Desenho animado e o desenvolvimento da linguagem oral da criança na perspectiva histórico-cultural / Cartoon design and development of child's oral language in historic-cultural perspective

Áquila Viana de Carvalho, Corina Fátima Costa Vasconcelos, Jadson Justi, Joisiane da Silva Feio

Abstract


Este estudo objetivou investigar a mediação do desenho animado para o desenvolvimento da linguagem oral de crianças a partir da perspectiva histórico-cultural. O desenho animado é a programação preferida das crianças e tem sido utilizado tanto na escola pelos docentes quanto em casa pelos pais como um meio de conquistar a atenção das crianças. O desenho animado traz consigo conteúdos diversificados e unidos entre si, os quais possibilitarão à criança construir e ao mesmo tempo reconstruir o seu conhecimento. A linguagem utilizada no desenho animado influencia diretamente no universo vocabular e na forma da criança perceber o mundo. Esta pesquisa desenhou-se a partir de uma abordagem qualitativa. O estudo foi realizado em um Centro de Educação Infantil da rede municipal de Parintins, AM, cujos participantes foram uma professora e dezoito alunos do segundo período da Educação Infantil. A coleta e produção de dados ocorreram por meio da observação direta, entrevista semiestruturada e atividade realizada com as crianças. Os resultados revelaram que os desenhos animados utilizados em sala de aula são, em geral, aqueles com maior divulgação pela mídia e que fazem sucesso no momento, como Frozen e Barbie; e também os clássicos como Chapeuzinho Vermelho e a Turma da Mônica. Tais desenhos são constituídos de rico vocabulário que traduzem a realidade atual, o mundo imaginário infantil e o cotidiano das crianças. Conclui-se que o desenho animado constitui-se em um recurso potencial para o desenvolvimento da linguagem oral. Isto porque possibilita a interação com diferentes personagens, de forma a vivenciar situações reais do cotidiano e lidar com aspectos simbólicos. Em casa ou em ambiente escolar, os desenhos animados permeiam o imaginário e o universo vocabular da infância.

 


Keywords


Desenho animado. Linguagem oral. Teoria histórico-cultural.

References


ACOSTA, V. M. et al. Avaliação da linguagem: teoria e prática do processo de avaliação do comportamento linguístico infantil. São Paulo: Santos, 2003.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2006. (Biblioteca da Educação, v. 16).

FERNANDES, A. H. As crianças e os desenhos animados: mediações nas produções de sentidos. Rio de Janeiro: Nau, 2012.

FONTANA, R.; CRUZ, N. Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo: Atual, 1997.

GASKELL, G. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem, som: um manual prático. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. p. 64-89.

JUSTI, J. Equoterapia nos transtornos linguísticos de escolares. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 11., 2013, Curitiba. Anais.... Curitiba: Champagnat, 2013. p. 27.181-27.191. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2019.

LIMA, L. M. P. A relação do desenho animado Ben 10 com o consumo infantil. 2010. 55 f. Monografia (Graduação em Comunicação Social) – Faculdade 7 de Setembro, Fortaleza, 2010. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2019.

MENDONÇA, A. V. P. M.; MENDES, J. D’A. U.; SOUZA, S. C. C. Uma reflexão sobre a influência dos desenhos animados e a possibilidade de utilizá-los como recurso pedagógico. Natal: UnP, 2005. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2019.

MORGADO, M. L. S. Educação infantil: o desenvolvimento da linguagem oral em crianças de 1 a 3 anos e o trabalho do professor. 2013. 58 f. Monografia (Graduação em Pedagogia) – Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, Lins, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

NOGUEIRA, A. A. Interações e desenvolvimento da linguagem oral em crianças na creche: uma abordagem histórico-cultural. 2016. 295 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2019.

OLIVEIRA, D. M. S.; SHIMIZU, A. M. A criança e o desenho animado: concepções sobre os desenhos mais assistidos e os personagens preferidos. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS DA IMAGEM, 3., 2011, Londrina. Anais... Londrina: UEL/LEDI, 2011. p. 879-892. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2019.

PIVATTO, W.; SILVA, S. C. R. O papel da oralidade sob a perspectiva Vygotskiana: breve revisão teórica e apresentação de iniciativas para valorização da oralidade. Caderno Pedagógico, Lajeado, v. 11, n. 2, p. 113-123, 2014. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2019.

REGO, T. C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes, 1995.

SANTOS, M. G. S.; FARAGO, A. C. O desenvolvimento da oralidade das crianças na Educação Infantil. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro, v. 2, n. 1, p. 112-133, 2015. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2019.

SILVA JÚNIOR, A. G.; TREVISOL, M. T. C. O desenho animado como ferramenta pedagógica para o desenvolvimento da moralidade. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 9.; ENCONTRO SUL BRASILEIRO DE PSICOPEDAGOGIA, 3., 2009, Curitiba. Anais... Curitiba: Champagnat, 2009. p. 5.043-5.054. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2019.

SOUZA, D. I. et al. Manual de orientações para projetos de pesquisa. Novo Hamburgo. FESLSUC, 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2019.

SOUZA, K. R. Desenhos animados e educomunicação: as brincadeiras das crianças e a pratica pedagógica da educação infantil. 2013. 244 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2019.

SOUZA, S. J. Infância e linguagem: Bakhtin, Vygotsky e Benjamin. 2. ed. São Paulo: Papirus, 1997.

VERAS, D. S. O desenvolvimento da oralidade em crianças no ciclo de alfabetização. 2015. 97 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Comunicação Humana) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015. Disponível em: . Acesso em: 19 ago. 2019.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. 4. ed. São Paulo: M. Fontes, 2008.

WEBER, J. Os desenhos animados enriquecendo as aulas na educação infantil. 2012. 62 f. Monografia (Especialização em Mídias na Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-013

Refbacks

  • There are currently no refbacks.