Fatores antrópicos de poluição hídrica na bacia do tucunduba em Belém-PA / Anthropic factors of water pollution in the tucunduba basin in Belém-PA

Cleyanne Kelly Barbosa Souto, Ana Isabela Lobato Teles, Aline Azevedo Andrade, Bárbara Valéria Marinho Pismel Xavier, Elys Evelina Silva Araujo Torres, Everton Costa Dias, Gabriel Pereira Colares da Silva, Karoline da Costa Barros, Ligia da Paz de Souza, Luysy Krystyny Fernandes Prata, Natasha Cibelli da Rosa Gomes, Lindemberg Lima Fernandes

Abstract


O artigo busca analisar e caracterizar a problemática das intervenções antrópicas ao longo do igarapé do Tucunduba, localizado no município de Belém-PA, visando mostrar de que maneira o processo de expansão urbana interfere no corpo hídrico, bem como a consequência da ocupação desordenada nas margens do igarapé. Já que, ocasiona alterações no solo e o aumento do escoamento, o qual é responsável por transportar materiais orgânicos e inorgânicos para o rio, aumenta significativamente sua carga de poluentes provocando enchentes, eutrofização dos rios, entre outros problemas de degradação dos recursos hídricos. Para embasamento do mesmo foram utilizadas a revisão bibliográfica e a visita in loco, bem como registro fotográfico e imagens georefenciadas disponibilizadas no Google Earth, observando a condição geral da área, para caracterização dos fatores antrópicos que contribuem para degradação do Igarapé.

 


Keywords


Bacia hidrográfica, fatores antrópicos e poluição hídrica.

References


BARBOSA, M. J. S. (2003). Estudo de caso: Tucunduba: urbanização do igarapé Tucunduba, gestão de rios urbanos – Belém/PA. Disponível em:

. BELÉM, UFPA, 2003. Acesso em: 08 jun. 2017.

BRASIL. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: Acesso em: 08 jun. 2017.

. Lei n. 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política nacional de recursos hídricos. Disponível em: Acesso em: 08 jun. 2017.

CARVALHO, J. R. F. Avaliação da qualidade da água: um estudo na sub-bacia do canal são Joaquim (Belém-PA). 2011. 148 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e meio ambiente urbano), Universidade da Amazônia, Belém do Pará. 2011.

FAUSTINO, A. B. RAMOS, F. F. SILVA. S. M. P. (2014). Dinâmica temporal do uso e cobertura do solo na Bacia Hidrográfica do Rio Doce (RN) com base em Sensoriamento Remoto e SIG: uma contribuição aos estudos ambientais. Revista Sociedade e Território, Natal, v. 26, n 2, pp. 18 – 30.

MATOS, F. C. Caracterização qualitativa dos impactos ambientais causados pela ocupação urbana no Igarapé do Tucunduba, Belém, PA. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais), Universidade de Taubaté, São Paulo. 2010.

MATOS, F. C.; TARGA, M. S.; BATISTA, G. T.; DIAS, N. W. (2010). Análise temporal da expansão urbana no entorno do Igarapé Tucunduba, Belém, PA, Brasil. Revista Biociências, v. 17, n. 1, pp. 7- 16.

MESQUITA, K. F. C.; SANTOS, M. L. S.; MOURÃO, F. V.; MENDES, R. M. L.; SILVA, R. G.;

SANTOS, R. M. (2015). Avaliação da qualidade da água no igarapé Tucunduba. In Anais do XV Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental, 2015, p. 94.

SILVA, A. L. A. (2015). O uso social da água na bacia urbana do Tucunduba/Belém – PA. In Anais do XIV Simpósio Nacional de Geografia Urbana, 2015.

TRATA BRASIL. Ranking do Saneamento 2015. Disponível em:

. Acesso em: 08 jun. 2017.

TRINDADE JR., S. C. A Cidade dispersa: os novos espaços de assentamentos em Belém e a reestruturação metropolitana. 1998. 395 f.: Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

VON SPERLING, M. (2014). Legislação ambiental e impacto do lançamento de efluentes nos corpos receptores. In Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Org. por Von Sperling, M., UFMG, ed. UFMG, pp. 216 – 220.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-014

Refbacks

  • There are currently no refbacks.