investigação, estruturação/sistematização dos dados da pesquisa realizada no seu ambiente de formação, de forma a aprofundar a reflexão pedagógica; vivenciaram novas experiências e depararam-se com situações e circunstâncias desafiadoras para sua própria ação nos processos de ensino-aprendizagem. O comprometimento/envolvimento dos discentes otimizou tanto os processos de investigação, como de reflexão e discussão dos temas estudados. Enfim, verificou-se que a metodologia de problematização apresenta-se como uma alternativa consistente para a aprendizagem e a construção da identidade profissional docente.


Keywords


Metodologia da problematização; pedagogia; ensino aprendizagem.

References


BACICH, Lilian & MORAN, José (Orgs). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018

BERBEL, N. A. N. Metodologia da Problematização: uma alternativa metodológica apropriada para o Ensino Superior. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 16, n.

, Ed. Especial, p. 9-19, out. 1995. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/viewFile/9458/8240 Acesso em 13 ago. 2018.

______. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v.2, n.2, 139-154.1998. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v2n2/08.pdf Acesso em 18 abr. 2018.

________; GAMBOA, S.A. S. A metodologia da problematização com o Arco de Maguerez: uma perspectiva teórica e epistemológica. Filosofia e Educação (Online), v. 3: n. 2, p. 264-287, 2012. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ rfe/article/view/8635462 Acesso em: 12 maio 2018.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino aprendizagem. 30. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

CANDAU, Vera Maria. Multiculturalismo e educação: um desafio a prática pedagógica. In: MOREIRA, Antônio Flávio. CANDAU, Vera Maria (orgs). Multiculturalismo: diferenças culturais e pedagógicas. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

CARVALHO, J. J. e AGUAS, Carla. Encontro de saberes: um desafio teórico, político e epistemológico. Em: Boaventura de Sousa Santos e Teresa Cunha (orgs), Colóquio Internacional de Epistemologias do Sul. Vol. 1: Democratizar a democracia, 1017-1027. Coimbra: Universidade Coimbra/Centro de Estudos Sociais. 2015.

COLOMBO, A. A; BERBEL, N. A. N. A Metodologia da problematização com o Arco de Maguerez e sua relação com os saberes de professores. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 28, n. 2, p. 121-146, jul./dez. 2007.

CYRINO, E. G; PEREIRA, M. L. T. Trabalhando com estratégias de ensino aprendizado por descoberta na área da saúde: a problematização e a aprendizagem baseada em problemas. Revista Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 780-788, maio/jun. 2004.

CUNHA, M. I. (et al). Inovações pedagógicas na formação inicial de professores. In: FERNANDES, C.M.B (Org). Educação Superior: Travessias e Atravessamentos. Canoas: Ed ULBRA, 2001. Páginas: 33-90.

CUNHA, M. I. Inovações na educação superior: impactos na prática pedagógica e nos saberes da docência. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 87-101, set./dez. 2016.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio da língua Portuguesa. 4 ed. Curitiba: Editora Positivo, 2009.

FREITAS, R. A. M. M. Ensino por problemas: Uma abordagem para o desenvolvimento do aluno. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 403-418, abr./jun. 2012.

GATTI, A. B. NUNES, M.R.N. (org) Formação de professores para o ensino fundamental: estudo dos curriculos das licenciaturas em Pedagogia, Lingua Portguguesa, Matemática e Ciencias Biológicas. São Paulo: FGV, Textos FCC, v. 29. 2009.

GATTI, A. B. Licentiaturas: crise sem mudança? In Dalben, A. et al. (Org) Convergências e tensões no campo da formação docente: didática, formação de professores e trabalho docente. Belo Horizonte: autêntica, 2010.

GATTI, A. B. A formação inicial de professores paa a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, n.100, p.33-46, 2014.

GUSMÃO, Neusa Maria Mendes. Desafios da diversidade na escola. Revista Mediações. Londrina, v. 5, n. 2, p. 09 – 28, jul/dez, 2000.

KELER, E. BESSA, S. Construindo alternativas para a formação inicial de professores: a percepção de estudantes de pedagogia sobre a Abordagem curricular integrada. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.15, n.01, p. 153 – 176 jan./mar.2017

MALPARTIDA, Humberto M. G. & MARTINS, Anna Karenina A. (Orgs). Metodologias ativas de aprendizagem no ensino superior: relatos e reflexões. São Paulo: Intermeios, 2015.

MASETTO, T. M. Inovação curricular no ensino superior. Rev. Docência Ens. Sup., Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p. 203-210, jan./jun. 2017. Disponível em file:///C:/Users/Levi/Downloads/4500-14515-2-PB.pdf. acesso em 27/08/2018.

MATEIRO, T; FONSECA, D. F. uma proposta pedagógico-musical para um curso de formação de professores de educação infantil. ENCONTRO REGIONAL SUL DA ABEM DIVERSIDADE HUMANA, RESPONSABILIDADE SOCIAL E CURRÍCULOS, XVII, 2016. Curitiba, 13 a 15 de outubro de 2016.

NOGUEIRA, C. A formação de professores que ensinam matemática e os conteúdos escolares. Revista Scheme, Marília, v. 5, set. 2013. Edição Especial.

PORTO, Marcelo Duarte; OLIVEIRA, Márcia Denise Marques. Educação Inclusiva: concepções e práticas na perspectiva de professores. Brasília: Editora Aplicada, 2010.

SILVA, R. H. A; MIGUEL, S. S.; TEIXEIRA, L. S. Problematização como método ativo de ensino-aprendizagem: estudantes de farmácia em cenários de prática. Revista Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 77-93, mar./jun. 2011.

VASCONCELOS, M. M. M; OLIVEIRA, C. C; BERBEL, N. Formação de professores: o desafio de integrar estágio com ensino e pesquisa na graduação. R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 90, n. 226, p. 609-623, set./dez. 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-060

Refbacks

  • There are currently no refbacks.