O balanced scorecard como sistema de gestão estratégica: um estudo de caso aplicado em uma na indústria de materiais da construção civil / The balanced scorecard as a strategic management system: a case study applied in one in the construction materials industry

Davson Mansur Irffi Silva, Diva de Souza Silva Rodrigues, Jordana de Castro Sousa, Karine Alves Rodrigues

Abstract


O Balanced Scorecard é um sistema de gestão estratégica que possui perspectivas agrupadas em quatro patamares: financeira, dos clientes, dos processos internos e de aprendizado e crescimento. O objeto de estudo desse artigo é a aplicabilidade dessa ferramenta em uma indústria de materiais para a construção civil. O problema de pesquisa que se apresenta é: O BSC é uma ferramenta de gestão que oferece possibilidade de alcançar a excelência empresarial e a eficiência operacional no segmento da construção civil? Tendo como hipótese a averiguação da afirmativa: O BSC é uma ferramenta de gestão que amplia e maximiza os resultados no setor da construção civil. O objetivo é demonstrar a aplicabilidade do Balanced Scorecard como sistema de gestão estratégica na indústria de materiais para a construção civil. Para tanto, essa pesquisa terá uma abordagem qualitativa, com a utilização de um instrumento de pesquisa realizado com a aplicação de um questionário junto aos empresários do setor. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e descritiva, em razão da coleta de dados primários no segmento da construção civil.


Keywords


Balanced Scorecard; Indicadores de desempenho; Estratégia empresarial; Eficiência Operacional.

References


ASSAF NETO, A.; SILVA, C. A. T. Administração do Capital de Giro. 4ª ed. São Paulo, SP: Atlas, 2012.

BETHLEM, A. Estratégia empresarial: conceitos, processos e administração estratégica. 6ª ed. Revista e Ampliada. São Paulo: Atlas, 2009.

CAMPOS, J. A. Cenário Balanceado: painel de indicadores para a gestão estratégica dos negócios. São Paulo, Aquariana, 1998.

CASTRO, C. C.; STADIER, H. (Orgs). Estratégias competitivas: estudos e casos. 1ª ed. Curitiba: Juruá, 2006.

CURY, A. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2005.

HAMMONDS, K. H. Arrume tempo para pensar. Revista Exame, v. 5, p. 106-114, São Paulo, 2001.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard–. Rio de Janeiro, Campus, 1997.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de Marketing. Tradução Cristina Yamagami. 12ª ed. São Paulo: Pearson Pretince Hall, 2007.

KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de Marketing. Tradução de Sônia Midori Yamamoto. 14ª ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

LAS CASAS, A. L. Administração de Marketing: conceitos, planejamentos e aplicações à realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2006.

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria geral da administração: da revolução urbana `revolução digital. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MEDEIROS, S. Análise SWOT de uma instituição de ensino: descubra suas fraquezas e oportunidades. Disponível em: http://5seleto.com.br/analise-swot-de-uma-instituicao-de-ensino-descubra-suas-fraquezas-e-oportunidades/. Acesso em 28 de mai. 2018.

OLIVEIRA, D. P. R. Planejamento estratégico. 31ª ed. São Paulo: Atlas, 2013.

OLIVEIRA, D. P. R. Teoria geral da administração: uma abordagem prática. São Paulo: Atlas, 2008.

PORTER, M. What is Strategy? Harvard Business Review, p. 61-78, Nov. – , Dez., 1999.

RAMOS, M. V. M. Utilizando o ciclo operacional para fazer o orçamento de caixa e calcular a necessidade de capital de giro (NCE). Connexio – Revista científica da Escola de Gestão e Negócios. Universidade Potiguar, Potiguar RN, 2011. Disponível em: https://repositorio.unp.br/index.php/connexio/article/view/10. Acesso em: 02 mai. 2018.

SÁ, C. A. Fluxo de Caixa: a visão da tesouraria e da controladoria. 5ª ed. São Paulo, SP: Atlas, 2014.

SOUSA, J. C.O Balanced Scorecard como sistema de gestão estratégica nas pequenas empresas. São Paulo: Atlas, 2010.

TAVARES, M. C. Gestão estratégica. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2005.

TORRES, M. C.; TORRES, A. P. Balanced Scoredcard. Rio de Janeiro: FVG, 2014.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.