Evolução do fenômeno de ilha de calor em cidade de médio porte na região centro-oeste do Brasil / Evolution of the heat island phenomenon in medium porte city in the central west of Brazil

Diana Carolina Jesus de Paula, Natallia Sanches e Souza, Soneize Auxiliadora de Miranda, Marta Cristina de Jesus Albuquerque Nogueira, Flavia Maria de Moura Santos

Abstract


Estudos sobre as ilhas de calor têm se mostrado uma ferramenta importante para o gerenciamento do espaço urbano, para auxiliar o processo de tomada de decisão no planejamento urbano. No entanto, a maioria dos estudos concentra-se nas grandes cidades, mas é nas cidades médias e pequenas que a detecção das causas do problema é facilitada, devido à identificação da interação entre urbanização e clima urbano. O objetivo deste artigo é relacionar a intensidade da ilha de calor na área urbana de Cuiabá-MT com o uso e cobertura do solo com ocupação máxima permitida. A metodologia utilizada é o transecto noturno móvel, passando por 19 pontos da cidade. Os resultados apontaram que o maior percentual de cobertura impermeável são aqueles em que a ocupação permitida varia entre 60 e 80% da área. Observa-se também que em ambos os transectos em 70% dos pontos a intensidade da ilha é forte, variando entre 4,1 e 5,3 °C. Portanto, este artigo corrobora com estudos de ilha de calor em cidade de médio porte com clima tropical na região Centro-Oeste, tendo em vista que poucos estudos enfocam a investigação do clima urbano na região.

 

 

 

Keywords


Planejamento urbano, Clima urbano, Ocupação do solo.

References


BRANDÃO, A. M. P. M. O clima urbano na cidade do Rio de Janeiro, In: MENDONÇA, F. (Org.); MONTEIRO, C. A. F. (Org.). Clima urbano. São Paulo: Contexto, 192f. 2003.

CUIABÁ, Prefeitura Municipal de Cuiabá/ Lei de Uso e Ocupação do Solo Urbano. IPDU – Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Urbano. Cuiabá, 2015.

DUARTE, D. H. S. O impacto da vegetação no microclima em cidades adensadas e seu papel na adaptação aos fenômenos de aquecimento urbano. São Paulo, 2015. 167f. Tese (Livre Docência) – Departamento de Tecnologia da Arquitetura – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2015.

EMMANUEL, R.; KRÜGER, E.L. Urban heat island and its impact on climate change resilience in a shrinking city: The case of Glasgow, UK. Building and Environment, v. 53: p. 137-149, 2012.

KATZSCHNER, L. Urban climate studies as tools for urban planning and architecture. In: Anais IV Encontro Nacional de Conforto no Ambiente Construido. Salvador, 1997.

SOUZA, N. S. Análise da relação da radiação solar na formação de ilhas de calor em diferentes configurações urbanas em Cuiabá-MT. Cuiabá, 2016, 60f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pós-Graduação em Física-Ambiental, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá.

ONU - Organizações das Nações Unidas. (2012). Disponível em http://unicrio.org.br/ Acesso em 09.11.2016.

PAULA, D.C.J – Análise termohigrométrica pós intervenções urbanas em Cuiabá-MT. Cuiabá, 2017. 106f. Dissertação (Mestrado em Física Ambiental) – Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Física Ambiental, Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, 2017.

VASCONCELOS, L. C. S.; ZAMPARONI, C. A. G. P. Os Efeitos da urbanização no microclima no bairro Mora da Serra, Cuiabá-MT. Revista O Espaço Geográfico em Análise – RAEGA, v. 23, 2011. p.573-599.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-046

Refbacks

  • There are currently no refbacks.