A educação informal no saneamento básico: estudo de caso do projeto de trabalho técnico socioambiental (PTTS) de três bairros do município de Cascavel/PR / Informal education in basic sanitation: case study of the three barriers social environmental project (PTTS) project of Cascavel/PR

Maria Lidia Sica Szymanski, Aline Szymanski, Vitor Augusto Brassal

Abstract


Em relação à água utilizada pelo homem em suas atividades diárias, torna-se necessária a conscientização da população quanto à importância da redução do seu consumo e os cuidados com o ambiente. Assim, ações de gestão ambiental, ampliação dos sistemas de tratamento de esgoto, aliados à educação ambiental são fundamentais. Este artigo apresenta os resultados do Projeto de Trabalho Técnico Socioambiental (PTTS) realizado pela Sanepar. O projeto desenvolveu-se em três bairros da região norte da cidade de Cascavel/PR, no ano de 2015 e contou com uma equipe treinada para instruir e tirar dúvidas, orientar e coletar dados. Inicialmente, promoveram-se cursos para preparar os envolvidos, no desempenho de suas funções: os encanadores que posteriormente fariam as ligações sanitárias e os biólogos que fariam o trabalho educativo e de verificação dos resultados in loco. Ao longo de todo o processo, as dúvidas eram dirimidas em reuniões semanais com os participantes. A primeira etapa, de sensibilização, envolveu reuniões comunitárias, seguidas por visitas socioeducativas para orientar a população quanto à importância ecológica para a saúde pública, individual e coletiva, sobre a necessidade, para além da obrigatoriedade, da correta ligação e tratamento de esgoto domiciliar. A segunda etapa, já técnica, envolveu a análise, em cada domicílio, das providências a serem tomadas pelos moradores. Ao final das etapas, os biólogos testavam com corantes cada ponto de geração de fluidos orgânicos das residências (torneiras de modo geral, máquinas de lavar e lava-louças, patentes, ralos e caixa (s) de gordura atendidas pela rede de esgoto) a fim de observar se estavam corretamente conectadas à tubulação de destino. Como resultado, constatou-se através de testes práticos que houve a efetiva ligação de cada imóvel à Rede Coletora de Esgoto, em mais de 63% das residências destas localidades. Esta porcentagem considerada positivamente expressiva, se comparada ao curto tempo de intervenção e às condições sociais dos bairros, colocou o município de Cascavel em posição de destaque a nível nacional, entre os dez municípios com maior índice de saneamento básico do Brasil.

 


Keywords


Educação Ambiental, Saneamento Básico, Educação Informal.

References


BRASIL. Lei nº 9.795/99 de 27/04/1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial de União, 1999, 28 abr.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria Executiva. Fundo Nacional do Meio Ambiente. Construção de Agendas 21 Locais. Edital FNMA nº2 /2003. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2003.

BRASIL. Lei nº 11.445, de 05 de janeiro de 2007. Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. Diário Oficial da União, 2007, 08 jan.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Agenda 21. Disponível em: http://www.mma.gov.br/ destaques/item/8067-cap%C3%ADtulo-36-da-agenda-21. Acesso em 3 de jun 2017.

BRASIL. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental. Programa de Modernização do Setor Saneamento. Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. Diagnóstico dos serviços de água e esgotos de 2004. Brasília: SNSA, 2005.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução CONAMA Nº 237 de 1997.

EAGLY, Alice H.; CHAIKEN, Shelly. The psychology of attitudes. Harcourt Brace Jovanovich College Publishers, 1993.

LEONETI, Alexandre Bevilacqua; PRADO, Eliana Leão do; BORGES, Sonia Valle Walter de Oliveira. Saneamento básico no Brasil: considerações sobre investimentos e sustentabilidade para o século XXI. Revista de Administração Pública, 45.2, 331-348, 2011.

MOISÉS, Márcia; KLIGERMAN, Débora Cynamon; COHEN Simone Cynamon; MONTEIRO, Sandra Conceição Ferreira. A política federal de saneamento básico e as iniciativas de participação, mobilização, controle social, educação em saúde e ambiental nos programas governamentais de saneamento. Revista de Ciências e Saúde Coletiva, vol.15 n.5, Rio de Janeiro, ago.2010

MOREIRA, Terezinha. Saneamento básico: desafios e oportunidades. Revista do BNDES, Rio de Janeiro 3.6 (1996).

SANEPAR - Companhia de Saneamento do Paraná. Disponível em: http://site.sanepar.com.br/ Acesso em: 2 de jun. de 2017. TRATA BRASIL. Esgotamento sanitário inadequado e impactos na saúde da população. < http://www.tratabrasil.org.br/novo_site/cms/templates/trata_brasil/

files/esgotamento.pdf >. Acesso em: 04 de jun. de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-016

Refbacks

  • There are currently no refbacks.