O modelo de assistência e extensão rural do proambiente: uma inovação na agroecologia / The model of technical assistance and rural extension of the proambiente: an innovation in agroecology

Everaldo Nascimento de Almeida, Silvio Brienza Junior, Tereza Ximenes, Raquel Rodrigues da Poça, Jorge Yared

Abstract


O artigo avalia um modelo inovador de ATER criado pelo PROAMBIENTE, programa federal de apoio ao fortalecimento da agricultura familiar na Amazônia brasileira. Esse modelo, pautado nas dimensões agroecológicas, foi implementado no período de 2002 a 2006 no polo da transamazônica localizado na região do Xingú, estado do Pará. A partir de uma estratégia metodológica diferenciada na qual eram enfatizadas as ações participativas e intercâmbio de conhecimentos entre a jovem equipe de ATER, formada na própria região, e os agricultores familiares participantes do programa, importantes resultados foram alcançados, tais como: redução do desmatamento e do uso de agrotóxicos, além do controle e redução de queimadas. Apesar dos resultados promissores, o cancelamento dos recursos federais destinados ao PROAMBIENTE, o imediatismo por resultados associados a resistência de uma ATER ainda convencional culminaram na interrupção das atividades na região e romperam a expectativa de mudança de paradigma da extensão rural associada a uma abordagem agroecológica.


Keywords


Agricultura familiar; ATER; PROAMBIENTE; Amazônia

References


ALMEIDA, E. N. A Participação de agricultores familiares no processo de recuperação de áreas alteradas na região do Xingu, Estado do Pará. 2011. 246 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Belém, 2011.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Brasília: MDA/SAF/DATER, 2008, 26p.

CAPORAL, F. R.; RAMOS, L. F. Da extensão rural convencional à extensão rural para o desenvolvimento sustentável: Enfrentar desafios para romper a inércia. In: MONTEIRO, D. M. C.; MONTEIRO, M. A. (org.). Desafios na Amazônia: uma nova assistência técnica e extensão rural. Belém: UFPA/NAEA, 2006. p. 27-50.

PROAMBIENTE. Proposta definitiva da sociedade civil organizada entregue ao Governo Federal. Brasília: PROAMBIENTE. 2003, 32p.

SABOGAL, C.; ALMEIDA, E. N.; MEZA; BRIENZA JUNIOR, S. Reabilitação de áreas degradadas nas regiões amazônicas do Brasil e do Peru: revisão de iniciativas produtivas e lições aprendidas. In: PORRO, R. (Ed.). Alternativa agroflorestal na Amazônia em transformação. Belém: ICRAF/EMBRAPA, 2009. p. 349 – 377.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.