Qualidade da classificação física e plantabilidade no campo de lotes de sementes de milho variedade / Physical seed grading quality and field plantability of variety corn lots

Fabiana Schmidt

Abstract


Os objetivos desse estudo foram avaliar a eficiência da classificação física de sementes de milho quanto a sua forma e seu tamanho, mensurar a massa de mil sementes e o número de sementes dos lotes beneficiados nas embalagens comercializadas de 10 kg e avaliar a plantabilidade dos lotes quando semeados com discos de distintos tamanhos de alvéolos. As avaliações foram realizadas no beneficiamento de 3 variedades de polinização aberta (VPA), a SCS154 Fortuna, a SCS155 Catarina e SCS156 Colorado realizado na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS) da Estação Experimental da Epagri de Campos Novos. A classificação quanto à forma foi eficiente nos lotes das sementes lisas com alta homogeneidade e os lotes de sementes redondas necessitam de melhorias para a separação das sementes de forma lisas. As sementes lisas e redondas dos lotes retidos na peneira 20 (7mm) apresentam maior eficiência quanto a classificação por tamanho. Os lotes de sementes das três variedades apresentaram a amplitude total de 174g na massa de mil sementes ocasionados pela variabilidade na forma e tamanho. O número de sementes disponíveis nas embalagens comercializadas contendo 10 kg dos lotes beneficiados variaram em até 12.000 sementes. O tamanho dos alvéolos dos discos recomendados para garantir a precisão adequada na semeadura dos lotes das 3 variedades de milho foram 13,5 x 9mm para os lotes das peneiras 20L e 20R; 14,5 x 10mm para os lotes das peneiras 22L, 22R, 22C, 24L, 24R; e 15 x 11mm para lotes de peneira 25.


Keywords


Precisão da classificação; retenção de peneiras; peso de mil sementes; acurácia do plantio; Zea mays.

References


BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 399p.

COPETTI, E. Plantadoras: distribuição de sementes. Cultivar Máquinas, Pelotas, n.18, p.14-17, 2003.

FERREIRA, R. L.; SÁ, M. E. Contribuição de etapas do beneficiamento na qualidade fisiológica de sementes de dois híbridos de milho. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 32, n. 4, p. 99-110, 2010.

MARTINELLI–SENEME, A.; ZANOTTO, M. D.; NAKAGAWA, J. Efeitos da forma e do tamanho na qualidade de sementes de milho, cultivar AL-34. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 22, n. 1, p. 232-238, 2000.

MONDO, V.H.V.; CICERO, S.M. Análise de imagens na avaliação da qualidade de sementes de milho localizadas em diferentes posições na espiga. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v.27, p.9-18, 2005.

VAZQUEZ, G.H.; ARF, O.; SARGI, B.A; PESSOA, A.C.O. Influência do tamanho e da forma da semente de milho sobre o desenvolvimento da planta e a produtividade de grãos. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 28, n. 1, p. 16-24, 2012.

ZARDO, L.; NOGAROLLI, E.L. Plantabilidade de diferentes tecnologias de disco para semeadura sob duas velocidades. Revista Cultivando o Saber, Cascavel, edição especial, p. 92 -101, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n7-072

Refbacks

  • There are currently no refbacks.