A presença dos atravessadores na cadeia produtiva do açaí no Estado do Amapá: transportadores tradicionais capitalistas ou operadores logísticos? Uma perspectiva sob a ótica de Fleury / The presence of the middlemen in the açaí productive chain in the State of Amapá: traditional capitalist carriers or logistic operators? A perspective from Fleury's point of view

Danilo André Aguiar Barreto, Fernando Guilbert Pinheiro Borges

Abstract


Os atravessadores são componentes ou agentes que atuam de forma intermediária na cadeia produtiva de um determinado segmento. No estado do Amapá, os atravessadores influenciam significativamente no mercantil do açaí, sendo caracterizados pelos batedores (comerciantes de açaí) como aproveitadores do mercado. O presente trabalho teve como objetivo analisar o fenômeno atravessador em dois ângulos, num primeiro modo contextualizando-os como transportadores capitalistas através dos relatos bibliográficos, doutro modo analisando-os como possíveis operadores logísticos, caso apresentem as características necessárias mediante o resultado do trabalho. A pesquisa foi realizada junto aos batedores de açaí localizados nas duas maiores cidades do estado do Amapá, Macapá (capital) e Santana.

 


Keywords


Açaí; atravessadores; batedores; operadores logísticos; transportadores

References


ABOL – Associação Brasileira de Operadores Logísticos. Compromisso ABOL Com Seus Associados, Atores de Mercado, Demais Associações Afins, Setor Público, Comunidade Acadêmica, Científica, E Pessoa em Geral. Código de Conduta Ética, 2°. Ed, p.3, 2016.

AMARAL, J. J. F. Como Fazer Uma Pesquisa Bibliográfica. Ceará: UFC, p.1, 2007. Disponível em:< http:/200.17.137.109:8081/xiscanoe/courses1/mentoring/tutoring/Como%20fazer%20pesquisa%20bibliografia.pdf>. Acesso em: 07 jan. 2017.

AMARO, N.C. S; COSTA, K.H.C.; ÁLVARES, R.A.M.; RODRIGUES, J.W.S. A Dinâmica de Exportação do Açaí em Oeiras do Pará - PA. In: XVIII ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS. São Luís, 1-10, jul, 2016.Disponívelem:. Acesso em: 29 nov. 2017.

ARMANDO, D. M. S. Caracterização das Batedeiras e Portos de Recebimento de Açaí no Estado do Amapá. 2015. 50 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Programa de Pós Graduação de Economia e Meio Ambiente – Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2015.

BALIEIRO, Valdeí. Noticia. Preço do açaí dispara em Macapá e Santana. Disponível em:. Acesso em: 26nov. 2017.

BATALHA, M.O. Comercialização de Produtos Agroindustriais: Gestão Agroindustrial. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2001.

CHELALA, C. 2007. O arranjo produtivo local do açaí nos Municípios de Macapá e Santana. Disponível em:. Acesso em: 29 nov.2017.

IEF - Instituto Estadual de Floresta, Plano Anual de Outorga Florestal do Estado do Amapá, Macapá, 2017.

ELIEL, Estevam. G1AMAPÁ. Comerciantes apontam chuvas para aumento de preço do açaí em Macapá. Disponível em:< http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2016/05/comerciantes-apontam-chuvas-para-aumento-de-preco-do-acai-em-macapa.html />. Acesso em: 20 set. 2017.

FLEURY, Paulo. Vantagens Competitivas e Estratégicas no Uso de Operadores Logísticos. Centro de Estudos em Logística. Rio de Janeiro, 1999.

GANDRA, Alana. Economia. Açaí teve maior valor de produção na extração vegetal em 2016, diz pesquisa. Disponível em:< https://pagina20.net/v2/acai-teve-maior-valor-de-producao-na-extracao-vegetal-em-2016-diz-pesquisa/>. Acesso em: 14 abr. 2017.

HRONEC, Steven M. Sinais Vitais: usando medidas de desempenho da qualidade, tempo e custos para traçar a rota para o futuro de sua empresa. São Paulo: Makron Books, 1994.

IPEA - Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas. Cadeias de Comercialização de Produtos Florestais não Madeireiros na Região Sul do Amapá, Atlas Brasil 2015.

______.Desenvolvimento Humano no Brasil, Atlas Brasil 2016.

______.Social – mercado de trabalho – população desocupada – 2016. Disponível em:. Acesso em: 21 nov. 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. 2016. Disponível em:. Acesso em: 2 set. 2017.

______. Estados. 2016. Disponível em:. Acesso em: 1 set. 2017.

JUNIOR, C.A. G1AMAPÁ. Em Macapá, alto preço do açaí afasta consumidores dos pontos de venda. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

JUNIOR, F.O. C; Caracterização Morfológica e da Produção de Frutos de Populações de Açaizeiros Estabelecidas em Mazagão – Amapá. Macapá: UNIFAP, 2016. 80 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2016.

MACOHIN, G. A. De Transportador Rodoviário de Cargas a Operador Logístico – A lacuna a ser preenchida: Um estudo de caso. 2001. UFSC, 2006. 156 f. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2001.

NOVAES, A. G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição. Estratégia, Operação e Avaliação. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

OLIVEIRA, A.D. S; MAYORGA, M.I.O. 2005. Os Impactos da Participação do Atravessador na Economia do Setor Agrícola: Um estudo de caso. Disponível em:. Acesso em: 25 nov. 2017.

SANT’ANA, K.C; Mercado Justo e Solidário Como Contribuição ao Desenvolvimento Sustentável: Um Estudo Para as Representações Econômico-Sociais do Comércio do Açaí pelo Município de Codajás. Manaus: UFAM, 2006. 156 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2006.

TITO, M. R. Atravessadores de Açaí os Dois Lados da Moeda. IMAZON. 1. Ed. Belém: ICRAF, jul de 2007. Disponível em:. Acesso em: 05 de mai. de 2017.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.