Homeschooling no Brasil: Um estudo sobre as contribuições do ensino domiciliar no desenvolvimento das competências individuais e na formação educacional / Homeschooling in Brazil: A Study on the contributions of homeschooling in individual skills development and educational training

Simone Novaes, Eloísa Helena Rodrigues Guimarães, Reginaldo de Jesus Carvalho Lima, Augusta Isabel Junqueira Fagundes

Abstract


Esta pesquisa descritiva teve como objetivo identificar as contribuições do ensino domiciliar no desenvolvimento das competências e no processo de formação educacional dos indivíduos que vivenciaram o homeschooling. A coleta de dados foi realizada por meio de questionários, entrevistas e análise documental. O corpus da pesquisa foi constituído de 12 adultos e uma mãe educadora que optou pelo ensino domiciliar. A análise de dados foi realizada através de relatório com a apresentação do perfil dos respondentes, assim como a experiência de cada um deles. Foi também utilizada a Escala de Likert para apresentar a percepção desses indivíduos em relação aos eixos propostos pela Base Nacional Comum Curricular e em relação aos saberes esperados do profissional propostos por Le Boterf.

 

 


Keywords


Ensino Domiciliar, eixos da BNCC, competência, homeschooling, fomação educacional.

References


Aguiar, A.M.F.M. (2011, Julho). A situação jurídica do ensino domiciliar no Brasil. Jus navigandi. Recuperado de: https://jus.com.br/artigos/19514/a-situacao-juridica-do- ensino-domiciliar-no-brasil

Andrade, E.P. (2014). A Educação Familiar Desescolarizada como um Direito da Criança e do Adolescente: relevância, limites e possibilidades na ampliação do Direito à Educação. (Tese de Doutorado em Educação. Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo).

Recuperado de: www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-10112014-111617/pt- br.php

Barbosa,L.M. (2013). Ensino em casa no Brasil: um desfio à escola? (Tese de Doutorado em Educação. Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo).Recuperadode:/www.fcc.org.br/fcc/images/pesquisa/premio_capes/pdf/LUCIANE

_MUNIZ_RIBEIRO_BARBOSA_rev.pdf

Batista, K.S. (2013). Coach: um estudo das competências requeridas para oexercício da profissão. (Dissertação de mestrado em Administração, Fundação Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo, MG, Brasil).

Collis, J., & Hussey, R.(2005). Pesquisa em Administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. Porto Alegre: Bookman.

Costa, V.F. (2016). Homeshooling no Brasil: uma análise da constitucionalidade da legalidade do projeto de lei 3179/12. Belo Horizonte: D’Plácido.

Costin, C. (2017,30 de janeiro). A educação no Brasil não ensina a pensar. Carta Capital.

www.cartacapital.com.br.

Delors, J. (2006).Educação: um tesouro a descobrir: relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre a educação para o século XXI (10a ed.). São Paulo: Cortez

Dutra, J.S. (2001).Gestão por competências: um modelo avançado para gestão de pessoas.

São Paulo: Gente

Fleury, M.T., &Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, (Edição especial), 183-196.

GHEC. (8-12 de março de 2016). Educação domiciliar: um direito. Global Home Education Conference-2016, Rio de Janeiro, RJ,Brasil.

Gil, A.C. (2009). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas

Gominho, L.B. (2016).Situação jurídica do ensino domiciliar no Brasil. Jusbrasil –Artigos.

Recuperado de http://www.jusbrasil.com.br/topicos/26805796/ensino-domiciliar

Le Boterf, G. (2003). Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed

Lima, R.J.C., Barbosa, A.C.Q., Giroletti, D.A., & Baeta, A.M. C. (2014). A possível Articulação Entre Competências e E Cultura Organizacional No Setor Cimenteiro: um estudo em empresas de serviços de concretagem. Anais do 38º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós Graduação em Administração, Rio de Janeiro, RJ ,Brasil.

Lima, P. M.C., Souza, Z.C.P. & Araújo, J.S.A .(2015). A gestão do trabalho e os desafios da competência: uma contribuição de Philippe Zarifian.Psicol. cienc. prof. [online], 35(4), 1223-1238. Recuperado dewww.scielo.br/scielo.php?pid=S1414- 98932015000401223&script=sci...tlng.

Lima, D. F., Silveira, V.,& Torres, T. Z (2015). As competências organizacionais e individuais; uma perspectiva integrada. Revista eletrônica FACP, 3(7), 48-77. Recuperado de198.136.59.195/facp/revista/index.php/reFACP/article/download/36/pdf

Perrenoud, P.(1999). Construir competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed.

Perrenoud, P.(2000). Construindo competências. Revista Nova Escola. Recuperado dewww.unige.ch/fapse/SSE/teachers/perrenoud/php_main/php_2000/2000_31.html

Perrenoud, P.(2001). Entrevistas Roda Viva. Recuperado de http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/250/entrevistados/philippe_perrenoud_2001.htm

Ruas, R., Antonello, C.S. & Boff, L. H. (2005). Os novos horizontes da gestão: aprendizagem organizacional e competências. Porto Alegre: Bookman.

São José, F. (2014).O Homeschooling sob a ótica do melhor interesse da criança e do adolescente. Belo Horizonte: Del Rey.

Silva, G.B., Felicetti, & V. L (2014) Habilidades e competências na prática docente: perspectivas a partir de situações- problema. Revista Educação por escrito, 5(1), p.17-

Recuperado de revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/porescrito/article/download/14919/11497

Soares, M. (2016). Educação escolar: um instrumento em defesa da igualdade em direitos de aprendizagem. Revista EDUCATRIX,11,64-71

Vasconcelos, M C.C.(2015). A educação de crianças e jovens na casa: aspectos da legislação no Brasil e em Portugal. Anais do 8º Congresso Brasileiro de História da Educação,

Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil. Recuperado de 8cbhe.com.br/anais/download/area/11/id/NjQ0

Vergara, S. C.(2000). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas. Vieira, A.H.P. (2012). Escola? Não, obrigado: Um retrato da homeschooling no Brasil.

(Monografia de graduação submetida ao curso de Ciências Sociais, habilitação em Sociologia. Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil). Recuperado de debdm.unb.br/bitstream/10483/3946/1/2012_AndredeHolandaPadilhaVieira

Vieira, S.L A (2007). Educação nas constituições brasileiras: texto e contexto. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 88(219). Recuperado de http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/749

Zarifian, P. (2003). O modelo da competência: Trajetória Histórica, desafios atuais e propostas. São Paulo: Senac

Yin, R. (2001). Estudo de caso: planejamentos e métodos. Porto Alegre: Bookman


Refbacks

  • There are currently no refbacks.