As decisões para a inserção da eficiência energética em parque construído universitário/Decisions for inserting energy efficiency in a university building stock

Marcos Antonio Leite Frandoloso

Abstract


Atualmente, o crescente interesse pela eficiência energética tornou-se relevante tanto em termos ambientais quanto econômicos. Algumas iniciativas foram lançadas e despertaram a responsabilidade ambiental nas Universidades; valores de referência e classificações de indicadores foram obtidos para o desempenho energético nos parques construídos das Universidades. Para avaliar as características positivas e negativas, foi proposta uma metodologia que pudesse verificar sua aplicabilidade na Universidade de Passo Fundo - Brasil. Quatro aspectos foram desenvolvidos: consumo de recursos energéticos; condições de conforto; processos de tomada de decisão e índices de referência de eficiência. Simulações utilizando o software DesignBuilder foram aplicadas para obter o diagnóstico dos modelos de condições reais e ideais. Como o presente estudo identifica e avalia a evolução dos fatores incidentes para o consumo de energia, espera-se que a Universidade promova uma reflexão sobre suas práticas para desenvolver ferramentas viáveis, que contribuam para medidas sustentáveis. É imperativo que o processo de tomada de decisão siga as diretrizes para avaliar investimentos e custos ao medir as estratégias de gerenciamento ambiental e todas as suas implicações. Este trabalho contribui para o debate sobre as políticas das universidades, numa perspectiva inclusiva sobre sua infraestrutura, e, consequentemente, sua relação com exemplos concretos para melhorar a Educação para a Sustentabilidade.


Keywords


Eficiência Energética. Edifícios Universitários. Sustentabilidade universitária. Processo de tomada de decisão.

References


ABNT ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15220: desempenho térmico de edificações. Rio de Janeiro: ABNT, 2005.

ABNT ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. _. NBR 15575: edifícios habitacionais - desempenho. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

BOSCH GONZÁLES M. et al. Avaluació energètica d’edificis: experiència de la UPC. Barcelona: UPC, 2006.

CATALAPIEDA, I. R.; BOSCH, M.; LÓPEZ, F. Involvement of final architecture diploma projects in the analysis of the UPC buildings energy performance as a way of teaching practical sustainability. Journal of Cleaner Production, n. 14, p. 958-962, 2006.

DESIGNBUILDER. DesignBuilder EnergyPlus Simulation Documentation. DesignBuilder v3.1. DesignBuilder, 2011. Disponível em:. Acesso em: 16 dez. 2012.

FRANDOLOSO, M. A. L. La inserción de la eficiencia energética en los edificios universitarios brasileños: las políticas y los procesos de toma de decisiones. Tese (Doutorado). Departament de Tecnologia em l’Arquitectura. Programa de Doctorat en Arquitectura, Energía i Medi Ambient. Escola Tècnica Superior d’Arquitectura. Universitat Politècnica de Catalunya. Barcelona: UPC, 2018. Disponível em:. Acesso em: 26 mar. 2018.

FRANDOLOSO, M. A. L.; CUCHÍ I BURGOS, A.; CUNHA, E. G. DA. The application of eco-efficiency in university buildings: policies and decision-making process. In: Towards Green Campus Operations: Energy, climate and Sustainable Development Initiatives at Universities. Berlin: Springer, 2018. p. 141-158.

GESTAL. Smart Gate M. Retrieved on 29 Jan. 2009. Disponível em:. Acesso em: 29 jan. ro 2009

LEAL FILHO, W. The United Nations Decade of Education for Sustainable Development: lessons learnt and needs to be met. International Journal of Sustainability in Higher Education, n.15, vol.2, Apr. 2014. DOI: 10.1108/IJSHE-01-2014-0001.

LÓPEZ PLAZAS, F. Sobre el uso y la gestión como los factores principales que determinan el consumo de energía en la edificación. Tese (Doutorado), Escola Tècnica Superior d’Arquitectura, Universitat Politècnica de Catalunya. Barcelona: UPC, 2006.

PROCEL. Regulamento técnico da qualidade do nível de eficiência energética de edifícios comerciais, de serviços e públicos (RTQ-C), PROCEL/Eletrobras, vol. 2. 2010a. Disponível em:. Acesso em: 03 jul. 2012.

PROCEL. Regulamento de avaliação da conformidade do nível de eficiência energética de edifícios comerciais, de serviços e públicos (RAC-C). PROCEL/Eletrobras, vol. 3. Disponível em:. Acesso em: 03 jul. 2012.

PROCEL. Manual para aplicação do RTQ-C. Rio de Janeiro: PROCEL/Eletrobras, 2013. Disponível em:. vol. 4. Acesso em: 14 fev. 2014.

UNESCO. Draft International Implementation Scheme for the UN Decade of Education for Sustainable Development (2005-2014). UNESCO, 2004. Disponível em:. Acesso em: 14 jan. 2005.

UNESCO. Shaping the Future We Want. UN Decade of Education for Sustainable Development (2004-2014). Final Report. UNESCO, 2014. Disponível em:. Acesso em: 19 jan. 2014.

TOMASHOW, M. The nine elements of a sustainable campus. Cambridge, USA: MIT Press, 2014.

UPC UNIVERSITAT POLITÈCNICA DE CATALUNYA. OFICINA PER A LA GESTIÓ SOSTENIBLE. Com funciona un POE? Barcelona: Recursos i Serveis per a la Gestió Sostenible - UPC, 2012. Disponível em:. Acesso em: 29 jul. 2013.

UPC UNIVERSITAT POLITÈCNICA DE CATALUNYA. UPC Energia 2020 - Comunitats sostenibles. Barcelona: UPC, 2017. Disponível em:. Acesso em: 27 Nov. 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-039

Refbacks

  • There are currently no refbacks.