Promoção da qualidade de vida no trabalho em bibliotecas universitárias através da aplicação da ergonomia / Promotion of the quality of life at work in university libraries through the application of ergonomics

Lucia Helena Dias Mendes, Níssia Carvalho Rosa Bergiante

Abstract


Este artigo está fundamentado em um estudo de caso que utiliza como base a Ergonomia, visto que o cenário atual dos ambientes laborais, face às transformações aceleradas no mundo do trabalho, produziram efeitos negativos como o aumento de incidências de doença e de afastamentos no trabalho. Para tanto a pesquisa possui caráter exploratório e descritivo e tem como proposta discutir, quais os benefícios que a Ergonomia pode trazer para o ambiente da Biblioteca Universitária e para os funcionários que nela estão inseridos de modo que se possa contribuir para que eles tenham um ambiente mais saudável e seguro e consequentemente mais Qualidade de Vida no Trabalho. A ferramenta utilizada neste estudo foi a Análise Ergonômica do Trabalho que propiciou através de sua análise corrigir e propor um ambiente mais adequado e como consequência uma melhoria na qualidade de vida do trabalho dos funcionários inseridos. Para o alcance deste objetivo fez se necessário: identificar as condições de trabalho, detectar os possíveis riscos, conhecer as atividades e a percepção dos funcionários pertencentes a este ambiente em análise para identificar suas reais necessidades. Este estudo também fez comparação com os resultados e a realidade da biblioteca  em estudo com as normas de ergonomia em vigência. Foi verificado após a análise que os principais fatores ergonômicos ligados ao desconforto estão relacionados com as condições ambientais (iluminação, ruído, temperatura e mobiliário). As contribuições desta pesquisa contemplaram: o ambiente laboral estudado na forma de propiciar melhor QVT.


Keywords


Qualidade de Vida no Trabalho; Ergonomia; Análise Ergonômica do Trabalho; Bibliotecas Universitárias

References


ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2004.

ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10152: Níveis de ruído para conforto acústico. Rio de Janeiro, 1987.

ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5413: Iluminância de interiores. Rio de janeiro, 1992.

ANGLADA, LIuís. Bibliotecas universitárias : cabalgando la tecnología, siguiendo al usuario. El profesional de la información, v. 21, n. 6, p. 553-556, 2012.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Previdência Social. Portaria MTPS nº 3.751, de 23 de novembro de 1990. NR-17 Ergonomia. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 26 nov. 1990.

CAPRI, Daniela; BAHIA, Eliana Maria dos Santos; PINTO, Adilson Luiz. Ergonomía: estudio de caso en biblioteca universitaria. Biblios: Journal of Librarianship and Information Science, [S.l.], n. 48, p. 41-54, ago. 2012.

DEJOURS, C. Psicodinâmica do trabalho: contribuições da Escola Dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento e trabalho. São Paulo: ed. Atlas, 1994.

DUARTE, M.B.T. Avaliação de serviços oferecidos por bibliotecas: o caso da biblioteca do Instituto de Engenharia Nuclear – IEN. 2012.117p. Dissertação (Mestrado Profissionalde Sistemas de Gestão). Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.

FERREIRA, M. C. Qualidade de vida no trabalho: uma abordagem centrada no olhar dos trabalhadores. Brasília: Paralelo 15, 2.ed. 2012

FERREIRA, Mário Cesar. Quality of work life (QWL): from “welfarism” to effective promotion. Laboreal, Porto, v.11, n.2, p. 28-35, dez. 2015.

FERREIRA, Mário César; ALVES, Luciana; TOSTES, Natalia. Gestão de qualidade de vida no trabalho (QVT) no serviço público federal: o descompasso entre problemas e práticas gerenciais. Psicologia: teoria e pesquisa, v. 25, n. 3, p. 319-327, 2009.

FIGUEIRA, Tânia Gomes. Bem- estar, mal-estar e qualidade de vida no trabalho em uma instituição pública brasileira.Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações). Brasília: Universidade de Brasília, 2014. Orientador: Prof. Dr. Mário César Ferreira.

GIACUMUZZI, Gabriela; MORO, Eliane Lourdes da Silva. Acessibilidade arquitetônica em diferentes tipologias de bibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 10, ago. 2014

GUÉRIN, F., Laville, A., Daniellou, F., Duraffourg, J.,&Kerguelen, A. Compreender o trabalho para transformá-lo: A prática da ergonomia. São Paulo: Editora Blucher, 2001.

HACKMAN, J. R.; OLDHAM, G. R. Development of job diagnostic survey. Journal of Applied Psychology, Washington, D.C., v. 60, no. 4, p. 159-170, 1975.

IIDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo: editora Edgard Blucher, 2005.

LIMONGI-FRANÇA, A. C. Qualidade de Vida no Trabalho: conceitos e práticas na sociedade pós-industrial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MEDEIROS, Ana Ligia Silva. Biblioteca Pública do século XXI. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 2, p.49-55, dez. 2012.

NEIVA, Andréa Geiger. Análise do processo de implementação de um comitê de melhorias das condições de trabalho em uma instituição pública de saúde. Dissertação (Mestrado) São Paulo: Universidade de São Paulo, 2012. Orientador: Prof. Dr. Laerte Idal Sznelwar.

Organização Internacional do Trabalho – OIT (2013). La prevencion de lãs enferedades profisionales.http://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/ed_protect/protrav/safework/documents/publication/wcms_209555.pdf, mai./2016

PACHECO, Júlia Vergo. Avaliação das Condições Ergonômicas das Bibliotecas da Escola de Engenharia e da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Monografia. Porto Alegre : Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2014.

RASTELI, Alessandro; CALDAS, Rosângela Formentini. Bibliotecas públicas e o acesso às informações artísticas sob a perspectiva da Ciência da Informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 21, n. 45, p. 21-34, jan./abr., 2016

SILVA, Andrea Aparecida; DE OLIVEIRA LUCAS, Elaine Rosangela. Abordagem ergonômica do ambiente de trabalho na percepção dos trabalhadores: estudo de caso em biblioteca universitária Approach ergonomics of the environmen to fwork in the perception of the workers: case study in university library. Revista ACB, v. 14, n. 2, p. 382-406, 2009.

WALTON. R. E. Quality of working life: what is this? Slow Management Review, Cambridge, v.15, no. 1, p.11-21, 1973.

WORD HEALTH ORGANIZATION Health Promotion Glossary. Word Health Organization, Geneva,1998. abr./ 2016.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.