Protocolo de assistência de enfermagem à paciente submetida à técnica de reprodução assistida – cirurgia segura / Nursing care protocol for patients undergoing assisted reproduction technique - safe surgery

Eline Aparecida Vendas Righetti, Jackelyne Alves de Medeiros Vilela Vilela, Adelina Ferreira Gonçalves, Thais Mendes Gonçalves, Vanessa Gomes Maziero, Roberta Lazari Padavini, Suely de Souza Resende, Maria Risalva de Jesus Sampaio, Abilio Torres dos Santos Neto, Stefani Carvalho dos Santos

Abstract


Introdução: A enfermagem desempenha papel fundamental no processo assistencial e operacional nas clínicas de Reprodução Humana Assistida. Objetivo: Elaborar um protocolo de cuidados de enfermagem e desenvolver um instrumento de trabalho para ser aplicado pela equipe multidisciplinar no decorrer das atividades cirúrgicas. Método: Revisão bibliográfica realizada a partir de artigos online, revistas, manuais e livros de enfermagem e da área de saúde publicados entre os anos de 1986 a 2018 em língua portuguesa, italiana, francesa e inglesa. Resultados/Discussão: Pacientes que se submetem à técnica de reprodução assistida se preocupam muito com o efeito prolongado das medicações, os fracassos, as tentativas que podem não dar certo. É preciso, então, desenvolver um trabalho seguro e efetivo reduzindo as falhas e o tempo para a conclusão do procedimento, além de gerar maior confiança ao casal. Conclusão: O ambiente cirúrgico deve ser um local seguro ao paciente e toda a equipe deve estar envolvida neste processo, utilizando a ferramenta desenvolvida no presente estudo para checar todas as etapas que norteiam o tratamento do casal de reprodução assistida. O enfermeiro como membro da equipe, deve conhecer todos os sentimentos envolvidos para prestar um atendimento de qualidade.

 


Keywords


Reprodução assistida. Infertilidade. Cuidados de enfermagem.

References


Cambiaghi AS, Lourenço, C. B., Soares, K. S. . Manual Prático De Reprodução Assistida Para A Enfermagem. Os cuidados na pesquisa e tratamento da infertilidade. São Paulo: Centro de reprodução humana; 2016

Saúde BMd (2005). Política Nacional De Atenção Integral Em Reprodução Humana Assistida. PORTARIA Nº 426/GM http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/portaria_426_ac.htm.

Correia SR, Silva, J M O, Santos, A A P, Comassetto, I, Lima, G K S , Ferreira, D C S Cuidados de enfermagem prestados à parturiente adolescente sob a luz da teoria de Wanda Horta. J. res.: fundam. care. online. 2017; 9(3): 857-866.

Pereira JO, CDB; França, ISX. Systematization of nursing care in intensive care unit. 2018; 8(1): 114-118.

Horta WA. Processo De Enfermagem. São Paulo: EPU; 1979

Enfermagem CCFd (2009). Resolução COFEN nº 358. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem - SAE – nas Instituições de Saúde Brasileiras. Rio de Janeiro, Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 358 de 15 de outubro de 2009.

Rocha RB, MAR; Rocha, JC; Rocha, NMC; Gonçalves, CB; Cardoso, ARS. Processo de enfermagem aplicado a paciente submetida à histerectomia: relato de experiência. Revista de Enfermagem da UFPI. 2015; 4(3): 86-90.

Brasil DODRFD (1986). Lei nº 7498 Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências. Brasília.

Mendes MS, DBG; Kondo, MNS; Cárdenas, JM; Castro,ARV; Sanchez, PLP (2009). Care Systematization in Pediatric ursing Applying Case-based Reasoning. PICMET 2009 Proceedings, Portland.

Queiroz PS, RS; Barbosa, JDV. Importância Da Tecnologia No Processo De Enfermagem Para O Tratamento De Feridas Crônicas Journal of Contemporary Nursing. 2017; 6(2): 158-166.

Ubaldo IM, E; Salum, NC. Nanda-I Nursing Diagnoses Based On Wanda Horta’s Theory. Cogitare Enferm. 2015; 20(4): 684-690.

Neves R. Sistematização da Assistência de Enfermagem em Unidade de Reabilitação segundo o Modelo Conceitual de Horta. Revista ENSAIO Brasileira de Enfermagem REBEn. 2006; 59(4): 556-559.

Rito ALK, C. . Manual De Boas Práticas De Enfermagem Em Reprodução Assistida. São Paulo: Elsevier; 2016

Perão OZ, GC; Rodríguez, AH; Fontes, MS; Nascimento, ERP; Santos, EKA. Patient Safety In An Intensive Care Unit According To Wanda Horta’s Theory. Cogitare Enferm. 2017; 3: e45657.

Ferraz EM. A cirurgia segura. Uma exigência do século XXI. Revista Colégio Brasileiro de Cirurgiões. 2009; 36(4): 281-282.

Braga EMS, M. J. P. Comunicação Competente – visão de enfermeiros especialistas em comunicação. Acta Paulista de Enfermagem. 2007; 20(4): 410-414.

Paugam-Burtz CG, O. (2011). Check-List Sécurité AuBloc Opératoire:lebilan après um an de deployment à l’hôpital Beaujon. Annales Françaises d'Anesthésie et de Réanimation.

Luiz FM, SMM; Neves, ET; Ribeiro, AC; Tronco, CS. A sistematização da assistência de enfermagem na perspectiva da equipe de um hospital de ensino. Revista Eletrônica de Enfermagem. 2010; 12(4): 655-659.

Craven RFH, C. J.. Fundamentos de Enfermagem: saúde e função humanas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2006

George JB. Teorias De Enfermagem: os fundamentos para a prática profissional Porto Alegre: Artmed; 2000

Vasconcelos DF, KST; Sousa, CASL; Melo, SM (2004). Assistência De Enfermagem A Pacientes Portadores De Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico, Embasado Na Teoria De Paterson-Zderad. 7º CBCENF.

Potter PAP, A. G. Fundamentos De Enfermagem. Rio de Janeiro: Elsevier;

Chester JG and Rudolph JL. Vital signs in older patients: age-related changes. J Am Med Dir Assoc. 2011; 12(5): 337-343.

Smeltzer SCB, B. G. . Medical- Surgical Nursing. USA: 2009

Fernandes EG, EE; Pitrez, FAB; Fernandes, FM; Rosito, GBA; Gonzáles, HE; Meyer, I; Neto, LBS; Fernandes, MS; Soibelman, M; Carvalho, RL. Avaliação Pré-Operatória E Cuidados Em Cirurgias Eletiva:recomendações baseadas em evidências. Revista da AMRIGS. 2010; 54(2): 240-258.

Frias TC, CMA; Sampaio, CEP. O Impacto Da Visita Pré- Operatória De Enfermagem No Nível De Assistência De Pacientes Cirúrgicos. Revista Mineira de Enfermagem. 2010; 14(3): 345-352.

Danski MO, GLR; Johann, DA; Pedrolo, E; Vayego, SA. Incidência De Complicações Locais No Cateterismo Venoso Periférico E Fatores De Risco Associados. Acta Paulista de Enfermagem. 2015; 28(6): 517-523.

Malina A and Pooley JA. Psychological consequences of IVF fertilization - Review of research. Ann Agric Environ Med. 2017; 24(4): 554-558.

O'Neill CL, et al. Development of ICSI. Reproduction. 2018.

Gomes AT, et al. Patient safety in nursing paths in Brazil. Rev Bras Enferm. 2017; 70(1): 146-154.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-008

Refbacks

  • There are currently no refbacks.