Tratamento com ácido ascórbico na qualidade fisiológica de sementes de milho envelhecidas artificialmente / Treatment with ascorbic acid on the physiological quality of artificially aged corn seeds

Leandro Vilela Reis, Venicius Urbano Vilela Reis, Camila Soares Cardoso da Silva, Amanda Carvalho Penido, Cristiane Carvalho Pereira, Debora Kelli Rocha, Everson Reis Carvalho, Raquel Maria de Oliveira Pires

Abstract


Objetivou-se avaliar o efeito de doses de ácido ascórbico no tratamento de sementes de milho envelhecidas artificialmente. As sementes foram tratadas com ácido ascórbico nas doses: 0,00, 0,02 e 0,03g; diluídas em 100 mL de água destilada, e aplicadas uma alíquota de 2 mL de solução para cada 100g de sementes. Após o tratamento com ácido ascórbico as sementes foram submetidas a quatro tempos de envelhecimento artificial [0h, 72h, 96h e 120h/42ºC]. A qualidade fisiológica das sementes foi determinada pelos testes de germinação, emergência e índice de velocidade de emergência. Verificou-se que o tratamento com ácido ascórbico amenizou os efeitos deletérios provocados pelo envelhecimento no vigor e na germinação dessas sementes de milho. Há necessidade de se aprimorar o conhecimento para atingir o completo entendimento das relações entre o tratamento de sementes de milho com antioxidantes, pois os resultados indicam que o ácido ascórbico participa no processo de germinação e que pode auxiliar na melhora do vigor de plântulas.

 


Keywords


Zea mays L.; Vitamina C; Germinação; Vigor.

References


BASRA, S. M. A.; FAROOQ, M.; WAHID, A.; KHAN, M. B. Rice seed invigoration by hormonal and vitamin priming. Seed Science Technology, v. 34, p. 753-758, 2006.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Regras para análise de sementes. Brasília, 2009. 398 p.

DUTRA, A. S.; VIEIRA, R. D. Envelhecimento acelerado como teste de vigor para sementes de milho e soja. Ciência Rural, Santa Maria, v. 34, n. 3, p. 715-721, 2004.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a guide for its bootstrap procedures in multiple comparisons. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 38, n. 2, p. 109-112, 2014.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madison, v. 2, n. 2, p.176-77, 1962.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho de plântulas. In: KRZYZANOWSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FRANÇA NETO, J.B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap.2, p.1-24.

SANTOS, H. C. A.; GUISCEM, J. M.; SILVA, A. L. S.; REIS, L. C. F.; SANTOS, F. N. Efeito de tratamento de sementes com ácido ascórbico no vigor de sementes e plântulas de melancia. Horticultura Brasileira, v. 31, n. 2, 2014.

SOARES, A. M. S.; MACHADO, O. L. T. Defesa de plantas: sinalização química e espécies reativas de oxigênio. Revista Trópica – Ciências Agrárias e Biologicas, v.1, n. 1, p. 9-19, 2007.

TOMMASI, F; PACIOLLA, C; DE PINTO, M. C.; DE GARA, L. A Comparative study of glutathione ans ascorbate metabolism during germination of Pinus Pinea L. Seeds. Journal of Experimental Botany. v. 52, n. 361, p. 1647-1654, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-056

Refbacks

  • There are currently no refbacks.